quarta-feira, 28 de setembro de 2011

É complicado...

A questão ambiental que estava sendo um ponto positivo em Joinville levou esse tropeço.Situação preocupante.

domingo, 25 de setembro de 2011

Mudanças em breve...

...Em breve o FEUDALISMOATUAL.BLOGSPOT.COM será WWW.FEUDALISMOATUAL.COM.BR

Aguardem!!!

Festa alemã não pode ser descaracterizada


As festas de outubro devem manter o norte. Não dá mais para se descaracterizarem tanto.
Nelas - exceto a Oktoberfest - se toca de tudo. Vai de funk , passa por pagode , entra para o sertanejo e desemboca no sofrível gauchesco.
As festas nesse ritmo, perderão ainda mais famílias que outrora lotavam os espaços.
Mas o mais grave, é a forte descaracterização.

Que o diga os Stammtisch espalhados pelo estado, que viraram baderna.
E o exemplo de como se faz bem feito, fica logo ali. Em Blumenau.

Paulo Curvello
Balneário Camboriú
curvell@terra.com.br

Ministério do Trabalho vira balcão do PDT

Carlos Lupi mantém dez integrantes da Executiva Nacional do seu partido em postos de comando

"Todos são filiados ao PDT, o que pesou, sim, para suas nomeações", disse o ministro ao Estado, confirmando a lista de correligionários que nomeou. "Reitero que todos os seus cargos são de livre provimento", completou. No jargão burocrático, isso significa que Lupi considera caber a ele preencher os cargos da forma que entender melhor.

Lupi admite ‘função de militante’

Panella e Lupi são amigos há 25 anos, segundo o próprio ministro. Os dois chegaram a ser sócios no Rio de Janeiro, no Auto Posto São Domingos e São Paulo, mas a falta de alvarás não permitiu o funcionamento do negócio.

Sucessor de Leonel Brizola na presidência do PDT, Lupi chegou ao bloco F da Esplanada dos Ministérios em 2007, após perder a disputa para governar o Rio e ter apoiado a reeleição de Luiz Inácio Lula da Silva. Ele tirou licença do comando do PDT para assumir o ministério, mas continuou mandando na legenda, numa confusão de fronteiras entre o cargo no governo e a militância partidária.

Loteamento

O critério político-partidário pesou na escolha de alguns dos principais cargos do ministério. Além de Lupi, o secretário executivo da pasta, Paulo Roberto Santos Pinto, também é integrante da Executiva Nacional. Da mesma forma, comandam o partido quatro assessores diretos do ministro: o secretário de Políticas para o Emprego, Carlo Roberto Simi, e a diretora de Qualificação, Ana Paula da Silva.

Completam a lista dois coordenadores-gerais: o responsável por Estudos, Anderson Brito Pereira, e Rafael Oliveira Galvão, que cuida de empreendedorismo juvenil. A Fundacentro, instituição de pesquisa sobre segurança do Trabalho, vinculada ao ministério, também é comandada por um membro da Executiva do PDT, Eduardo de Azeredo Costa. Neste ano, a Fundacentro recebeu R$ 45,7 milhões.

O Estado apurou que Panella tinha ascendência sobre os demais pedetistas. A maioria dos secretários ia ao seu gabinete despachar. Isso significa que a proximidade com Lupi se impunha à hierarquia do ministério

Agência Estado

Retirado da Folha de Londrina(25/09/2011)

sábado, 24 de setembro de 2011

EXÉRCITO ADQUIRE CAMINHÕES IVECO


O Exército Brasileiro e a Iveco Latin América assinaram acordo para a construção de 2.044 unidades do modelo base da nova família de Veículos Blindados para o Transporte de Pessoal Médio Sobre Rodas (VBTP-MR). Os veículos substituirão os antigos modelos Urutu hoje utilizados pelas Forças Armadas brasileiras. O contrato tem valor previsto de R$ 6 bilhões em 20 anos.

Fonte: web.iveco.com

Aí é complicado...

Mais uma vez o povo de Joinville e do norte do estado foram tratados como se fossem aquele mendigo que fica sentado na calçada a espera de uma moedinha. Nas última sexta e segunda-feira, o governador Raimundo Colombo anunciou a verba de R$ 68 milhões para o norte do estado, o que achei pouco, pois o governador havia falado na TVCOM que só para o trevo de acesso ao sul da ilha na capital o investimento será de R$ 80 milhões. Ontem a noite 22/09/11 estava assistindo o jornal da TVCOM e a apresentadora dá a notícia que o governador do estado se reuniu com os prefeitos da região da grande Florianópolis e apresentou o projeto da 4ª ponte ligando a ilha a BR101 com a licitação ocorrendo em outubro/2011 e com o investimento de R$ 1 bilhão e 100 milhões. Faço a seguinte pergunta: Por que o governador não apresentou o projeto da 4ª ponte antes de vir a Joinville ? Outra questão: Se o governador tivesse vindo a Joinville depois o "nosso senador" ficaria com toda aquela pose? O nosso " competente prefeito das portas abertas em Brasilia" ficaria todo risonho daquela forma? Na minha opinião sim. Eles sabem que aqui em Joinville a imprensa não pressiona, os empresários não cobram nada, os representantes políticos são fracos e desunidos e o povo só trabalha. É desanimador. Quando será que vamos receber a próxima esmola? Só falta agora é aumentar o número de vereadores.

Saudações
José Otávio

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Parabéns!!!

A Escola de Educação Básica Arnaldo Moreira Douat conquistou no último dia 19 de setembro o 2º lugar na modalidade Jazz no 5º Festival Santa Catarina em Dança na cidade de Florianópolis.

Esta conquista só é consequência de um belo trabalho voluntário desenvolvido pelo
coreógrafo Luan Sisenando junto as alunas da Escola Arnaldo Moreira Douat.

Por isso a direção da escola quer agradecer a todos que apoiaram e apoiam esse belo trabalho.

Obrigado a todos!!!


Att
Juliano Carvalho Bueno
Diretor da Escola de Educação Básica Arnaldo Moreira Douat

Sua vida...


...É o trabalho digno...

Depende de nós praticarmos atos nobres ou vis; e se é isso que se entende por ser bom ou mal, então depende de nós sermos virtuosos ou viciosos.

Aristóteles

sábado, 17 de setembro de 2011

O ECA e a certeza da impunidade


Estamos vivendo um período de transformação no mundo.As teorias nem sempre se concretizam como os pensadores gostariam.Uma sociedade mais justa não é tão simples de ser alcançada.Não sei quem criou o Estatuto da Criança e do Adolescente.Só sei que no chão de fábrica,no dia-a-dia esse estatuto empurrou nossa juventude e nossas escolas para o abismo.Não adiantará em nada grandes investimentos na educação,se não houver respeito e disciplina.Criaram um estatuto,mas não criaram as instituições preparadas para colocá-lo em prática.O estatuto é capenga,manco.O ECA pode ser reformulado??? Claro que pode.Mas enquanto não morrer o filho de uma autoridade de forma barbarizada por um menor de idade,esses pivetes agirão livremente e com o aval dos Direitos Humanos.

Triste artigo

Li artigo de um político aqui de Joinville que foi publicado em um conhecido jornal da cidade.Elogios e mais elogios aquela outra cidade.Enquanto isso...aqui,bem...deixa quieto.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Maria das Nuvens,por Milton Wendel

Flit era um paraquedista. Ele passava os dias saltando de uma plataforma pendurada no alto da cúpula translúcida que cobre a cidade. Sim. A cidade em que Flit trabalhava como paraquedista promocional é coberta por uma cúpula translúcida. A história de como e porque algumas cidades do mundo estavam sendo cobertas com cúpulas translúcidas é outro capítulo.
Exceto às segundas-feiras, dia de folga do Flit, a rotina dele era ir até a praça central, embarcar no balão elevador, esperar uns quinze minutos até chegar na plataforma a novecentos metros de altura, vestir a engenhoca com a qual ele planava e saltar sobre a cidade. Flit conseguia fazer isso umas oito vezes por dia. Ele não usava um paraquedas. Ele abria os braços e as pernas e formava um plano, uma asa, e descia num ângulo razoável a mais de 200 quilômetros por hora. Fazia uma curva de aproximação sobre o estádio, passava raspando o teto da catedral, mergulhava sobre o jardim botânico e batia contra uma enorme almofada de ar. Como ele fazia os anúncios é outro capítulo.

Vou encurtar a história. Um dia estavam preparando a área do jardim botânico para um show, haviam esticado um cabo de aço a uns dez metros de altura bem na frente da almofada de pouso do Flit. Por vários motivos que eu explico outra hora, o Flit não sabia do cabo de aço. Foi um acidente horrível. Levaram os pedaços das pernas do Flit jundo com ele para o hospital. Dois ortopedistas ficaram três dias tentando recolocar as pernas nele, mas não conseguiram. Flit perdeu as pernas. A tragédia comoveu a cidade. A imprensa deu grande cobertura. A história ficou famosa.

O que quase ninguém ficou sabendo foi uma história paralela que correu nas internas e que uma enfermeira me contou..

Flit era "o cara". Forte, bonito, jovem, ganhava muito dinheiro voando sobre a cidade. Era herói. Não queria nada com garota nenhuma. Só coisa "de instantinho", como se diz em Florianópolis. Um dia, porém, ele dobrou uma esquina, voltando de um pouso, e deu de cara com uma garota magricela que ganhava a vida fazendo propaganda, num par de pernas de pau. Flit olhou para cima, viu o rosto risonho maquiado de palhaça e quase caiu pra trás. Foi fulminante. Ele só conseguiu dizer: "Uuaaauuu!"

Ela por sua vez não teve misericórdia. Olhou para ele, lá de cima das pernas de pau, deu um sorriso e arrasou:

- Oi Flit!

Esqueça tudo que você já leu sobre como nascem as grandes paixões. Aquele "Oi Flit" agudo, dito por aquela palhaça magricela ficou zunindo na cabeça do Flit. Ele tentou ser espirituoso:

- Teu nome é Maria dos Céus?

- Pra você, Maria das Nuvens. Beijos, Flit. Um dia ainda vou dar para você. - Ela se afastou pela rua e desapareceu.

Flit não voou mais, naquele dia. Foi para casa. Tomou um banho frio. Outro banho, quente. Ligou a TV. Desligou a TV. Abriu uma cerveja do pai, tentou beber, não conseguiu. Tentou ler um livro... As três horas da manhã, deitado na cama, os olhos abertos, ele conseguiu articular uma palavra: "Céus!"

- Não, Flit. - apareceu ela nas sombras do quarto - Nuvens!

Ele passou a não fazer outra coisa senão procurar Maria das Nuvens pelas ruas. Parecia uma águia olhando para baixo em busca de uma caça. Viu Maria das Nuvens mais três vezes. Ela sempre gritou "Fliiiit", quando o viu, e sempre desapareceu sem deixar pistas, sempre sorrindo para ele.

Ela simplesmente sumia nas ruas toquetoquetando as pernas de pau.

Não se sabe se o acidente do Flit foi por distração dele, causada pela loucura pela Maria das Nuvens. O inquérito não citou nada sobre isto. O projeto do palco não continha o cabo de aço, Flit naquele voo não assinara um certo papel na sala de voo da cúpula... Enfim, inquéritos.

O drama de Flit, ao voltar à consciência, no hospital, e se ver sem as pernas é coisa que eu, francamente, não tenho capacidade de descrever. Cada um que imagine o que pode ser, que tragédia pode ser, uma coisa assim. Ele tentou se matar e tentou várias vezes agredir enfermeiras e médicos. Precisou ser amarrado. Hurrava.

E o pior ainda estava para vir. Flit foi recobrando a memória do passado mais distante para o passado mais recente. Até que se lembrou de Maria das Nuvens. A garota que andava no alto, sobre pernas de pau. A enfermeira que me contou esta parte não conseguiu se conter, chorou. O que aconteceu com o Flit quando ele se lembrou de Maria das Nuvens sorrindo para ele e dizendo "Oi Flit", é coisa que a enfermeira não conseguiu me descrever. Mas deve ter sido muito chocante.

Ele chorou e gritou e se debateu durante vários dias. Até que adormeceu. Acordou dois dias depois, exausto. Os olhos haviam perdido a cor. Não falou mais nada. Passou a aceitar comida. Olhava para o forro do quarto. Certa vez ficou extremamente pálido. A enfermeira aproximou-se. Ele murmurou:

- Pernas de pau. Ela usava pernas de pau. Que piada...

Bateram à porta. A enfermeira abriu. Flit olhou. A vista embaçada. Alguém numa cadeira de rodas. Flit tentou arrancar o vaso de soro para atirar nos intrusos. A enfermeira impediu. Flit apertou os olhos. Quem estava ali...

- Céus.

- Nuvens, Flit! Nuvens! Fliiit!! Oi Fliiit!

Era Maria das Nuvens, numa cadeira de rodas. Ela também não tinha pernas.


O mérito é do Professor Sylvio Sniecikovski

Na polêmica que se tornou a "Buracoville x Nossaville", vemos a manifestação sensata do secretário da educação, Marquinho Fernandes do PT.
Pinçando apenas uma frase de seu artigo "Nossaville na Educação AN de 08/09", ele diz:
"A nossa rede pública municipal é referência para Santa Catarina e para o Brasil. Nossas unidades escolares são as melhores no ranking do Ideb. Nossos professores são qualificados, estudam, se dedicam e são seguidamente premiados nacionalmente.".

Isso todos sabem, e é motivo de orgulho. Apenas faltou dar grande parte desse mérito, ao abnegado professor Sylvio Sniecikovski, que esteve a frente por décadas do ensino municipal em Joinville.

Aliás, existe uma escola municipal no Jardim Paraíso que leva o nome do ilustre e abnegado professor.

Paulo Curvello
Balneário Camboriú
curvell@terra.com.br

E o Jec ???

Vou ficar bem quietinho,não vou escrever nada,nada.Por enquanto,tudo beleza!!!

Notícias do Caxias Futebol Clube

O Caxias está escrevendo uma das mais importantes e belas páginas de sua gloriosa história. Está em campo disputando um campeonato catarinense com um elenco de garotos que praticam o futebol porque gostam, porque querem viver de verdade a alegria do gramado, a grande aventura do futebol.

Milton Wendel

domingo, 11 de setembro de 2011

Improvisos


É interessante ver como gradativamente mais e mais gente, começa a se dar conta da forma improvisada e pontual como as decisões referentes ao planejamento urbano, a mobilidade e ao desenvolvimento urbanos são tomadas.

O provisório se converte em definitivo e as soluções apresentadas são simplesmente remendos que não resolvem.

Jordi Castan

Improviso eterno com binário


A avenida Santos Dumont e a rua Tenente Antônio João formarão um binário(básico).Duplicação da Santos Dumont por enquanto só na obra de Thomas Morus.

A imagem é da Avenida Washington Soares em Fortaleza.

Grande Terminal das Universidades

Estaria sendo planejado um novo terminal,próximo as universidades,pois aquele local é o mais movimentado de Joinville depois da área central.

Mudança do Terminal Norte

O Terminal Norte onde está localizado hoje (entre as ruas João Colin e Blumenau) não comporta mais a demanda de passageiros e só retarda o deslocamento dos ônibus.

Mudanças necessárias

Já escrevi no Feudalismo Atual que com a construção do novo shopping próximo as universidades,a prefeitura teria que modificar a estrutura do transporte coletivo para a região norte da cidade.

sábado, 10 de setembro de 2011

O jovem quer trabalhar

Com investimentos no ensino médio técnico, o governo irá estimular a permanência do estudante na escola e o que é mais importante: o jovem irá qualificado para o mercado de trabalho.

Medida importante

A ampliação do oferecimento de vagas para o ensino técnico em Santa Catarina é uma medida importante e irá estimular o jovem a permanecer e concluir o ensino médio(ensino médio + técnico).

VAGAS DO ENSINO TÉCNICO


O secretário estadual de Educação, Marco Tebaldi, está montando um plano para tentar criar mais 30 mil vagas no ensino técnico. Hoje, a rede estadual oferece perto de 10 mil vagas, segundo o Inep, o instituto de estatísticas do MEC. Na semana que vem, os cursos a serem oferecidos em parceria com o governo federal, dentro do Pronatec, serão debatidos em Brasília com o Ministério da Educação. Dessa relação, são esperadas entre 10 mil e 15 mil vagas – poderão ser utilizadas estruturas do Sistema S (Senai, Sesc e Senac). Com a ampliação e construção de mais Cedups, podem ser abertas mais 10 mil. A Secretaria de Estado de Educação previu R$ 15 milhões para a “compra” de vagas em entidades privadas. Se o governo concordar, são outras 10 mil vagas. “Este é o nosso sonho. Demanda existe. Só entre os matriculados no ensino médio, são 208 mil alunos. Os cursos técnicos podem ser oferecidos no contraturno de quem já cursa o ensino médio e também para quem já passou pela etapa de ensino (pós-médio).

Fonte:Jefferson Saavedra,Jornal A Notícia(11/09/2011)

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Só com guarda-chuva ???

As chuvas voltaram com força total,isso porque ainda não chegou o verão.Mas como enfrentar o longo período de chuvas e suas consequências para a sociedade ??? Só comprando guarda-chuva não dá.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Juarez Pereira é relator da pavimentação da rua Boehmerwald


O empréstimo aprovado pela Câmara de Vereadores de Joinville – para que o município receba R$ 10 milhões do Programa Badesc Cidades – beneficiará a continuação da pavimentação da rua Boehmerwald. As obras propostas são: pavimentação da pista existente, com implantação de ciclofaixa, recomposição e execução de passeios e outros serviços complementares de infraestrutura. A estimativa é de 48 meses para execução. O vereador Juarez Pereira(PPS) foi o relator da emenda do projeto.

Retirado do Notícias do Dia(06/09/2011)

Represa da Taunay

A Conurb fez uma represa de quase dois palmos de altura no primeiro quarteirão da rua Visconde de Taunay, exatamente por onde escoam as águas das enchentes nas chuvaradas de verão. A partir de dezembro, ou mesmo antes, vamos constatar o agravamento das enchentes entre o Hotel Trocadeiro e o Shopping Müeller. Fizeram uma trapalhada, sem nenhuma utilidade prática e com o dinheiro do contribuinte. Um absurdo.

Milton Wendel (sempre atento para melhorar a nossa Joinville)

domingo, 4 de setembro de 2011

Reflexões espumosas,por Milton Wendel


A cerveja não nos proporciona uma felicidade verdadeira. Contudo, ao nos proporcionar uma felicidade ilusória, a cerveja libera a felicidade verdadeira para que vá fazer compras no shopping.

Fazemos um importante ato a favor da conservação de energia e contra o aquecimento global quando renunciamos a vaidades e luxos e aceitamos simplesmente a marca de cerveja que estiver mais gelada.

Quando a mão calejada ergue um brinde à jornada cumprida, isto nada mais é do que o homem buscando o equilíbrio entre a razão e o sonho, uma atitude de humildade diante da realidade cósmica de que os dias e as noites se alternam.

Beber com os amigos é uma satisfação; com os inimigos, uma necessidade.

sábado, 3 de setembro de 2011

Vale a pena ler novamente


Texto do procurador da República,Davy Lincoln Rocha publicado no Jornal A Notícia...Clique na imagem

Teleférico em Joinville??? Éééégua!!!


Será inaugurado dia 02 de setembro, no santuário Santa Paulina, em Nova Trento, o terceiro empreendimento turístico de teleférico no Brasil.

Pertencente ao mesmo grupo que opera equipamento do gênero em Balneário Camboriú.

São seis bondinhos, com capacidade para seis passageiros cada um e um percurso de 440 metros.

O investimento foi de R$ 7 milhões e capacidade de transporte de 325 pessoas por hora.

Enquanto isso na nossa querida Joinville... nada de nada.

Apesar, que cogitava-se a tempos atrás, fazer um , ligando o Mirante no Morro do Boa Vista à cobertura de um shopping no centro da cidade. Lembram?


Paulo Curvello(na foto)

Balneário Camboriú

curvell@terra.com.br