.

Colabore com o Feudalismo Atual escrevendo para o e-mail: juliano.bueno1971@gmail.com ou ligue para 99164-7827

quinta-feira, 30 de junho de 2011

É verdade...


...O inverno chegou acompanhado daquela vontade louca de continuar dormindo pela manhã.Mas trabalhar é preciso.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Eficiência Energética: por que não em Joinville???

  • No dia 13 de junho passado, esteve na Acij o presidente da Celesc, Sr Antônio Gavazzoni, ocasião em que anunciou que aquela empresa investirá R$115 milhões de reais na região de Joinville, nos próximos quatro anos.

    Os investimentos anunciados referem-se a obras de infra-estrutura elétrica, para garantia de atendimento à demanda pela chegada de novas empresas na região, além do esperado crescimento previsível para o setor elétrico.

    O que poucos sabem, entretanto, é que existem mais recursos destinados a Eficiência Energética.

    A Aneel (Agência Reguladora de Energia Elétrica), estabelece, em seu contrato de concessão com a Celesc, que, do Resultado Operacional Líquido Anual – ROL, sejam destinados 0,5% em ações de Eficiência Energética.

    Essas ações têm como finalidade o investimento na eficiência energética em prédios públicos, hospitais e ONGs e principalmente (60% desse montante), para atendimento a famílias beneficiadas com o Cadu – Cadastro Único (Bolsa Família).

    Em Joinville, existem cerca de 16.000 famílias que poderiam ser beneficiadas por esses recursos.

    A Celesc tem investido em diversos municípios de Santa Catarina, mas, estranhamente, não investe em Joinville.

    Para se ter uma idéia, este ano, nas palavras do próprio presidente da Celesc, estão sendo investidos R$58 milhões de reais – (nenhum valor para Joinville até este momento) – de um total de R$200 milhões a serem investidos nos próximos 4 anos.

    O que poderia ser feito com esse recurso (que já está sendo feito em outros municípios):

    - substituição de lâmpadas, geladeiras e chuveiros por modelos eficientes, para cada uma das 16.000 famílias que recebem o Bolsa Família no município.

    Outros benefícios podem vir associados ao projeto, como fazem outras concessionárias de energia no país, como o investimento em cursos profissionalizantes para a população de baixa renda, por exemplo.

    Estive no evento e perguntei ao Sr Gavazzoni se Joinville seria atendida, obtendo a resposta de que a Celesc pretende sim investir na cidade com esses recursos.

    Pela experiência que tenho de trabalho no setor elétrico, entendo que cabe agora ao poder público municipal bater às portas da Celesc e cobrar esse investimento.

    Afinal, Joinville é a maior cidade do estado em população, estou certo?

    Administrador e Consultor
João Abeid Filho

rotadovento@yahoo.com.br

visite meu blog: http://abeidresume.blogspot.com/

terça-feira, 28 de junho de 2011

Ministério Público dando mal exemplo

O Ministério Público de Santa Catarina defender o repasse de dinheiro do FUNDEB para si é a desmoralização total de uma instituição que deveria ser exemplo para toda sociedade catarinense.

domingo, 26 de junho de 2011

Eita!!!


A Política não é uma ciência exata(E nunca será,eita!!!)

Pequeno comentário

A política partidária é complexa.A ideologia do Partido Verde(no papel) é boa.Infelizmente,o que aconteceu agora com a ex-presidenciavel Marina Silva já tinha acontecido aqui em Joinville após as eleições de 2008.O PV é uma "boa marca" mas caiu em mãos erradas(aqui e lá).Mas até explicar pra sociedade o por que disso tudo,todo mundo já esqueceu.

MARINA SILVA DEIXA O PARTIDO VERDE

Dois anos após trocar o PT pelo PV, a ex-senadora Marina Silva deve anunciar na próxima terça-feira sua saída do Partido Verde.

Desgastada pelas divergências com a executiva nacional do PV, a ex-presidenciável deve formalizar sua decisão em São Paulo, após reunião com o Movimento Marina Silva, grupo apartidário que atuou na campanha presidencial da ex-senadora no ano passado.

Marina deve falar em nome de um grupo de aliados, entre eles o ex-presidente do diretório estadual do PV-SP, Maurício Brusadin, o ex-coordenador da campanha presidencial do PV, João Paulo Capobianco, o ex-candidato ao Senado por São Paulo, Ricardo Young, e o empresário Guilherme Leal, que foi seu vice na chapa presidencial.

Os aliados da ex-senadora devem retomar o Movimento Brasil Sustentável, de onde pretendem fazer a articulação política para 2014. O objetivo não é fundar um partido para disputar as eleições em 2012 - uma vez que não há tempo hábil para disputar a eleição municipal do próximo ano -, mas fazer com que o Movimento tenha potencial para se tornar um novo partido.

Segundo aliados próximos, Marina e seu grupo tomaram a decisão nesta semana, antes de sua viagem para a Espanha, onde proferiu palestra. Nos últimos dias, a ex-senadora tem feito reuniões com seus colaboradores e pretende se reunir com todos os segmentos sociais que apoiaram sua campanha para explicar sua saída do PV.

— Queremos que as pessoas entendam. Isso tem que ficar claro para todos— justificou Brusadin.

O grupo de Marina Silva tem batido de frente com o grupo do presidente da legenda, o deputado federal José Luiz Penna (SP), sobre a realização de mudanças internas, entre elas a democratização dos diretórios do PV.

— Eu já estou convencido que no PV não dá mais— desabafou Brusadin.

Luciano Zica, que fez parte da coordenação da campanha de Marina Silva no ano passado, também deixará a legenda.

— Eu já tomei minha decisão. Espero sair junto com ela— afirmou.

De acordo com Zica e Brusadin, as conversas dos últimos dias com os apoiadores têm sido fundamentais para a ex-senadora avaliar a dimensão política da sua decisão.

— Essa semana ela completa o ciclo— avisou Brusadin.

Fonte:AGÊNCIA ESTADO (retirado do Diário Catarinense do dia 25/06/2011)

Por que será que ela vai sair??? Hein!!!


Marina Silva deve anunciar saída do PV na terça-feira

Ex-senadora e aliados devem retomar o Movimento Brasil Sustentável, mas não pretendem concorrer para as eleições de 2012

sábado, 25 de junho de 2011

Sem força

Texto retirado da coluna do Prisco Paraíso de hoje(25/06/2011)

O ESVAZIAMENTO DAS REGIONAIS

O governo Raimundo Colombo não enxugou o número de secretarias regionais, como vários colaboradores chegaram a sugerir, mas a grande verdade é que a 36 SDRs acabaram esvaziadas. A atual administração está na iminência de completar seu primeiro semestre e a maioria das gerências sequer foram preenchidas.

Com raríssimas exceções, os secretários das pastas setoriais, fixados em Florianópolis, não tomam conhecimento dos regionais, nem mesmo quando realizam viagens aos municípios englobados pelas respectivas SDRs. As compras do Estado, por exemplo, voltaram a ser feitas pela Secretaria da Administração, caracterizando a centralização.

O governo deflagrou o roteiro nas secretarias regionais pelo sul, em princípio de maio, mas a segunda rodada até agora não foi marcada. Já tem secretário regional que, incomodado com a situação de absoluta indiferença, admite a possibilidade de entregar o cargo. Romualdo França, de Joinville, é um deles.

A greve dos professores, que já bateu nos 40 dias, pode ter contribuído para tirar o foco do governo, mas a verdade é que as secretarias regionais não merecem a prioridade a elas dedicada pela administração anterior.

Fonte:Jornal A Notícia(25/06/2011)

sexta-feira, 24 de junho de 2011

A Dívina Comédia de Dante Alighieri


A “Divina Comédia” tem um fortíssimo sentido moralizante, reafirma os princípios cristãos e a necessidade da renovação espiritual. É um resumo da mentalidade de sua época, em que a forte religiosidade começa a dar lugar à racionalidade, à valorização do ser humano e um retorno aos valores greco-romanos.

O Inferno é a primeira parte do livro e começa com Dante perdido em uma floresta. Para encontrar a saída, ele conta com a ajuda do poeta clássico Virgílio. Eles terão de passar pelos portais do inferno, conhecer seus nove círculos – onde são expurgados os diferentes pecados –, o sofrimento dos condenados, os rios infernais, suas cidades, monstros e demônios. Dali chegarão ao centro da Terra, onde vive Lúcifer. Passando por Lúcifer, conseguem escapar do inferno.

Fonte:Blog Sétimo Portal

Bela iniciativa de Jaraguá do Sul




Jaraguá do Sul em Santa Catarina foi a primeira cidade da região norte a se posicionar claramente contrária ao aumento do número de vereadores, outras cidades seguiram o seu exemplo. Agora os cidadãos de Jaraguá continuam dando o exemplo e lançam uma campanha com outdoors reforçando a sua luta para impedir o aumento do número de vereadores.

Quem será que vai liderar este processo aqui em Joinville?

Retirado do blog do Jordi Castan

Isso é uma vergonha!!!


A impressa fala mal um monte dos políticos...Mas, o que a Rede Bandeirantes quer mantendo o Bóris Casoy apresentando o jornal da Band???

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Algumas perguntas ao Professor Werner

Na sua opinião,o prefeito Carlito e outros administradores públicos são incompetentes???

Está havendo uma crise na administração pública de um modo geral???

No caso,a bomba ía estourar de alguma forma e por azar estourou no colo do Carlito???

A seguir a resposta do Professor Werner Leber

Não, o Carlito não é incompetente. A "forma da política" nacional envelheceu. Não corresponde mais às necessidades. Tudo tem prazo de validade, inclusive "a forma da política". Nossa política é como se quiséssemos correr uma maratona com sapatos mocassim, ou então calçar tênis 42 e querer enfiar o pé em um tênis 37. Não dá.....tudo está vencido. Velhas tábuas precisam ser derrubadas. A esquerda também envelheceu. A esquerda poderia ser só idosa, mas prefere ser velha também.
Há gastos excessivos na política; há gastos no Congresso, nos governos estaduais e municipais que são praxe, mas que em nada ajudam; só oneram o contribuinte e tiram dinheiro público do homem público, com o qual seria possível fazer coisas mais justas e mais significativas. Gastos de Gabinete, por exemplo! Por que eu e você temos de pagar isso? A política está estruturada sobre coisas que se tornaram assim por força do hábito, infectaram as mentes e os corações e hoje ninguém pensa; isso nos dá a sensação de que as coisas precisam ser assim. Erro. Precisamos voltar ao óbvio: o rei está nu. A política em si, é como a vida: simples. Mas nós complicamos tudo, burocratizamos tudo e depois ficamos presos nos entulhos que inventamos. Quando a sabedoria se vai, absolutamento no homem desaparece também.

Preciso falar contigo.

Werner

Alcaide e os empresários!!!

Na coluna do Haroldo Marinho de 22/06 , nas notas "Tambor e Raio X", ele fala sobre o ILS. Na sua linha de pensamento ele indaga o porquê de os empresários de Joinville não se unem e compram o referido aparelho. Eu além de concordar com ele, amplio para outras áreas.

Porquê será, que os empresários que estão no entorno da rua das palmeiras por exemplo, não se mobilizam e reformam esse cartão postal? Ali tem bancos e mais bancos, cartório , imobiliária , e todo tipo de comercio.

Será que comprar algumas latas de tinta, pintar pelo menos os muros, cortar a grama e ainda por cima colocar uma placa "estamos fazendo aquilo que a PMJ não faz" é tão caro assim?

Falando em rua das Palmeiras, aquela mal fadada casa que pegou fogo, já virou parte do cartão postal.

Estive em Joinville e passei por ali e a casa está do mesmo jeito que antes. Ou pior, agora está toda preta, suja e nem tapume na frente tem mais.

Por outro lado eu entendo os empresários. Eles já pagam altíssimos impostos , convivem com uma carga tributária altíssima. E ainda correriam o risco iminente de fazer a reforma e ainda terem que assistir a políticos reinaugurando aquilo que não fizeram.

Paulo Curvello

curvell@terra.com.br

terça-feira, 21 de junho de 2011

BRIGA POLÍTICA NA GREVE DE JOINVILLE

Foram longos os quarenta dias de impasses, acusações, protestos, mediações, comportamentos diferentes, desgastes para todos na greve dos servidores municipais.

Para o Executivo, a população foi a mais prejudicada com a paralisação. A situação financeira da Prefeitura é difícil e o Sindicato sabia e não considerou, acusa o Prefeito Carlito. Na ótica do Sindicato a greve não precisava ter acontecido. A falta de diálogo e a intransigência do Executivo para abrir negociação foi o pivô da greve. Nossa avaliação da greve ter durado tanto tempo não esta somente nas duas questões acima, que são verdadeiras. Tem um terceiro ingrediente diluído, o político partidário que precisa ser considerado na avaliação. A greve foi também uma disputa política travada fora das esferas do Partido dos Trabalhadores. Na Esquerda Marxista, que domina a direção sindical, os interlocutores Ulrich Beathalter, presidente, e o vereador Adilson Mariano foram os que deram o tom dos discursos. Do lado do Executivo o Prefeito Carlito e seu fiel escudeiro Eduardo Dalbosco, da Corrente Construindo um Novo Brasil, fizeram o contra ponto das negociações. Questões internas mal resolvidas ha muito tempo, dos dois grupos, afloraram neste duelo, que ainda terá outros embates, pelo controle do partido. Servidores, mediadores e população em muitos momentos ficaram no meio do fogo cruzado da briga ideológica antiga em Joinville. A Câmara de Vereadores buscou sempre mediar com bom-senso e maturidade o “possível” para os servidores. Nunca interferimos apresentando propostas prontas, encenando ou negociando como fomos injustamente acusados. Estivemos sempre abertos ao diálogo com as duas partes, tolerantes e firmes quando a situação de indefinição aconteceu. Com a responsabilidade que o mandato exige, agimos em favor da cidade e não ficamos omissos. E daqui por diante estaremos vigilantes para não deixar brigas internas serem disputadas fora das esferas partidárias. Parabéns a toda mídia escrita e falada por informar com isenção todos os momentos desta greve. E aos servidores municipais saudamos a postura firme e corajosa em lutar por seus direitos, sem a contaminação da briga política na greve.


Osmari Fritz - PMDB - Vice-Presidente da Câmara de Vereadores de Joinville SC.

sábado, 18 de junho de 2011

Ficou feio...Todos perderam


A greve dos servidores do município não deu em nada.Não veio o aumento esperado,o prefeito e o sindicato se desgastaram...E o povo é que levou a pior.

E o PT ???

O PT irá lançar novamente Carlito Merss.O PT no segundo turno apoiará o candidato do PMDB.

A tendência em 2012

PMDB com Udo Döhler,PSD com Darci de Matos,o PSDB com candidatura própria.Dois deles irão para o segundo turno em 2012(caso cada partido lance candidatura própria).

Comida é jogada no lixo em escola de Joinville

Em tempos onde milhões morrem de fome todos os anos no planeta e que muitas crianças vivem com desnutrição por faltar-lhes alimentação, em Joinville o direito à alimentação no trabalho está sendo negado.
As funcionárias da CONVIDA, empresa que é responsável da merenda e refeições nas escolas estaduais de Joinville tem orientado os seus funcionários a jogarem no lixo as sobras de refeições preparadas nas escolas.
Professores e serventes das escolas tem sido proibidas de comer as refeições que sobram, e vai tudo para o lixo.
Há escolas onde alguns professores e serventes passam o dia todo trabalhando no local, e não podem sequer comer o que sobra das refeições.
A empresa alega que os professores tem vale refeição, mas furta-se a mencionar que os serventes e zeladores dos colégios não dispõe deste benefício, e ficam o dia sem se alimentar por não lhes ser permitido comer do que sobra.
Uma zeladora que por motivos óbvios não quis que seu nome fosse divulgado, informou que muitos quilos de comida pronta é jogado na lixeira numa escola da zona sul, enquanto algumas das serventes, na maioria pessoas mais carentes e de salário extremamente baixo não podem se alimentar.
Se já não bastasse a vergonha envolvendo a Prefeitura de Joinville em não dar um aumento decente aos servidores e o Governo do Estado em não reconhecer o valor dos professores, mais essa atitude vergonhosa dessa empresa que atua nas escolas do estado em Joinville cuidando das refeições e impede de que a comida que sobra possa saciar a fome de quem está ali na escola trabalhando e permitindo que a escola caminhe.

Colaboração:Angelo Ricoletti

terça-feira, 14 de junho de 2011

Minha filha é um robô...Eita!!!


Aí é piração total.Em São Paulo a mãe tentou matar a própria filha.O motivo:A filha é um robô!!! Se a tua filha é um robô...você é uma anta!!!Mãe desnaturada.Era só o que faltava.

Fonte:Jornal A Notícia(14/06/2011)

A TRILHA SONORA DE NOVELA MAIS TOCADA NAS RÁDIOS DO BRASIL


Só tinha clássicos...As rádios tocavam direto a trilha sonora dessa novela da TV Globo.

O PREÇO DO ETANOL ESTÁ BAIXANDO EM JOINVILLE


...ISSO FOI MESMO MUITO ENGRAÇADO !!!

Milton Wendel comenta sobre o PC do B

Sinto muito pelo PC do B, que sempre foi um aliado leal e confiável do PT e do político Carlito Mers e que agora se vê obrigado a tomar uma decisão tão contundente.

Estive junto da aliança que apoiou Carlito na eleição municipal de 2000. Eramos o PV, o PC do B, o PSB e o PT. A aliança dobrou o número de vereadores do PT na câmara. Mas o PC do B não recebeu a devida gratidão.

Mesmo assim, continuou fiel aos seus princípios e leal à causa da, então, esquerda brasileira.

Deve ter sido uma decisão difícil mas que valoriza ainda mais esta honrada e independente agremiação política joinvilense.

Milton Wendel

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Parece piada,mas não é

Manchetes do Jornal A Notícia:

*Mulher de 70 anos é agredida com golpes de pá e pedra pelo vizinho(o cara que tentou matar a idosa queria ir para o inferno com ela...Tem louco pra tudo).

*Cadeirante é flagrado dirigindo em alta velocidade pela segunda vez(pela segunda vez???)

*Lages e Joinville lideram ranking da miséria em Santa Catarina(com certeza Joinville vai ganhar,Joinville é maior em tudo,eita!!!)

*Uma batata-doce gigante em Itapoá(que coisa maravilhooooooosa)

Fonte:Jornal A Notícia(13/06/2011)

domingo, 12 de junho de 2011

Nota Política Partido Comunista do Brasil

A Direção Municipal do PCdoB de Joinville vem a público informar que a partir de hoje (09/06/2011) não estará mais integrando ou apoiando a atual Gestão do Governo Municipal de Joinville, representado pelo Prefeito Carlito Merss.

A aliança histórica PT/PCdoB na cidade de Joinville acompanhou a trajetória de vitórias políticas e eleitorais ao longo dos anos, culminando com a eleição do Prefeito Carlito Merss em 2008.

Apesar das oportunidades de participação do PCdoB na gestão atual da Prefeitura Municipal de Joinville, estarem muito aquém da importância desta aliança histórica e programática, nós contribuímos para este Governo com os melhores quadros de nossa militância, sejam nos cargos representativos de Governo ou enquanto servidores municipais.

Nestes quase três anos da atual gestão vimos o governo municipal aumentar a tarifa de ônibus, água, IPTU, todos acima da inflação, mas os serviços públicos não tiveram melhorias para a população na mesma proporção do aumento das tarifas. População que ainda sofre com os serviços públicos de baixa qualidade, ainda que tendo sua origem nos governos anteriores.

O PCdoB acreditou e apoiou este Governo, até este momento, na esperança que ocorressem as transformações necessárias para melhoria da vida do povo, sejam nos serviços básicos de atendimento a população ou nas obras necessárias a modernização da cidade.

Neste momento Joinville vive umas das maiores greves dos servidores municipais de sua história, onde o Prefeito Carlito, na contramão dos ideais de seu partido, promove sua política de arrocho salarial, sem repor ao menos a inflação e as perdas históricas da categoria, e

propõe desconto dos dias de paralisação aos trabalhadores, o que consideramos uma afronta ao direito de organização dos trabalhadores.

Também temos visto a perseguição de servidores e funcionários que discordam destas práticas.

Assim, reiteramos a nossa posição de defesa dos direitos dos

trabalhadores e da população de Joinville por serviços públicos de

qualidade.

A Direção do PCdoB em Joinville.

George Araújo – Presidente

Roberto S. U. Rosso Jr. – Secretário de Organização

Rafael do Nascimento – Secretário de Finanças

PC do B desembarca da Prefeitura de Joinville


Mais detalhes em breve.

sábado, 11 de junho de 2011

O interesse econômico por trás(ou seria por baixo???)


O discurso fácil que o rio Cachoeira precisa ser limpo.Que Joinville não tem rede para tratamento de esgoto e que seria necessário mais investimentos neste setor,agora vem acompanhado da frustração dos moradores.Escrevi várias vezes aqui no Feudalismo Atual que acabar com a poluição do rio Cachoeira teria um alto custo para a população joinvilense.Tratamento de esgoto é uma coisa cara pra caramba.A Prefeitura com certeza irá repassar para o contribuinte todos os meses o valor desse novo serviço que alguns moradores terão em breve.O desespero já bateu a porta de algumas famílias.As empresas que investirem no tratamento de esgoto e na reciclagem do lixo das cidades ganharão muito dinheiro.Não se enganem,por trás da fala que precisamos preservar a natureza,existe mais um ônus,existe mais uma cobrança que o povo terá que pagar(na marra).

quinta-feira, 9 de junho de 2011

FICO MUITO FELIZ


PARABÉNS AO VASCO DA GAMA.NASCI EM UM LAR VASCAÍNO E RESPEITO MUITO A HISTÓRIA,AS CONQUISTAS E A FORÇA DESSE GRANDE CLUBE DE FUTEBOL DO PLANETA.

terça-feira, 7 de junho de 2011

Torcida jequeana queria permanência de Giba


A torcida do Jec não apoiou a saída do Giba.Na opinião dos torcedores,o Giba não tem culpa pelo mal futebol apresentado pela equipe.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

De novo???

Sim,o Jec mandou mais um treinador embora...Agora foi o Giba.

domingo, 5 de junho de 2011

MOACIR PEREIRA: JORNALISMO DE(COM) VERDADE


Acompanhei durante os últimos dias o trabalho do jornalista Moacir Pereira.A imparcialidade,a neutralidade que é uma luta dentro da imprensa é uma prática na vida desse grande profissional que trabalha no Grupo RBS.Depois de muito tempo senti prazer ao abrir um jornal e ser bem informado.Parabéns ao Diário Catarinense,parabéns ao Jornalista Moacir Pereira.

sábado, 4 de junho de 2011

Novo Ônibus do Caxias

Gualichos estão orgulhosos! Chegou ao Ernestão, na manhã de hoje, 1 de junho, o novo ônibus do Caxias Futebol Clube. É um ônibus urbano fabricado pela Busscar, modelo 1997, que estava em serviço na empresa Gidion. O veículo tem 54 bancos acolchoados e já está com o logotipo do mascote Pinguim indo à escola. Foi dirigido, no traslado até o Ernestão, pelo mordomo Linor do Rosário.

Colaboração:Milton Wendel

Jordi Castan também responde

Na sua opinião,o prefeito Carlito e outros administradores públicos são incompetentes???

Não dá para colocar numa pergunta tantas respostas. A administração pública tem se convertido em algo tão complexo que só profissionais com formação e conhecimentos específicos poderiam conseguir domesticar este monstro informe em que tem se convertido a administração pública.
Carlito não tem perfil de administrador, o que poderia não ser tão grave, como o fato de não ter sabido escolher bons colaboradores, administrar uma cidade como Joinville com gente sem experiência e sem competência é SIM um atestado de incompetência.

Administrar exige capacidade de liderar equipes, um perfil realizador e liderança. Objetivos claros e metas reais. Não tem traços disto na nossa cidade.



Ou está havendo uma crise na administração pública de um modo geral???

O modelo atual é insustentável e inviável, existe sim uma crise. A administração pública tem se convertido num "Labatut" Um monstro com forma humana, antropófago, que vive na fronteira do Ceará e do Rio Grande do Norte. Ele mora, segundo os cidadãos mais antigos da região, no fim do mundo e todas as noites percorre as cidades para saciar a fome. Ele gosta mais de crianças, porque são menos duros que os adultos. Os pés são redondos; as mãos, compridas; os cabelos longos. Tem o corpo como o de um porco-espinho, só um olho na testa e dentes iguais a presas de elefante.Deixou de servir faz tempo a sociedade e se converteu num fim em si mesmo.

No caso,a bomba ía estourar de alguma forma e por azar estourou no colo do Carlito???

Carlito teve uma oportunidade para fazer mudanças e promover os ajustes necessários, não o fez, porque não tinha noção do tamanho da bomba, porém mesmo que tivesse tido noção do problema, dificilmente teria tomado as medidas necessárias para minimizar ou resolver o problema. Agora pagamos todos o preço da falta de ação. Para o próximo prefeito a situação será muito pior. A pergunta que precisamos nos fazer é até quando aguenta este modelo autofágico e voraz que cresce sempre com maior velocidade que os recursos disponíveis.?

Jordi Castan

Interessante


"Há um vereador que se diz de esquerda (seria retro-esquerda?) e é do mesmo partido do prefeito. Mas naquele dia estava a liderar o pessoal da direita. Se o cara finca o punhal nas costas de um companheiro de partido, quem se importa se foi com a mão esquerda ou a direita?"

Fonte:José Antonio Baço,Coluna Pão e Circo-Jornal A Notícia(05/06/2011)

Questionamento feito ao Paulo Curvello

Na sua opinião,o prefeito Carlito e outros administradores públicos são incompetentes???

Ou está havendo uma crise na administração pública de um modo geral???

No caso,a bomba ía estourar de alguma forma e por azar estourou no colo do Carlito???


A resposta

Meu caro Juliano


Assim como o Jack Estripador “vamos por partes”.

A sua indagação é se o prefeito Carlito e outras administração públicas são incompetentes, certo?

Na minha opinião, além de incomPeTentes, são totalmente desprovidos de organização, senso de administração e tudo mais.

Parafraseando o guru deles “nunca antes na história de Joinville” , se viu um tamanho desgoverno.

Não foi realizado nada em Joinville em dois longos anos, além de não terem conseguido manter aquilo que já estava em andamento.

As tais “portas abertas” em Brasília, eram e são apenas falácias. Nesse caso , é ainda pior, pois as portas estavam e ainda estão abertas.

Mas os projetos não foram feitos e os que foram, foram mal feitos. Isso , que eles (PT) estão no poder a quase uma década.

Não conseguiram controlar nem o seu sindicato. Aliás, PT e sindicato eram quase uma única coisa, Há anos atrás um sindicato de Joinville, conseguiu a façanha de promover uma greve na melhor empresa de Joinville na época, a Embraco.

Sabe quem eram os líderes dessa famigerada greve, que entortou a vida de centenas de trabalhadores que foram demitidos? Carlito e Dentinho do PT.

Quanto a sua outra pergunta, em relação a “crise na administração pública”, e “se tinha uma bomba que estourou no colo do alcaide”, te respondo que, o que falta é vontade política. Veja o exemplo dos funcionários públicos que estão em greve.

O aumento que eles querem – que em grande parte é reposição salarial - é justo e viável de conceder. Para isso, basta apenas, acabar ou diminuir ao máximo os cargos comissionados, secretarias ineficientes, muitas delas, cabides de emprego.

Demitir sumariamente centenas de estagiários e contratados e realocar os efetivos, para que supram as vagas deixadas por eles. É inadmissível que num quadro de 11.000 funcionários isso não possa ser feito.

Outro exemplo são os parques. Será que ninguém da PMJ pode pegar um carro e ir na vizinha Curitiba e ver o parque deles, e tentar fazer algo parecido em Joinville.

A Expoville por exemplo já está pronta. Basta dar uma repaginada naquilo, chamar um Jordi Castan que sabe tudo e pronto. Não precisa fazer obras mirabolantes. Basta fazer o básico. Será que no meio de 11.000 funcionários não tem ninguém que pegue um lava-jato e algumas latas de tinta e pinte o antigo prédio da prefeitura na João Colin. Aquela obra , é belíssima e está lá, abandonada , suja, com vidros quebrados. Assim como o Mercado Público que, sem sombra de dúvidas é o mais feio do Estado. E por aí vai.

Como pode dar certo uma desadministração que ri de desapropriação. Que achincalha as pessoas, que “administra” com ódio. Quer um exemplo disso, veja o vídeo abaixo, postado no Blog do Jordi Castan. É uma entrevista do Toninho Neves com o Mello , gente boa, músico e proprietário da Borrachas NSO, no Vila Nova. Assista ao vídeo e depois veja que absurdo, o endereço é http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=1OB24VrPrBQ#at=19

Enfim,Joinville, tem que eleger alguém que tente recuperar o tempo perdido. Alguém que arregace as mangas e trabalhe. Que ouça os anseios da população efetivamente. Não através do fatídico “orçamento participativo”.

Aliás , esse tal de OP é uma coisa criada pelos Petistas e que nunca deu e nem dará certo. Quem vota e participa desse OP, é cabo eleitoral e candidato a candidato a vereador. Não a população.

Tente ir numa reunião dessas, vá lá dar uma sugestão. Você não será nem ouvido e a tua sugestão irá para o lixo.

Mas caso , numa histeria volitiva, você seja ouvido, eles pegam a tua ideia ou sugestão e também jogam no lixo.

E depois dizem que a “maioria quis isso ou aquilo”.

Serve única e exclusivamente para dizer depois “foram vocês que escolheram fazer isso”.

Mas como brasileiro, sou otimista e tenho fé que dias melhores virão.

Joinville é grande , irá superar essa desadminitração e dará a volta por cima.

Encerrando, você já viu o vídeo que está circulando na internet, é uma adaptação do magnífico filme A QUEDA

Adaptado para a atual situação de Joinville.

É muito bom. Veja no endereço http://www.youtube.com/watch?v=AINFdoDv_pU&feature=share

Abraço

Paulo Curvello

curvell@terra.com.br

Máquina pesada


Cabides de emprego de cabo eleitorais,na maioria sem conhecimento.Enquanto isso verbas e mais verbas são desviadas para outros fins.

Vampiros


Isso ia estourar a qualquer momento.O serviço público em todos os cantos do Brasil virou um depósito de desocupados,dondocas e fofoqueiros,que vivem pegando atestado a todo instante a custa dos impostos da massa trabalhadora.Por isso o bom funcionário público acaba também sendo prejudicado com a safadeza dessa cambada de vampiros que ganha todo mês seu salário sem merecimento quebrando os recursos públicos.

Velho e novo


Essa é uma época de transição na administração pública brasileira.Existe o duelo da velha estrutura viciada que resiste e que não quer perder o poder, contra uma nova estrutura mais enxuta,prática e sem vícios.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

BOA NOTÍCIA

O governador Raimundo Colombo recebeu o SINTE e propôs uma nova negociação com o magistério.

Nota 10 para o Governo do Estado e para a Secretaria de Educação.

Nota 10 também para o SINTE e para os professores que lutaram por seus direitos.

Quem ganha com isso é a população catarinense que com certeza terá uma melhor qualidade na educação.