.

Colabore com o Feudalismo Atual escrevendo para o e-mail: juliano.bueno1971@gmail.com

sábado, 15 de março de 2014

CURIOSIDADE

A sexta maior cidade da França é...Londres!

Há mais franceses residindo atualmente em Londres do que em Bordéus, Nantes ou Estrasburgo. Segundo a BBC, o consulado da França em Londres estima que de trezentos a quatrocentos mil cidadãos franceses vivem atualmente na capital inglesa.
Este número tem crescido tanto que nas eleições parlamentares francesas que devem ser realizadas na semana que vem os franceses residentes em Londres vão eleger um deputado para representá-los na Assembléia Nacional.

Na França, apenas as cidades de Paris, Marselha, Lyon, Toulouse e Nice concentram mais franceses do que Londres.
As histórias francesa e inglesa têm se misturado desde que o duque normando Guilherme  invadiu e tomou posse do reino da Inglaterra em 1066, derrubando o rei saxão Haroldo e começando uma série de disputas territoriais que durou cinco séculos. Mas depois que elas terminaram, no século XVII, uma grande quantidade de protestantes franceses,  os Huguenotes, fugindo da perseguição religiosa no seu país, foi acolhida na Inglaterra pelo rei Carlos II, que lhes ofereceu santuário em Londres.
A presença francesa tem sido tradicionalmente forte na região de South Kensington, próxima da embaixada francesa, onde há diversas ruas coim nomes franceses, uma escola secundária famosa (o Lycée Français Charles de Gaulle), livrarias, cafés e patisseries franceses.
Agora, entretanto, os residentes franceses têm se espalhado por toda a cidade de Londres.
O aumento atual desta presença tem sido puxado por jovens profissionais que trabalham em setores empresariais de criação, ilustradores, publicitários, jornalistas, atraídos por  um ambiente de trabalho menos burocrático e mais aventuroso.
De acordo com a BBC, alguns imigrantes têm vindo atraídos pela impressão equivocada de que as Olimpíadas de 2012, que serão realizadas em Londres, aumentaram a criação de empregos na cidade, e outros ainda, franceses descendentes das antigas colônias, fugindo de uma certa discriminação que dizem encontrar na França.
O artigo original da BBC pode ser lido aqui: http://www.bbc.co.uk/news/magazine-18234930   

Fonte: conversasdomano.blogspot.com

Nenhum comentário: