.

Colabore com o Feudalismo Atual escrevendo para o e-mail: juliano.bueno1971@gmail.com ou ligue para 99164-7827

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Sobre maconha

Honestamente não tenho nada contra a maconha e nem contra quem a use. Já fui universitário e já fiz fogueiras na praia. Vou contar uma verdade, a lata que eu pesquei estava meio mofada. Não tenho nada contra. Nunca tive.
Mas não consigo deixar de constatar uma realidade. Os maconhólatras têm a firme convicção de que a maconha lhes faz bem. E se você disser a um deles que esta sensação de "bem" é um efeito ilusório da droga, ele vai responder que o louco é você. Não vou entrar no detalhe de discutir o direito que qualquer um tem de se iludir. Só quero apontar uma curiosa situação em que aquele que identifica a ilusão é chamado de louco. Que loucura, não?

Milton Wendel

2 comentários:

Bia Jubiart disse...

Milton,

Bem que na adolescência tentei tragar cigarro comum, me engasguei feio, para nunca mais...

Tenho corpo como templo do espírito, e todo individuo tem livre arbitro de fazer com o seu templo o que bem entender... Até burradas...

Abraços...

alex_tiomini disse...

Falar a repeito sobre mais uma de muitas drogas "a maconha" é um caso a parte, já fumei cigarro, cigarro feito com oregano, cigarro feito com café, cigarro feito com chimarrão, más isso veio e graças a Deus ficou por poucos dias e se foi. Hoje não fumo nada e por incrivel que pareça não experimentei maconha e essa de influencia tem muito haver sim, porém é vc que decide se quer ou não e é isso aí.