.

Colabore com o Feudalismo Atual escrevendo para o e-mail: juliano.bueno1971@gmail.com

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Arborização urbana: efeito imediato contra o aquecimento global

Uma das formas mais eficazes e baratas de reduzir os impactos do aquecimento global é plantar mais árvores nas cidades. Isso é especialmente importante nas cidades brasileiras que cresceram sem preocupação com parques e, principalmente, cobertura de árvores ao longo das calçadas. Em São Paulo, a diferença de temperatura entre uma rua arborizada e uma sem árvores no mesmo bairro e na mesma altitude pode chegar a 2,5 graus centígrados.

Quando várias ruas de uma mesma região têm poucas árvores para cobrir o cimento e o asfalto, o efeito se amplifica. Um estudo feito no mês de agosto em Tóquio, no Japão, revelou que, enquanto a temperatura no centro da cidade chegava a 40 graus, os termômetros nos arredores da cidade, em bairros bem arborizados, ficava em 28,5 graus.

Isso sem falar que a copa das árvores recebe as chuvas fortes e retarda a chegada da água no sistema pluvial, reduzindo o impacto das enchentes, que também são previstas no aquecimento global. Ruas arborizadas são mais agradáveis para se andar a pé, reduzindo os deslocamentos por automóveis, que emitem gases geradores do aquecimento global. Fora o alívio estético de uma bairro com árvores. Se algum governo estadual, prefeitura ou empresa planeja uma ação para amenizar as mudanças climáticas agora, pode começar com um programa ambicioso para recuperar nossas florestas urbanas.

Fonte:www.ecolnews.com.br

Nenhum comentário: