segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Mais dinheiro para Florianópolis??? Chega né!!!


Chega do povo catarinense pagar por essas grandes obras em Florianópolis...Mas chega mesmo.

É O FIM DA PICADA...


...E PODE SER O COMEÇO DA CONSTRUÇÃO DA 4ª PONTE EM FLORIANÓPOLIS OU DO TÚNEL.

Secretário de Estado da Infraestrutura -Valdir Cobalchini- em entrevista concedida à rádio Guarujá, falando sobre os problemas da nossa região e anunciando algumas novidades, como a SC 405 (Sul da Ilha), para desafogar o tráfego também dias de jogos do Avaí, e a quarta ligação Ilha-Continente, que pode ser um túnel ou uma ponte entre a Pedro Ivo e Colombo Salles ou acima das duas já existentes. Isso mesmo, no alto, em um projeto inovador. Será que sairá do papel? O futebol, nesses casos, também agradece, em dias de grandes jogos na capital. Foto de Frutuoso Oliveira/Assessoria de Imprensa.

Fonte:polidorojunior.blogspot.com(28/01/2011)

O novo site do Vasco da Gama

O novo site do Vasco da Gama agora é:

wwwvascodagamacombr tudo sem ponto hehehehehe (sic!)

Sabem qual a diferença da letra i do Vasco?

Resposta: É que a letra i tem ponto .

Hehehehehehe kkkkkkkkkkkkkkkk

Paulo Curvello

Flamenguista Feliz

Balneário Camboriú

74 cidades em situação emergência???

Uma dúvida que paira no ar: será que caiu tanta chuva assim para que, mais de 70 cidades de Santa Catarina se apressassem em assinar decretos de situação de emergência?

Tenho a felicidade de ter amigos em várias regiões do Estado e segundo informações , em vários lugares tudo não passou de uma chuva de verão.

Mas aí tem uma malandragem macabra embutida, lógico. Com o tal decreto, as prefeituras podem fazer compras e contratar obras e serviços sem licitação.

Eu disse macabra. Porque só pode ser coisa do "diabo" mesmo...

Querer ganhar dinheiro em cima da desgraça explícita alheia , é demais. Não?

Paulo Curvello

Balneário Camboriú

curvell@terra.com.br

sábado, 29 de janeiro de 2011

Catarinão 2011...Muito interessante!!!

O primeiro turno do campeonato catarinense chega em sua metade exatamente nos intervalos dos jogos da quinta rodada. O JEC, apesar dos ataques histéricos da diretoria, está com seis pontos e disputa uma vaga no quadrangular final. Está na frente de Marcílio Dias e Brusque, que na quarta rodada brecaram as escaladas dos favoritos Figueirense e Criciuma. O frigir dos ovos está ocorrendo, ou melhor, a bola está rolando.
O JEC fez, até aqui, dois bons segundos tempos. O primeiro na estréia contra o Brusque e o segundo naquela espécie de "meia linha" em que acabou se transformando o jogo em Concórdia na quarta feira, dia 26.
Hoje, sábado, 29 de janeiro, aniversário da fusão dos departamentos de futebol do Caxias Futebol Clube e do América Futebol Clube, o JEC enfrentará a Associação Chapecoense de Futebol, uma união de esforços celebrada em 10 de maio de 1973 e que visava devolver à comunidade de Chapecó a presença em torneios futebolísticos de âmbito estadual e nacional (Há trabalhos da historiadora Eli Maria Bellani).
A sorte está lançada. O mais espetacular campeonato catarinense de todos os tempos vai ter uma página antológica no estádio pertencente ao povo de Joinville. Em se tratando do JEC, é bom não fazer previsões antes do segundo tempo. Como diria Nelson Rodrigues, são onze contra onze e só acaba quando termina.

Milton Wendel


Obs: O Jec ganhou da perigosa Chapecoense

Clique no linque abaixo

É triste,mas é verdade...Pior de tudo,você paga.

Isso foi antes do aumento de 60 %, e agora?

TV Globo - Bom Dia Brasil ( VAMOS DIVULGAR SEM PENA).wmvTV Globo - Bom Dia Brasil ( VAMOS DIVULGAR SEM PENA).wmv
2559K Baixar

Jec,Jec,Jec...


Sem muitas palavras.Essa instituição chamada Joinville Esporte Clube merece ser respeitada por todos nós.O Jec é tão grande,tão grande que a própria sociedade joinvilense não tem noção de sua grandeza.

Dinheiro do BNDES faz aniversário:3 anos


Esse dinheiro do BNDES para Joinville virou lenda.Passam horas,dias,meses,anos e o dito cujo empréstimo do BNDES não chega a cidade.Tudo bem que existe burocracia.Mas durante três anos vi políticos e a imprensa falarem desse importante recurso para Joinville.Enquanto isso a cidade não vê melhoramentos por parte do Poder Público.Três anos esperando um empréstimo é um total descaso,é mais uma prova que quando o dinheiro é para A MAIOR CIDADE DO ESTADO as dificuldades são imensas.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Do blog do Prisco

A geração que ignora a História não tem nenhum passado… e nenhum futuro.

Robert Heinlein, escritor americano.

Fonte:Jornal A Notícia(27/01/2010)

Fico desconfiado com o Jec

Tudo bem que o Concórdia não é aquilo tudo em matéria de futebol,mas um time reverter um placar com três gols a favor do adversário é incrível.Não podemos achar que o Jec já é campeão catarinense.Mas é uma reviravolta.A torcida claro que fica desconfiada.Perder para o Figueirense é normal,mas não daquela forma.Perder para o tradicional Marcílio Dias também é normal.O que não é normal é a equipe não jogar com vontade.Pelo menos ganhou três pontos fora de casa e fez um bom saldo de gols.Mas a Chapecoense é diferente.Esse sim será um grande desafio para o Jec.Vamos ver se o tricolor realmente recuperou-se.

Vereador dá sugestão para a falta de lixeiras no centro de Joinville


Joinville é uma cidade cosmopolita e residência de pessoas de várias
partes do mundo com mais de meio milhão de habitantes. Com uma população
destas, o município sofre as carências de possuir no seu centro um número
insuficiente de lixeiras que atendam ao gigantesco número de pessoas que
por lá circulam.

Quem caminha pelo centro de Joinville percebe um número inexpressível de

lixeiras, obrigando os munícipes a andarem com o seu ‘lixo’ nas mãos por
um longo tempo até encontrar uma lixeira e ali depositá-lo.
O vereador compreende que muitas lixeiras são maldosamente destruídas por
atos de vandalismo, mas isso não retira do Poder Público a sua obrigação
em proporcionar aos munícipes o benefício de terem lixeiras na região
central da cidade para utilizarem.

Pensando nisso, o vereador Maurício Peixer está enviando à Prefeitura de

Joinville uma moção, onde pede que seja feita uma parceria entre o poder
municípal e a iniciativa privada, que poderia solucionar a falta de
investimentos na instalação de lixeiras no centro de Joinville.

Numa parceria, a iniciativa privada poderia ‘apadrinhar’ as lixeiras e

assumir os custos de compra das mesmas, e como benefício, poderia
explorá-las através de propaganda de suas atividades nelas, da mesma forma
que acontece com algumas praças em Joinville.


Décio Góes

Assessoria de Comunicação
Gabinete do Vereador Maurício Peixer
47 9998-5138
deciogoes@hotmail.com

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Quem é o culpado???


Olha que nesses dias o que não faltam são os culpados.A culpa é do prefeito,das autoridades,da lua,do aquecimento global,dos loteadores,do marido que comprou o terreno errado,da pobreza, da falta de planejamento,do salário baixo e etc.Não acredito em culpados.Acredito em responsáveis.Uma coisa é uma coisa.Outra coisa é outra coisa.

Que bom

Pelo menos não está chovendo.

É uma pena

A possibilidade de Joinville ter sua Universidade Federal fica cada vez mais distante.Quem ganha com isso??? As instituições privadas.Quem perde??? Toda população de estudantes que continuará se dirigindo a Curitiba e a Florianópolis.Tudo é difícil para Joinville.Isso merece uma tese.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Texto interessante sobre o Jec

Retirado do Jornal A Notícia on line de hoje,a seguir o texto...

"Sinceramente não concordo com a demissão(do técnico do Jec). O problema não é o técnico Leandro Machado e sim os hábitos que perduram dentro do Joinville Esporte Clube há anos. Por isto insisto que o problema do JEC é maior, é em nível de diretoria. Por que Moisés Cândido não manda em nada? Por que ele não pode demitir os atletas que gostaria? Porque acima dele está o diretor de futebol Nereu Martinelli, empresário de jogador.Volto a dizer, os diretores precisam mudar a postura, a forma de comandar o clube. Precisam entender que quem escala o time é o técnico e quem cobra é o gerente de futebol, e não o empresário de jogadores".

Jair Kuhnen

Joinville - SC - Brasil(24/01/2011)

As coisas mudam

Carlito do PT reclamando??

Causa sanha saber que o Prefeito Carlito do PT reclama de “ataques” pela internet.

Logo o Carlito reclamando? O PT reclamando de ataques , quando foi o partido que por décadas , com dedo em riste, atacava a tudo e a todos.

Chamava em alto e bom som quase todos os parlamentares de ladrões.

Faziam manifestações na Câmara de Deputados, jogavam dinheiro para os que votavam qualquer projeto que não lhes fosse favorável.

Eram contra tudo que o ex-prefeito LHS fazia e ainda mais contra quando da época do FHC.

Promoviam “panelaços, apitaços” e todo tipo de algazarra com o intuito de fazer barulho.

Por muitas vezes de graça e agora reclamam?

Quando eu trabalhava na Embraco , presenciei o ex-deputado Dentinho do PT e todo o pessoal do PT , em cima de um caminhão de sindicato, chamando os trabalhadores para uma greve.

Greve essa que só fez com que vários trabalhadores fossem demitidos, arruinando a vida de dezenas de “companheiros”.

Tem gente daquele tempo que até hoje não normalizou sua vida por causa daquele lamentável episódio.

Isso que a empresa em questão era na época, umas das melhores empresas para se trabalhar em Joinville e detinha um dos melhores salários em quase todas as categorias.

E agora reclama de críticas pela Internet?

Haja paciência . Não ?


Paulo Curvello

curvell@terra.com.br

Jec muda a mosca,mas...


...Aquela coisa,continuará do mesmo jeito.

Barrigada novamente

Quem será o novo técnico do Jec??? Na rádio que tem o programa de esporte às 17:30 falaram que o Joinville Esporte Clube iria anunciar às 18:40...Mudei para a estação B...Nessa emissora ,o setorista anunciou que o novo técnico do clube seria Roberval Davino...Chega a hora de anunciar o novo técnico,quem será??? É Roberval Davino??? Não!!! O novo treinador do Jec é o Giba...Eita!!!

CARTA AOS FUMANTES Respeito aos não fumantes


Não pretendamos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo.

Então, você ainda se lembra do dia em que colocou o primeiro cigarro na boca? Você não nasceu fumando e não precisa morrer por causa do cigarro!

Perdoem minha insistência em ser chato. Sabe o que o cigarro disse para o fumante?
-“Hoje você me acende, amanhã eu te apago”.

Lamento que alguns fumantes tenham ficado “zangados” com a Lei nº6775, que proíbe o consumo de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos ou qualquer outro produto fumígeno, derivado ou não do tabaco. Esta lei estabelece normas de proteção à saúde proibindo em ambientes de uso coletivo, público ou privado, o consumo de qualquer produto fumígeno.

No espírito da lei está a lógica pedagógica da preservação da saúde. É o seu sacrifício, como fumante, em prol do bem estar dos não fumantes.

Não sou eu quem apresenta os argumentos científicos contra o tabaco. A Organização Mundial da Saúde mostra o estrago que o fumo faz. A própria advertência nas carteiras de cigarro é um alerta suficiente. Sei que podemos conviver pacificamente respeitando o que a lei determina. Como em outras cidades onde a lei entrou em vigor, a experiência é positiva. Em Joinville juntos fumantes e não fumantes vamos dissipar a “fumaça” do desentendimento, da discórdia do confronto, todos juntos em favor da vida.

Com estima e respeito

Vereador Osmari Fritz

População desamparada


Em caso de catástrofes como essa das chuvas intensas de verão...o governo vai liberar dinheiro para desobstruir estradas,construir pontes,limpar rios e por aí.As famílias que perderam suas propriedades e bens materiais apenas terão como garantia o FGTS(isso se o trabalhador for registrado em carteira).

Leandro Machado sai do Jec

Não precisou bola de cristal.Era previsível a saída do técnico do Jec.Na entrevista de Nereu Martinelli ficou evidente isso.Vamos ver se o Marcelinho Silva e o próprio Lima continuarão no clube.

sábado, 22 de janeiro de 2011

Sobre o Jec

Só para complementar o que o Milton Wendel escreveu no post anterior.Tenho certeza que o técnico do Jec não continua no clube por muito tempo.As declarações de Nereu Martinelli que não é nenhum ingênuo já foi um aviso ao treinador Leandro Machado.

Milton Wendel e o futebol catarinense

Um dia antes da terceira rodada da divisão principal do Campeonato Catarinense, ainda é cedo para fazer previsões sobre favoritos ou sobre quem pode ser rebaixado. Mas algumas coisas já ficaram claras.

O Avaí, que se prepara para a terceira participação consecutiva na elite do futebol brasileiro, afinal de contas não é tão poderoso assim quanto parecia: se não colocar em campo o time titular, corre o risco de ser rebaixado. Já a Chapecoense, que em 2010 foi rebaixada para a divisão especial mas acabou herdando a vaga abandonada pelo Atlético Herman Aichinger, já mostrou que neste ano não vai repetir o fiasco.

O Concórdia teve maturidade, superou o desastre da estréia, quando perdeu de 6 a 1 do Criciúma. Quem esperava que uma das vagas para o rebaixamento já estava garantida para o representante do Oeste, pode ir apertando as chuteiras porque não vai ser tão fácil. Dos dois times que já sofreram goleada, o Concórdia foi o que melhor reagiu. O JEC mergulhou numa crise, com o diretor de futebol hostilizando publicamente o técnico. Mostrou falta de maturidade. O que aconteceu no Scarpelli é coisa de futebol: um gol casual no início do jogo, uma expulsão discutível no início do segundo tempo, um adversário forte que soube aproveitar a noite azarada... coisa normal, no futebol.

A terceira rodada não vai mostrar quem será o campeão ou quais serão os rebaixados. Mas vai separar um pouco mais o joio do trigo, os competentes dos incompetentes. Espero que o JEC consiga se firmar entre os competentes.

Quatro times podem sair desta terceira rodada em posições desconfortáveis: Avaí, Imbituba, Marcílio Dias e o próprio JEC.

Jordi Castan comenta

Enquanto os gênios que planejam Joinville insistam em "ver" uma cidade plana e não incluam as áreas de risco como a do Bom Retiro no planejamento da cidade, continuaremos vendo estes absurdos por enquanto, graças a Deus, sem mortes.
Quando acontecem,porque é só uma questão de tempo, seria oportuno responsabilizar criminalmente quem autorizou a ocupação de morros frágeis e áreas alagáveis.
Aliás os autores são conhecidos.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Foto do Jornal A Notícia(Clique sobre a imagem)


É a força das águas??? Ou a irresponsabilidade do homem???

Pequeno comentário sobre o texto do Curvello

Curvello,quando Carlito assumiu a Prefeitura já tinha uma verba destinada a Joinville para desassorear alguns rios aqui da cidade.Essa verba foi viabilizada pelo ex-prefeito Tebaldi e pelo ex-governador LHS junto ao Governo Federal.Alguns rios foram dragados pela atual administração municipal(O Rio do Braço no Jardim Sofia é um exemplo).Mas esse trabalho não foi suficiente.Joinville é uma cidade baixa e sempre terá que ter um cuidado especial com a limpeza dos rios.

Quilômetros de limpeza?

É no mínimo estranho esses alagamentos em Joinville.

O que mais se ouve nessa administração, é de que foram feitos quilômetros de limpeza em rios, valetas , bueiros e afins.

Serviço esse, que evitaria os constantes alagamentos .

Mas o que a população vê, aliás, sente, na prática, é que tudo está como antes.

Basta uma chuva mínima para que vários pontos de alagamento surjam.
Isso que as chuvas não tem sido torrenciais.

Qual será a desculpa da hora?


Paulo Curvello

Joinville

Luiz Carlos Prates no SBT Santa Catarina

Luiz Carlos Prates foi para a emissora lageana.Uma grande contratação e audiência garantida para o SBT aqui do estado.

UM "SOLITÁRIO" ALERTA

Trágico e profundo o alerta que infelizmente, se perde nos ouvidos moucos dos responsáveis
pela EDUCAÇÃO no BRASIL. Se você como eu, concorda com o teor do texto abaixo, divulgue!
Esta é a única forma de demonstrarmos a nossa indignação.
Educação se faz primordialmente nos primeiros anos de vida e no reduto do lar, nunca na escola como querem alguns desinformados.

Brasília (DF), janeiro de 2011
Amigos,

Embora há muito tempo desligado como
ex-professor do 'Instituto Metodista Izabela Hendrix' em Belo Horizonte (MG), fiquei
profundamente consternado com o caso do universitário que em suas dependências, revoltado
com suas notas baixas, cravou uma faca no coração de seu professor, na
cantina e em pleno horário escolar, à frente de todos.

Escrevi um desagravo e na minha opinião, a pérfida ilusão
vendida a muitos alunos despreparados, sobre a escola e a vida, como
lugares supostamente cheios de direitos e pobres em deveres, acaba por
contribuir para ambientes propensos à violência moral e física.

Espero que se concordarem com os termos, repassem adiante, sem
moderação. A divulgação é livre.

Abraços,

Igor Pantuzza Wildmann
Advogado, Doutor em Direito e Professor Universitário.

' J’ACUSE'!
EU ACUSO!
Tributo ao professor 'Kássio Vinícius Castro Gomes'.


'Mon devoir est de parler, je ne veux pas être complice'. Émile Zola

'Meu dever é falar, não quero ser cúmplice'. Émile Zola


Foi uma tragédia fartamente anunciada. Em milhares de casos,
de desrespeito. Em outros tantos, escárnio. Em Belo Horizonte, um
estudante processa a escola e o professor que lhe deu notas baixas,
alegando que teve danos morais ao ter que virar noites estudando para
a prova subsequente. Notem bem: o alegado 'dano moral' do estudante
foi ter que... estudar!

A coisa não fica apenas aí. Pelo Brasil afora, ameaças
constantes. Ainda neste ano, uma professora brutalmente espancada por
um aluno. O ápice desta escalada macabra não poderia ser outro.

O professor 'Kássio Vinícius Castro Gomes' pagou com sua vida, com
seu futuro, com o futuro de sua esposa e filhas, com as lágrimas
eternas de sua mãe, pela irresponsabilidade que há muito vem tomando
conta dos ambientes escolares.

Há uma lógica perversa por trás dessa asquerosa escalada. A
promoção do desrespeito aos valores, ao bom senso, às regras de bem
conviver e à autoridade, que elevada a método de ensino, é imperativo de
convivência supostamente democrática.

No início, foi o maio de 68 em Paris: Gritava-se nas ruas que
'era proibido proibir'. Depois, a geração do 'não bate, que
traumatiza”. A coisa continuou: “Não reprove, que atrapalha'. Não dê
provas difíceis, pois 'temos que respeitar o perfil dos nossos
alunos'. Aliás, 'prova não prova nada'. Deixe o aluno 'construir seu
conhecimento.' Não vamos avaliar o aluno. Pensando bem, 'é o aluno que
vai avaliar o professor'. Afinal de contas, ele está pagando...

E como a estupidez humana não tem limite, a avacalhação geral
epidêmica, travestida de 'novo paradigma', prosseguiu a todo
vapor, em vários setores: 'O bandido é vítima da sociedade', 'Temos
que mudar tudo isso que está aí’, 'Mais importante que ter
conhecimento é ser ‘crítico’.

Claro que a intelectualidade rasa de pedagogos de panfleto e
burocratas carreiristas ganhou um imenso impulso com a mercantilização
desabrida do ensino: Agora, o discurso anti-disciplina é anabolizado
pela lógica doentia e desonesta da paparicação ao aluno, cliente...

Estamos criando gerações em que uma parcela considerável de
nossos cidadãos é composta de adultos mimados, despreparados para os
problemas, decepções e desafios da vida, incapazes de lidar com
conflitos e pior, dotados de uma delirante certeza de que “o mundo
lhes deve algo”.

Um desses jovens, revoltado com suas notas baixas, cravou uma
faca com dezoito centímetros de lâmina, bem no coração de um
professor. Tirou-lhe tudo o que tinha e tudo o que poderia vir a ter,
sentir, amar.

Ao assassino, corretamente, deverão ser concedidos todos os
direitos que a lei prevê: O direito ao tratamento humano, o direito à
ampla defesa, o direito de não ser condenado em pena maior do que a
prevista em lei. Tudo isso e muito mais, fará parte do devido
processo legal, que se iniciará com a denúncia a ser apresentada pelo
Ministério Público. A acusação penal ao autor do homicídio covarde
virá do promotor de justiça. Mas, com a licença devida ao célebre
texto de Emile Zola, 'EU ACUSO' tantos outros que estão por trás do cabo
da faca:

'EU ACUSO' a pedagogia ideologizada, que pretende relativizar tudo
e todos, equiparando certo ao errado e vice-versa;

'EU ACUSO' os pseudo-intelectuais de panfleto, que romantizam a
“revolta dos oprimidos”e justificam a violência por parte daqueles que
se sentem vítimas;

'EU ACUSO' os burocratas da educação e suas cartilhas do
politicamente correto, que impedem a escola de constar faltas graves
no histórico escolar, mesmo de alunos criminosos, deixando-os livres
para tumultuar e cometer crimes em outras escolas;

'EU ACUSO' a hipocrisia de exigir professores com mestrado e
doutorado, muitos dos quais no dia a dia, serão pressionados a dar
provas bem tranqüilas, provas de mentirinha, para “adequar a avaliação
ao perfil dos alunos”;

' EU ACUSO' o Ministério da Educação que em nome de
estatísticas hipócritas e interesses privados, permite a
proliferação de cursos superiores completamente sem condições,
freqüentados por alunos igualmente sem condições de ali estar;

'EU ACUSO' a mercantilização cretina do ensino, a venda de
diplomas e títulos sem o mínimo de interesse e de responsabilidade com
o conteúdo e formação dos alunos, bem como de suas futuras missões na
sociedade;

'EU ACUSO' a lógica doentia e hipócrita do aluno-cliente, cada vez
menos exigido e cada vez mais paparicado e enganado, o qual finge que
não sabe que, para a escola que lhe paparica, seu boleto de pagamento de hoje, vale
muito mais do que seu sucesso e sua felicidade amanhã;

' EU ACUSO' a hipocrisia das escolas que jamais reprovam seus
alunos, as quais formam analfabetos funcionais só para maquiar
estatísticas do IDH e dizer ao mundo que o número de alunos com
segundo grau completo cresceu 'tantos por cento';

'EU ACUSO' os que aplaudem tais escolas e ainda trabalham pela
massificação do ensino superior, sem entender que o aluno que ali
chega deve ter o mínimo de preparo civilizacional, intelectual e
moral, pois estamos chegando ao tempo no qual o aluno 'terá direito'
de se tornar médico, engenheiro ou advogado, sem sequer saber escrever, tudo para o
desespero de seus futuros clientes-cobaia;

'EU ACUSO' os que agora falam em promover um 'novo paradigma',
uma 'nova cultura de paz', pois o que se deve promover é a boa e
VELHA cultura da 'vergonha na cara', do respeito às normas, à
autoridade e do respeito ao ambiente universitário como um ambiente de
busca do conhecimento;

'EU ACUSO' os 'cabeça–boa' que acham e ensinam que disciplina é
'careta', que respeito às normas é coisa de velho decrépito,

'EU ACUSO' os métodos de avaliação de professores, que se tornaram
templos de vendilhões, nos quais votos são comprados e vendidos em
troca de piadinhas, sorrisos e notas fáceis;

'EU ACUSO' os alunos que protestam contra a impunidade dos
políticos, mas gabam-se de colar nas provas, assim como 'ACUSO' os
professores que vendo tais alunos colarem, não têm coragem de aplicar
a devida punição.

EU 'VEEMENTEMENTE ACUSO' os Diretores e Coordenadores que impedem
os professores de punir os alunos que colam, ou pretendem que os
professores sejam 'promoters' de seus cursos;

'EU ACUSO' os Diretores e Coordenadores que toleram condutas
desrespeitosas de alunos contra professores e funcionários, pois sua
omissão quanto aos pequenos incidentes é diretamente responsável pela
ocorrência dos incidentes maiores;

Uma multidão de filhos tiranos que se tornam alunos-clientes,
serão despejados na vida como adultos eternamente infantilizados e
totalmente despreparados, tanto tecnicamente para o exercício da
profissão, quanto pessoalmente para os conflitos, desafios e decepções
do dia a dia.

Ensimesmados em seus delírios de perseguição ou de grandeza,
estes jovens mostram cada vez menos preparo na delicada e essencial
arte que é lidar com aquele ser complexo e imprevisível que podemos
chamar de 'o outro'.

A infantilização eterna cria a seguinte e horrenda lógica, hoje
na cabeça de muitas crianças em corpo de adulto: 'Se eu tiro nota
baixa, a culpa é do professor. Se não tenho dinheiro, a culpa é do
patrão. Se me drogo, a culpa é dos meus pais. Se furto, roubo, mato, a
culpa é do sistema. Eu, sou apenas uma vítima. Uma eterna vítima. O
opressor é você, que trabalha, paga suas contas em dia e vive sua
vida. Minhas coisas não saíram como eu queria. Estou com muita raiva.
Quando eu era criança, eu batia os pés no chão. Mas agora,
fisicamente, eu cresci. Portanto, você pode ser o próximo.'

Qualquer um de nós pode ser o próximo, por qualquer motivo. Em
qualquer lugar, dentro ou fora das escolas. A facada ignóbil no
professor Kássio dói no peito de todos nós. Que a sua morte não seja
em vão. É hora de repensarmos a educação brasileira e abrirmos mão dos
modismos e invencionices. A melhor 'nova cultura de paz' que podemos
adotar nas escolas e universidades é fazermos as pazes com os bons e
velhos conceitos de seriedade, responsabilidade, disciplina e estudo
de verdade, do tempo de nossos pais.

Igor Pantuzza Wildmann
Advogado, Doutor em Direito. Professor Universitário.

Colaboração:Celso Antonio Oliveira,Alegrete-RS

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Jec conquista liderança em Floripa...

...Liderança em expulsão.Todo jogo do Jec tem um jogador expulso.

Perguntas sem respostas


Depois que a cidade ficou um caos durante quatro horas, pelo alagamento de pontos que nunca tinham sofrido enchentes nos últimos 25 anos. Depois da informação que a chuva foi intensa, mas não foi a maior dos últimos 30 anos, a pergunta é porque as chuvas fazem estragos cada vez maiores, cada vez com maior rapidez? O que mudou?


As marés mantêm os seus máximos e mínimos de forma regular, as tabelas de mares são conhecidas, tanto nos horários previstos, como na sua altura máxima prevista. Por tanto as mares representam uma constante.


A impermeabilização criminosa que tem ganhado força nos últimos anos e mais concretamente nos anos de este governo municipal pode ser identificada como a maior mudança realizada no perímetro urbano de Joinville. A conversão de áreas verdes permeáveis em espaços de estacionamento impermeáveis aumenta o risco de enchentes, a temperatura da cidade e aumenta o cinza urbano.


Que medidas concretas estão previstas para fazer de Joinville uma cidade mais sustentável, menos vulnerável a catástrofes ambientais, mais verde e com maior qualidade de vida?

Jordi Castan,comentariosdejoinville.blogspot.com(20/01/2011)

Obs:O Jordi já falou tudo,o problema da chuva em Joinville é concreto.

Concordo com o Osny Martins

O radialista Osny Martins comentou que o filme do Lula não podia concorrer ao Oscar de melhor filme estrangeiro pois era uma produção,digamos assim,fraca.Mas,o que agrega de conteúdo por exemplo o BBB??? Pobre televisão aberta do Brasil.

Não confundam as coisas(2)

Claro que não se deve jogar lixo na rua e no rio.Mas o centro de Joinville em particular sempre vai alagar porque sufocaram o Ribeirão Mathias.O famoso shopping e todo centro da cidade foram construídos sobre o ribeirão.É claro que a água vai procurar uma saída.E com a subida da maré a situação fica ainda pior.

Não confundam as coisas...

Tem muita gente "porca" na cidade.Jogam lixo em qualquer lugar.Não sabem o significado da palavra cidadania.Resumindo: É a galera que assiste o BBB.Pessoas vazias que perderam a noção de viver em sociedade é só olham para dentro de si.Pior de tudo,votam no Tiririca.

Solução é a dragagem

O rio Cachoeira precisa ser dragado com urgência.Quando foi a última vez que o famoso rio que corta Joinville foi desassoreado???

Prefeitura tem uma "pepinosa" para resolver

Chuva de verão em Joinville não é novidade.Só que a população não está aguentando mais tanto prejuízo.Hoje o rio Cachoeira mais uma vez subiu e represou as águas dos riachos próximos alagando as ruas Max Colin e Timbó.Que pepinosa para a Prefeitura resolver nesse inicio de 2011.

NOVA CHOPERIA EM JOINVILLE


Hoje a noite, a partir das 20 horas, estaremos inaugurando a nossa choperia "Capim Teimoso".
Aproveito então este momento para te convidar à conhecer este espaço que temos a expectativa que se transforme em uma referência para a integração e um ponto de encontro dos nossos amigos.
O endereço é a rua Rio do Sul - Esquina com rua São Paulo, no Centro de Joinville (Próximo ao Big Bolling).

Te aguardo lá.
Um forte abraço!!!

Perigo para o pedestre

Os pedestres e ciclistas que transitam pela calçada da rua XV de Novembro, entre as esquinas das ruas Henrique Mayer e João Colin, devem tomar cuidados redobrados. A ciclovia recentemente feita pela Prefeitura naquele trecho é muito mal sinalizada, delimitada apenas pela guia de cegos e pelo meio-fio. Qualquer distração e você pode ser colhido por uma bicicleta, ou atropelar um pedestre desorientado. O perigo é grande, sobretudo para crianças. Já ocorreram acidentes.

Milton Wendel

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Foi para o PRB

Maria Só Panfletos se filiou ao PRB de Joinville no último final de semana. Há negociações para que, no mais tardar até março, ocorram também as filiações do Sargento Eduardo e de Richard Santos, que é o diretor-geral da Penitenciária Industrial de Joinville.

Fonte:Rosane Felthaus,Jornal A Notícia(18/01/2011)

Será que o gato comeu???


Cada brasileiro vítima de enchente ou de desabamento causado por chuva, nesta época de tragédias, pagou no ano passado uns 6,3 mil reais em impostos. E por falar em impostos soterrados, como será que ficou aquela advertência do ex-presidente Lula, que num comício em Joinville, em setembro de 2010, disse que mandaria a procuradoria investigar o que foi feito com aquela grana que teria vindo para Santa Catarina ajudar as vítimas das enchentes? Ninguém mais falou no assunto.

Milton Wendel

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

TEMPORAL EM JOINVILLE



Os bairros Atiradores e Anita Garibaldi com vento e chuva forte.No América em direção a Avenida Santos Dumont totalmente seco.É o verão.

Brusque supera Blumenau no futebol profissional

Para aqueles que defendem a idéia que economia forte é garantia de conquistas no esporte,(o que não corresponde a realidade,pois se fosse assim os norte-americanos seriam os maiores vencedores das Copas do Mundo e não são)temos um exemplo bem próximo aqui em Santa Catarina onde a cidade de Brusque consegue atrair torcida e publicidade e fazer um bom futebol profissional e a cidade ao lado Blumenau mal consegue montar um time.Se dependesse da força econômica da cidade no mínimo a equipe de Blumenau seria sempre vice-campeã catarinense.

Começou o Campeonato Catarinense

Tudo normal no início desse Campeonato Catarinense.Ao natural os clubes de Florianópolis crescerão na competição pois vão pegar ritmo de jogo no decorrer do campeonato.

domingo, 16 de janeiro de 2011

Como é e como poderá ficar o Código Florestal(retirado da Folha de São Paulo)

Frase

"Se você mapear as áreas de preservação permanente com 45°, você já tem um indicativo de onde há risco. São áreas de preservação onde todo ano morre gente"
MARCIO ACKERMANN
Geógrafo e consultor ambiental

Fonte:Folha de São Paulo(16/01/2011)

E Joinville???

Será que aqui em Joinville existem pessoas que vivem em morros??? Bom Retiro,Boa Vista,Iririú.Todo cuidado é pouco.

Revisão do Código Florestal pode legalizar área de risco e ampliar chance de tragédia

Texto no Congresso deixa de considerar topo de morro como área de preservação e libera a construção nas encostas

Locais como esses foram os mais afetados pelos deslizamentos que mataram mais de 600 pessoas no Rio

As mudanças propostas pelo projeto de alteração do Código Florestal -pensadas para o ambiente rural e florestas- ampliam as ocupações de áreas sujeitas a tragédias em zonas urbanas.
O texto em tramitação no Congresso deixa de considerar topos de morros como áreas de preservação permanente e libera a construção de habitações em encostas.
Locais como esses foram os mais afetados por deslizamentos de terra na semana passada na região serrana do Rio, que mataram mais de cinco centenas de pessoas.
O projeto ainda reduz a faixa de preservação ambiental nas margens de rios, o que criaria brecha, por exemplo, para que parte da região do Jardim Pantanal, área alagada no extremo leste de São Paulo, seja legalizada.
A legislação atual proíbe a ocupação em áreas de encostas a partir de 45 de inclinação, em topo de morro e 30 metros a partir das margens dos rios -a distância varia de acordo com a largura do rio.
A proposta já foi aprovada por uma comissão especial e deve ser votada pelo plenário da Câmara em março. Se aprovada, vai para o Senado.

PARA QUE SERVE
Nos morros, o objetivo da lei atual é preservar a vegetação natural, que aumenta a resistência das encostas e reduz deslizamentos de terra.
Nas margens dos cursos d'água -rios, córregos, riachos, ribeirões etc.-, a área reservada visa preservar as várzeas, espaços onde os alagamentos são naturais nas épocas das chuvas fortes.
Boa parte da legislação não é cumprida, principalmente nas cidades. Mas as prefeituras, responsáveis por fiscalizar as regras e impedir a ocupação dessas áreas, têm os dispositivos à disposição.
Mesmo que a ocupação irregular ocorra, os limites atuais facilitam a remoção sem necessidade, por exemplo, de desapropriação de terras, afirma Marcio Ackermann, geógrafo e consultor ambiental, autor do livro "A Cidade e o Código Florestal".
Ele diz que as áreas de preservação permanente previstas no Código Florestal coincidem, na maioria, com as áreas de risco de ocupações.
Ackermann cita como exemplo os locais onde morreram pessoas na semana passada em Mauá (Grande SP), e Capão Redondo (zona sul de SP). O mesmo ocorre, diz, na maioria dos locais atingidos pelos deslizamentos na região serrana do Rio.

CRÍTICAS
O secretário do Ambiente do Estado do Rio, Carlos Minc, critica as mudanças. "O que ocorreu no Rio -[já] tinha acontecido antes em Santa Catarina e outras áreas- mostra um pouco onde leva essa ocupação desordenada das margens de rios e das encostas. Eu acho que isso mostra a irresponsabilidade dessa proposta", diz.
O relator do projeto de revisão do Código Florestal, deputado federal Aldo Rebelo (PC do B-SP), nega mudança nas regras de ocupação das cidades, embora o texto fale, com todas as letras, sobre regularização fundiária em áreas urbanas consolidadas.
Rebelo critica Minc, de quem é desafeto. "Não é por acaso que acontece essa tragédia no Rio, é por causa de secretários incompetentes e omissos como Carlos Minc."

Fonte: Vanessa Correa,Folha de São Paulo(16/01/2011)

Colaboração para a Folha
Evandro Spinelli
de São Paulo

sábado, 15 de janeiro de 2011

Ranking dos cursos superiores de Joinville

Com base em dados divulgados pelo Ministério da Educação, o iG elaborou um ranking das melhores e piores instituições de ensino superior do País. O Índice Geral de Cursos (IGC) é um indicador de qualidade que considera a qualidade dos cursos de graduação e de pós-graduação (mestrado e doutorado). O resultado final é expresso em valores contínuos (que vão de 0 a 500) e em faixas (de 1 a 5). Os conceitos de 1 e 2 são considerados desempenho insatisfatório; 3, razoável; e 4 e 5, bom.
O ranking apresenta os resultados de 2137 instituições, entre universidades, centro universitários e faculdades. Algumas delas não receberam conceito (S/C), porque não tiveram alunos em número suficiente prestando o Enade. Neste caso, estão nos últimos lugares no ranking, por falta de avaliação. Já a USP e Unicamp não participam do Enade e, por isso, não aparecem no ranking.

Posição de algumas instituições de Joinville

Posição Instituição UF Tipo Rede IGC IGC - Faixa
378ºUNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLESCUniversidadePRIVADA2503
518ºFACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE JOINVILLESCFaculdadePRIVADA2373
666ºFACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI JOINVILLESCFaculdadePRIVADA2243
791ºFACULDADE CENECISTA DE JOINVILLE - FACESCFaculdadePRIVADA2153
1012ºFACULDADE ANHANGUERA DE JOINVILLESCFaculdadePRIVADA2003

Fonte:ultimosegundo.com.br(14/01/2011)

A calçada é responsabilidade do morador


Existe rua em Joinville que o morador não pagou pela pavimentação.Mesmo assim, esse felizardo não constrói a calçada que é de sua responsabilidade.Dão uma de "Migué" jogando a responsabilidade para o Poder Público.Está corretíssima a Prefeitura de Joinville em cobrar a multa desse morador no I.P.T.U...Demorou!!!

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

TRÊS INTELECTUAIS DO BEM




O que escrevem,o que falam,o que defendem devem ser valorizados.Na sequência,a psiquiatra Ana Beatriz Barbosa Silva,o filósofo Olavo de Carvalho e o psicólogo e jornalista Luiz Carlos Prates.


TELESPECTADOR CATARINENSE PERDE COM A SAÍDA DE PRATES DO JORNAL DO ALMOÇO

O colunista Luiz Carlos Prates, do Diário Catarinense, Rádio CBN (SC) e TV RBS (SC), deixou o Grupo RBS, após quase 23 anos na empresa. Prates é conhecido por suas declarações polêmicas. Em novembro do ano passado, o comentarista do Jornal do Almoço, da TV RBS, afirmou que a popularização do automóvel seria responsável pelo aumento dos acidentes de trânsito.


"Hoje, qualquer miserável tem um carro. O sujeito jamais lê um livro, mora apertado em uma gaiola que hoje chamam de apartamento. Não tem nenhuma qualidade de vida, mas tem um carro na garagem", disse em seu comentário na afiliada da TV Globo em Santa Catarina. Na ocasião, Prates também chamou os pedestres que param nas estradas para ver os acidentes de "desgraçados" e "insanos".



A RBS declarou que a saída do colunista foi um acordo entre as duas partes, porque ele decidiu por novos rumos. No entanto, Prates disse que seu polêmico comentário pesou na decisão. “O comentário foi mais ou menos o começo de tudo [demissão]. Mas meu comentário foi mal interpretado. Eu falava do endividamento irresponsável, mas eu falo de uma forma dura e as pessoas entendem mal”, explicou.

Prates afirmou que pretende voltar ao mercado o mais rápido possível e que continuará com sua profissão paralela, a de palestrante. “Quero voltar a trabalhar em algum veículo de comunicação. Não vou largar a profissão”.

Izabela Vasconcelos - Comunique-se

Colaboração:Rogério Giessel

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Grande idéia


A seguir parte de um texto muito interessante escrito pelo engenheiro Não teria a menor dó em demolir parte do Centreventos e o pavilhão ao seu lado, retomando o projeto do Teatro Municipal elaborado pelo arquiteto Rubens Meister e dando a memória do Cau Hansen e do Edmundo Dobrawa motivos de orgulho. Ali seria, juntamente com o Bolshoi, o grande centro de artes, teatro, música e dança. Resgataria e ampliaria o Museu do Sambaqui, a Casa da Cultura e o Arquivo Histórico. Faria da Rua da Palmeiras o nosso verdadeiro cartão postal com a valorização do Museu Nacional da Imigração. Para finalizar, faria um grande pólo tecnológico na Univille/Udesc/UFSC, para que neste espaço tivéssemos a oportunidade de gerar inovação, empreendedorismo e saber. Na mesma medida, eu transformaria a Fundação 25 de Julho num Pólo Tecnológico voltado a Sustentabilidade, apoiando a agricultura e a manutenção dos nossos patrimônios naturais."

Fonte:lavienville.blogspot.com(13/01/2010)

Vamos plantar psidium guajava???Legal!!!


A goiaba é um alimento de grande valor nutritivo. Possui quantidade razoável de sais minerais, como cálcio e fósforo. É rica em vitaminas como A, B1 (Tiamina), e B2 (Riboflavina), B6 (Piridoxina). Em matéria de vitamina C, tem poucos rivais. Algumas variedades nacionais acusam em média um teor de ácido ascórbico de 80 miligramas por 100 gramas. A goiaba branca e a amarela são mais ricas que a vermelha. O limão contém cerca de 40 mg por 100g, que corresponde à metade da concentração da goiaba branca.

O conteúdo de vitamina C vai descendo de fora para dentro do fruto. Nessas condições, a casca é mais rica do que a polpa interna.

Graças à descoberta do elevado teor de vitamina C da goiaba, esta fruta foi, durante a Segunda Guerra Mundial, utilizada como suplemento na alimentação dos soldados aliados nas regiões frias. Desidratada e reduzida a pó tinha por finalidade aumentar a resistência orgânica contra as afecções do aparelho respiratório.

O suco de goiaba, no Brasil, poderá a vir a ser um substituto do suco de laranja e limão na alimentação não só das crianças, mas na do adulto, ajudando-os a ter uma alimentação balanceada, indispensável no equilíbrio da saúde.


Fonte:www.fruticultura.iciag.ufu.br

Está na coluna do Cláudio Loetz de hoje


Convidado por Luiz Henrique da Silveira para se filiar ao PMDB, Döhler fala: “Sou grande amigo do senador, tenho conversado com ele no dia a dia”. E reforça: ele (LHS) deu contribuição extraordinária ao desenvolvimento de SC, tanto como prefeito, como governador de Santa Catarina. “Só acho que poderia ter trazido um pouco mais em obras para Joinville”.

Fonte:Jornal A Notícia(13/01/2010)

Pequeno comentário

Caro Jordi,respeito seu posicionamento.Você é intelectual e técnico e sabe muita coisa.O problema é a inércia da administração em todo Brasil,principalmente aqui no nosso feudo.Quando escrevo que o empresário Udo Döhler seria um bom candidato,é que na visão geral de Joinville,empresários que foram candidatos a prefeito tiveram o aval da população.Aliás,o que acontece, é o político ter sede de disputas eleitorais,mas na hora de assumir o mandato fica perdido,ou pior usa e abusa do cargo para promoção pessoal.Como Udo Döhler não tem essa "maladragem" política-partidária chegaria sem vícios a administração da maior cidade do estado.Jordi você consegue fazer a leitura mais profunda.Mas o povão quer um cara prático e objetivo.O cidadão está cansado dessa politicagem,daí a vantagem de Döhler em 2012,ok!!!Queira ou não queira seria o fato novo na próxima eleição.

A opinião de Jordi Castan sobre 2012

Pode até ser que seja um administrador. Também é verdade que é muitas outras coisas, não todas são virtudes. Vamos pensar e avaliar um pouco mais antes de sair apoiando de forma irrestrita este modelo gerentão.

É verdade que o desastre desta administração municipal leva as pessoas a desejar quaisquer outra coisa, na certeza que quaisquer outra gestão será melhor. Alguem que faça, não implica forzosamente que faça bem. Agora não estou convencido que o modelo "Dilmão" seja o melhor, nem para o Brasil, nem para Joinville

Processos democráticos e participativos exigem um perfil menos autoritário, mais conciliatório. Um perfil diferente que o que o que é necessário para tocar uma indústria. Mais tolerante e com quase total certeza com maior capacidade de aglutinação.

Jordi Castan

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Perfil de administrador

Olha se depender do eleitorado joinvilense,Udo Döhler tem grande chance de ser eleito prefeito em 2012.Com o perfil de administrador sério e distante da política partidária,o empresário do ramo textil conhece profundamente as demandas de Joinville e sua participação no próximo pleito municipal seria muito bem vinda.

Eleições 2012 em Joinville


Conversas andam rolando por aí.Quem serão os candidatos a Prefeitura de Joinville em 2012??? Vários nomes já são conhecidos:Darci de Matos(DEM),Kennedy Nunes(PP),Mauro Mariani(PMDB),o atual prefeito Carlito Merss(PT),a volta de Marco Tebaldi(PSDB) e sempre aparecem os candidatos com menor expressão.Mas o fato novo seria a candidatura do empresário Udo Döhler.

Olinda é a primeira cidade em Pernambuco a dispor do serviço voltado para pessoa com deficiência física


Em 2011, as ruas de Olinda ganharão 40 táxis acessíveis para pessoa com deficiência. Para marcar a legitimidade da ação, o Prefeito de Olinda Renildo Calheiros, assinará a Lei Nº 5.714 que autoriza e regulamenta a aquisição dos veículos adaptados para o transporte da pessoa com deficiência. A solenidade acontecerá na próxima segunda-feira (10), às 16h, em frente ao Palácio dos Governadores.

Com os novos táxis nas ruas, as pessoas com dificuldade de locomoção poderão fazer seus trajetos sem a necessidade de serem manipuladas e removidas de suas cadeiras pelo motorista ou um acompanhante. Os veículos estarão aptos para embarcar e desembarcar usuários de cadeiras de rodas por meio de uma rampa mecânica. Com a medida, Olinda será a primeira cidade de Pernambuco a dispor do serviço de táxi acessível.

A promotora de eventos Yoko Farias, 26 anos, tetraplégica e usuária de cadeira de rodas, já utilizou um serviço semelhante em Brasília e vê a medida adotada em Olinda como um ganho necessário para a pessoa com deficiência do estado de Pernambuco. “Já estava na hora da Lei existir em Pernambuco, é uma garantia do nosso direito de ir e vir”, ressalta. Mesmo com o diferencial do veículo acessível, não haverá alteração do preço cobrado na tarifa. Tais automóveis poderão transportar mais duas pessoas além do usuário na cadeira de rodas.

A aprovação da Lei teve o apoio imediato do Sindicato dos Taxistas de Olinda e foi comemorada pelas pessoas que lutam pela garantia dos direitos das pessoas com deficiência na região, especialmente pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos, que abriga a Coordenadoria de Inclusão da Pessoa com Deficiência de Olinda (CIPDO).

O coordenador da CIPDO, Sérgio Brandão, avalia que a aprovação da Lei é um ganho tanto para o segmento das pessoas com dificuldade de locomoção e para as pessoas em tratamento que fazem uso temporário, pois preserva um dos princípios da autonomia da pessoa com deficiência, como também para o município, uma vez que confirma o compromisso assumido pelo Prefeito de Olinda, em agosto de 2009, durante a Campanha Nacional de Acessibilidade. “Esperamos com isso dar visibilidade às pessoas com deficiência e que sirva como estímulo àqueles que estão isolados socialmente, muitas vezes escondidos em suas casas”, lembra Brandão.

De acordo com dados do IBGE, no Censo de 2000, em Olinda existem aproximadamente 2.300 pessoas com deficiência física, de um total de 30.100 que requerem apoio permanente e assistência financeira com a necessidade da aquisição de órteses, próteses, reabilitações, medicações específicas e fisioterapias.

A experiência da Lei do Táxi Acessível de Olinda será levada pela CIPDO para a Conferência Estadual de Defesa do Direito da Pessoa com Deficiência, que acontecerá em 29 de abril, no Recife, para avaliação. E a partir daí, em agosto, durante a Semana da Pessoa com Deficiência 2011, a Lei passará por nova avaliação, contribuindo para novos direcionamentos e melhorias no serviço.

Com a sanção da Lei na próxima segunda-feira, e posterior publicação no Diário Oficial, as partes comerciais, Banco do Nordeste do Brasil, financiador, e Via Sul, fornecedora dos veículos, “darão início ao seu processo interno que deve correr de forma rápida”, acredita Brandão. Ele prevê que, em no máximo três meses, o serviço estará nas ruas.

Informações:
Coordenadoria de Inclusão da Pessoa com Deficiência de Olinda (CIPDO)
Fone: (81) 3052.4452
e-mail: cipdolinda@gmail.com / sergiofbrandao@gmail.com

Fonte: Secretaria de Comunicação de Olinda

Colaboração:
Roberto S. U. Rosso Jr.
Jaboatão dos Guararapes - Pernambuco

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Não precisa disso

O prefeito Carlito não precisa de um artigo escrito por um de seus secretários para defender sua administração. O que a atual administração precisa fazer é ouvir o clamor da população,só isso.Valorize quem votou em sua administração prefeito.E valorize também a crítica daqueles que são seus opositores(e não inimigos).Aliás!!! Cuidado com o fogo amigo.

Os míopes de Joinville

Com índices de aprovação ínfimos do alcaide e as maravilhas ditas por "Eduardo Dalbosco em nota , no AN de 10/01", chegasse a conclusão que os Joinvillenses são míopes.

No artigo , Dalbosco fala maravilhas da administração , chegando a afirmar que "2010, foi um avanço para Joinville".

Seria de bom alvitre , discutir o que é para o secretário de planejamento da maior cidade de Santa Catarina, que consequentemente tem a maior arrecadação, a palavra "avanço".

Se existe um "avanço" como ele diz, e o povo não nota, então , como explicar que esse mesmo povo , aprova o governo do ex-presidente Lula e é aplaudido pelo PT e na administração municipal reprova.

Seria o povo míope , só para administração Carlito?

Nesse caso, duas grandes máximas de completam: “querem tapar o sol com a peneira” e o “pior cego é aquele que não quer ver”.

Paulo Curvello

Balneário Camboriú

Combustíveis mais baratos em Joinville???


Essa piada foi muito engraçada!!!Realmente,eita!!! E o rio Cachoeira foi despoluído também!!! KKKKKKKKK!!!!

Méritos para a Prefeitura de Joinville


Começaram a ser atendidos os primeiros pacientes de câncer no Acelerador Linear do Hospital São José. Um deles foi o senhor Júlio Conoradt.

Fonte:SECON(10/Jan/2011)Foto:Mauro Artur Schlieck

domingo, 9 de janeiro de 2011

A DIFERENÇA ENTRE FLORIANÓPOLIS E JOINVILLE

Pelo menos o prefeito Dário Berger, de Florianópolis, deixou claro que nos próximos dias lança a Ordem de Serviço para as obras do viaduto Rita Maria. Disse que não tem mais tempo a perder e que inicialmente vai bancar a obra.

Fonte:www.pauloalceu.com.br(08/01/2011)

sábado, 8 de janeiro de 2011

Dias atrás...

Estava ouvindo um programa de rádio matinal.O radialista deixou uma pergunta no ar para que o ouvinte ligasse.De repente uma sra. telefonou e começou a soltar os cachorros.Na hora o radialista quis cortá-la dizendo que a ligação estava ruim e tal.Moral da história: O radialista queria ver se tinha audiência.Resolveu o problema??? Não,ele só queria a polêmica.Isso que é comunicação social...Eita!!!

E a imprensa!!!


Que moral tem a Imprensa para exigir alguma coisa dos legisladores??? A mesma imprensa que só vive atrás de anunciantes.Quantas coisas erradas acontecem em Joinville e a imprensa passiva esperando "release" dos políticos??? Por que a imprensa de Joinville não faz pelo menos uma mea culpa??? A imprensa é livre???Quando,aonde!!!Foi no tempo do êpa???

Os bastidores do Poder


Para a sociedade que está do outro lado é complicado aceitar que o Poder Legislativo de Joinville contrate uma Locadora de carros para prestar serviços para aquela casa.Com tantas coisas importantes na cidade a serem feitas,gastar com o aluguel de carros chega a ser um deboche.Mas sendo um deboche,mesmo assim o contrato de locação será renovado.Agora pergunto: A sociedade joinvilense está sabendo,a imprensa também.De nada adianta o clamor que vem das ruas.Isso é grave e coloca em risco o papel das instituições representativas e democráticas.Mas existem os acordos de bastidores.Esses acordos nem eu,nem você,nem o radialista ficará sabendo.O povo fica revoltado e com toda razão.Mas foi o povo que colocou essa galera lá.Foi o povo que legitimou através do voto que os vereadores legislassem em causa própria.Será que se eu ou você estivéssemos lá não faríamos a mesma coisa???

SOBRE A MANIFESTAÇÃO

Olha,eu não uso o transporte coletivo,mas não sou contra a manifestação.Sou contra apenas se apelarem para o vandalismo desnecessário.Porém,as pessoas precisam se habituar a mostrar sua indignação em público sim,e não apenas no barzinho,na fila do banco,ou no salão de beleza.Certo quem vai,e se eu soubesse antes teria me unido ao povo.

Solange Baumer

Tebaldi visita escolas


De 2005 até 2010, foram investidos R$ 38 milhões nas escolas estaduais de Joinville e região, segundo o secretário estadual de Educação, Marco Tebaldi. A estimativa agora é de que mais R$ 40 milhões sejam gastos em reformas, ampliações e reconstruções de unidades de ensino. O valor foi revelado ontem pela manhã na visita feita por Tebaldi às escolas estaduais de Joinville.

A Gerência Regional de Educação é responsável por oito cidades da região. São 67 escolas; 43 delas em Joinville. Do total, 35 já foram reformadas ou ampliadas. Tebaldi quer mais. Ontem, ele visitou quatro instituições da cidade para ver de perto quais os tipos de problemas e a prioridade que deve dar para cada uma. “Peguei uma escola de cada ponta da cidade. Problemas, todas têm, mas estamos trabalhando para que boa parte seja solucionada até o início das aulas”, completa. Foram visitadas as escolas Paulo Medeiros, Annes Gualberto, Antônia Alpaídes Cardoso dos Santos e, por último, Maria Amin Ghanem.

Uma das propostas é montar um calendário, um ajuste de conduta, com a Vigilância Sanitária. “A gente não pode fazer tudo ao mesmo tempo. Vamos montar um cronograma e nos responsabilizar com ela. Os alunos não podem ficar sem aula”, afirma o secretário.

Fonte:Jornal A Notícia(08/01/2011)

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Arborização urbana: efeito imediato contra o aquecimento global

Uma das formas mais eficazes e baratas de reduzir os impactos do aquecimento global é plantar mais árvores nas cidades. Isso é especialmente importante nas cidades brasileiras que cresceram sem preocupação com parques e, principalmente, cobertura de árvores ao longo das calçadas. Em São Paulo, a diferença de temperatura entre uma rua arborizada e uma sem árvores no mesmo bairro e na mesma altitude pode chegar a 2,5 graus centígrados.

Quando várias ruas de uma mesma região têm poucas árvores para cobrir o cimento e o asfalto, o efeito se amplifica. Um estudo feito no mês de agosto em Tóquio, no Japão, revelou que, enquanto a temperatura no centro da cidade chegava a 40 graus, os termômetros nos arredores da cidade, em bairros bem arborizados, ficava em 28,5 graus.

Isso sem falar que a copa das árvores recebe as chuvas fortes e retarda a chegada da água no sistema pluvial, reduzindo o impacto das enchentes, que também são previstas no aquecimento global. Ruas arborizadas são mais agradáveis para se andar a pé, reduzindo os deslocamentos por automóveis, que emitem gases geradores do aquecimento global. Fora o alívio estético de uma bairro com árvores. Se algum governo estadual, prefeitura ou empresa planeja uma ação para amenizar as mudanças climáticas agora, pode começar com um programa ambicioso para recuperar nossas florestas urbanas.

Fonte:www.ecolnews.com.br

S.O.S ÁRVORES S.O.S ÁRVORES



Joinville precisa urgentemente de árvores,muitas árvores.Nas ruas,avenidas,casas,escolas e empresas.A Prefeitura,a FUNDEMA,as Universidades,enfim.É preciso ser feita uma grande campanha de arborização na cidade.Pra ontem!!!

Archés - Cursos Temáticos de Férias...Clique sobre a imagem


Archés - Psicologia Clínica

Rua: David Carneiro, 431 - São Francisco Curitiba - PR

3252-2421 / 30168699

arches@arches.psc.br

www.arches.psc.br

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Protestantes no centro da cidade

"Protestantes" fizeram manifestação contra o aumento do transporte coletivo hoje a tarde(noite) no centro de Joinville.O povão olhava "bestializado" para os jovens como quem pensa: O que que essa "galera" quer afinal!!! Bem!!! Pelo jeito esses que criticam os "protestantes" não devem utilizar o transporte "seletivo" de Joinville.

Chuvinha de sempre...incomodação de sempre

Chega o verão é sempre a mesma coisa todo ano,a conhecida chuva do final da tarde em Joinville.Ontem e hoje o centro e a periferia ficaram novamente alagados.Pessoas e veículos circulando dentro da água...É novidade??? Claro que não.Para variar os usuários do transporte coletivo estavam perdidos no centro da cidade sem saber para onde iriam pegar o ônibus.

Ei psit!!! Como é que é?!?!?


Mudanças só se Conurb for comunicada

O diretor de trânsito da Conurb, Eduardo Bartniak Filho, diz que as placas irregulares são trocadas ou ajustadas conforme as reclamações chegam à Prefeitura. Conforme o diretor, a Conurb já tomou providências para ajustar a placa em que Pavesi se machucou.

A instalação das placas é feita por uma empreiteira contratada pela Conurb. Quando algum problema é registrado, a empresa fica encarregada de fazer ajustes sem novos custos aos cofres públicos. “Mas se a instalação tiver sido feita por uma outra empresa, daí temos que ver as medidas legais para resolver o caso sem prejudicar o atual contratado”, explica Eduardo.

Fonte:Jornal A Notícia(05/01/2010)

Meu Deus!!!

Em tempos de contenção de despesa, de parques mal conservados dentro de colégios que matam crianças indefesas, como foi o trágico caso da menina Kelly - em tempos de calçadas cheias de buraco e rio cachoeira fétido.

Em tempos de prédios públicos caindo literalmente, como o caso da biblioteca pública e muito mais.

Leio no AN que a Prefeitura Municipal de Joinville irá gastar R$ 50.000,00 para fazer revistinha de divulgação?

Será que várias entrevistas nas diversas rádios de Joinville não bastaria?

Será que a assessoria de comunicação da PMJ não poderia fazer um

resumo dessas obras e enviar por e-mail (de graça) para os blogs, jornalistas , jornais, formadores de opinião , radialistas, associações de moradores , etc. etc.?

Tem que se jogar fora R$ 50.000,00 ?

O dinheiro público é buraco sem fundo mesmo.

Chora Joinville!!!

Paulo Curvello

Balneário Camboriú

curvell@terra.com.br