quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

AO GRANDE HOMEM,PAI E AMIGO


Luiz Cecatti sempre foi defensor da vida. "Era uma pessoa cuidadosa com os idosos e com doentes. Cuidar deles era prioridade para o meu pai. Para ele, a pessoa deveria ser protegida e amada sempre", conta a filha Maira Cecatti. Nascido na comunidade Santa Luzia, em Jaraguá do Sul, Luiz veio morar ainda jovem em Joinville. Mudou-se em busca de uma oportunidade de trabalho. Aposentou-se como metalúrgico pela Tupy.

E foi no bairro onde a empresa fica, o Boa Vista, que ele começou o trabalho com a comunidade. Há 13 anos, era voluntário na Associação Beneficente Renascer, que cuida de mães gestantes carentes e abandonadas em Joinville, e também era ministro na Igreja Imaculada Conceição e conselheiro da Ajos. "Ele foi o primeiro ministro a distribuir comunhão para os doentes nas casas do bairro", lembra a filha, orgulhosa.

Foi em Joinville que ele conheceu a mulher, Traude, com quem estava casado havia 38 anos e teve três filhos. Em outubro, Luiz teve um derrame. Ficou três meses internado em estado vegetativo. "Durante este tempo, recebemos muito apoio de amigos e familiares. Essas pessoas foram muito importantes nesta caminhada", lembra a filha. Luiz faleceu domingo à noite, aos 64 anos, no Hospital São José. Foi sepultado segunda, no Cemitério Municipal.

Nenhum comentário: