.

Colabore com o Feudalismo Atual escrevendo para o e-mail: juliano.bueno1971@gmail.com ou ligue para 99164-7827

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Supermercados com remarcação escandalosa de preços

Internauta envia mensagem para protestar com os supermercados de Florianópolis, que elevaram os preços depois do Natal. Alimentos, enlatados e até eletrodomésticos tiveram remarcação vergonhosa no maior supermercado da Beira Mar Norte. O blog foi conferir e confirmou tudo.

A inflação já ronda 2011. Com esta postura de certos empresários, o governo Dilma terá novos desafios pela frente.

Remarcar produto na prateleira deveria ser caso de polícia.

Fonte:Blog do Moacir Pereira(30/12/2010)

Joinville,um touro apunhalado


A grandeza de Joinville pode ser comparada a de um touro na arena:é forte como o animal mas não sabe a força que tem.Por isso a cidade vive sofrendo sem as obras necessárias...e o pior de tudo,apunhalada por políticos oportunistas.

Isso é ali em Curitiba


As obras no primeiro trecho da Linha Verde Norte começam nos primeiros meses de 2011. A área atingida é de dois mil e trezentos metros e vai da passarela da Universidade Federal do Paraná até o viaduto da avenida Victor Ferreira do Amaral. A licitação desta etapa das obras está em fase de conclusão e antes do trabalho começar haverá uma reunião pública com moradores e comerciantes da região. Não está incluída na obra a trincheira da Victor Ferreira do Amaral, que será realizada em outra etapa do trabalho. No total, na linha Verde Norte é planejada a construção de sete trincheiras e a ampliação de dois viadutos. A extensão completa da obra é de cerca de 18 quilômetros.

Fonte:www.blogdajoice.com

Vejam como a natureza é bela.Eita!!!


Depois de engolir uma ovelha prenhe na vila de Kampung Jabor, a cerca de 200 km de Kuala Lumpur, capital da Malásia, uma cobra de seis metros de comprimento parou para descansar no meio de uma estrada local.O réptil, que pesa cerca de 90kg, estava muito "carregado" para conseguir se mover, o que facilitou sua captura pelo Corpo de Bombeiros.

Fonte:www.corderovirtual.com.br

Chove em Joinville


Talvez chova na virada de ano.O dia 31 de dezembro amanheceu com muita chuva em Joinville.Situação chata para quem planejou ir para a praia.Bom para os que querem apenas descansar.

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

ALERTA PARA O AVC

Recentemente vi uma notícia no jornal que me deixou impressionado: “A CADA 6 SEGUNDOS, MORRE UMA PESSOA DE DERRAME NO MUNDO”. E só para deixar claro, DERRAME é o nome popular de Acidente Vascular Cerebral (AVC), doença que no Brasil mata mais do que AIDS, malária e tuberculose juntas.
O que me deixou mais assustado foi que minha tia neste ultimo domingo (12/12) teve um AVC enquanto tomava banho, sorte dela que minha prima estava em casa e pôde socorrê-la. Ela não morreu, mas ficou hospitalizada. O AVC atinge pessoas de todas as idades, não só os idosos como muitos pensam, e é causado quando o entupimento das artérias cerebrais interrompe ou reduz o fornecimento de sangue para o cérebro, causando lesões temporárias ou permanentes.

Há dois tipos de AVC: ISQUÊMICO – Ocorre quando há um entupimento de uma artéria, mas está não se rompe. HEMORRÁGICO – Ocorre quando o entupimento da artéria gera uma ruptura nela e o sangue é derramado sobre o cérebro. Os danos mais comuns que esses AVCs podem causar são: perda de força muscular, perda de memória, paralisia de um lado do corpo e dificuldade para falar ou andar. Deu pra perceber que as seqüelas são mais ou menos graves, dependendo da veia do cérebro afetada, e do tempo que o paciente levou para ser atendido. Por isso que a pessoa que sofre AVC deve procurar imediatamente um médico neurologista para prescrição de medicamentos apropriados para dissolver os coágulos, no caso de AVC isquêmico, causado por entupimento de vaso, para que o sangue volte a circular normalmente na região cerebral atingida.
A reabilitação de quem sofre AVC importante no tratamento, passado o momento agudo do acidente. Existem várias formas de reabilitação e sua aplicação vai depender do tipo de comprometimento neurológico que a pessoa tiver. Por exemplo, no comprometimento motor, ha intervenções fisioterápicas de várias naturezas. Se o paciente tiver alteração na fala, a Fonoaudióloga pode ser recomendada. Outros tipos de distúrbios neuropsicológicos, por exemplo, distúrbio de atenção, podem ser reabilitados com tratamentos neuropsicológicos.
O AVC é um mal silencioso que gera números assustadores e um exemplo disso é a quantidade de internações registradas pelo SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS) que só em 2009 registrou 169.453 casos. São dados realmente preocupantes e o pior é que na maioria das vezes não podemos fazer nada, no máximo prestar uma rápida assistência para quem passar por isso. Lembro-me até de uma que eu tinha chamada Emily que em 2008 teve um AVC na parada de ônibus e morreu a caminho do hospital! e foi do nada, de manha ela estava boazinha e a noite quando voltava pra casa aconteceu essa fatalidade.O alerta está dado, sei que não faço mais do que uma obrigação em divulgar essas informações, mas o melhor e torcer e rezar para que isso nunca aconteça com nossos parentes e conhecidos.

Fonte:blog-do-pena.blogspot.com

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Clique na imagem e assista!!!

Ninguém é contra


Ninguém é contra a publicidade.O que deve ser criticado é o excesso de propaganda independente do governo ser de esquerda,centro ou direita.Mas de repente,tudo voltou a paz na comunicação joinvilense.

Incrível

O mesmo radialista porta-voz "da verdade" agora defende que a publicidade é necessária para divulgação das obras que estão sendo feitas na cidade.

Quem diria!!!

O prefeito Carlito Merss agora está sendo elogiado por determinados setores da imprensa que antes direcionavam a metralhadora das críticas para o Paço municipal.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

O abuso no preço dos combustíveis


Chega fim de ano é sempre a mesma coisa...o abuso nos preços dos combustíveis é vergonhoso.Os postos se aproveitam da correria para as compras e viagens.Sim,sim!!! A culpa é da entressafra,sempre é assim.

Ainda sobre a inflação

Inflação é o contínuo, persistente e generalizado aumento de preços. Consideramos quatro tipos principais:

A ) Inflação de demanda: refere-se ao excesso de demanda agregada em relação à produção disponível de bens e serviços na economia. É causada pelo crescimento dos meios de pagamento, que não é acompanhado pelo crescimento da produção. Ocorre apenas quando a economia está próxima do pleno-emprego, ou seja, não pode aumentar substancialmente a oferta de bens e serviços a curto prazo.

B ) Inflação de custos: tem suas causas nas condições de oferta de bens e serviços na economia. O nível da demanda permanece o mesmo, mas os custos de certos fatores importantes aumentam, levando à retração da oferta e provocando um aumento dos preços de mercado.

C ) Inflação inercial: é a aquela em que a inflação presente é uma função da inflação passada. Se deve à inércia inflacionária, que é a resistência que os preços de uma economia oferecem às políticas de estabilização que atacam as causa primárias da inflação. Seu grande vilão é a "indexação", que é o reajuste do valor das parcelas de contratos pela inflação do período passado.

D ) Inflação estrutural: a corrente estruturalista supunha que a inflação em países em vias de desenvolvimento é essencialmente causada por pressões de custos, derivados de questões estruturais como a agrícola e a de comércio internacional.


Fonte:www.economiabr.net

O que é a inflação???

Inflação é um conceito econômico que representa o aumento de preços dos produtos num determinado país ou região, durante um período. Num processo inflacionário o poder de compra da moeda cai.

Exemplo: num país com inflação de 10% ao mês, um trabalhador compra cinco quilos de arroz num mês e paga R$ 10,00. No mês seguinte, para comprar a mesma quantidade de arroz, ele necessitará de R$ 11,00. Como o salário deste trabalhador não é reajustado mensalmente, o poder de compra vai diminuindo. Após um ano, o salário deste trabalhador perdeu 120% do valor de compra.

A inflação é muito ruim para a economia de um país. Quem geralmente perde mais são os trabalhadores mais pobres que não conseguem investir o dinheiro em aplicações que lhe garantam a correção inflacionária.

Podemos citar as seguintes causas da inflação:

- Emissão exagerada e descontrolada de dinheiro por parte do governo;

- Demanda por produtos (aumento no consumo) maior do que a capacidade de produção do país;

- Aumento nos custos de produção (máquinas, matéria-prima, mão-de-obra) dos produtos.

No Brasil, existem vários índices que medem a inflação. Os principais são: IGP ou Índice Geral de Preços (calculado pela Fundação Getúlio Vargas), IPC ou Índice de Preços Ao Consumidor (medido pela FIPE - Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), INPC ou Índice Nacional de Preços ao Consumidor (medido pelo IBGE) e IPCA ou Índice de Preços ao Consumidor Amplo (também calculado pelo IBGE).

No ano de 2009, a inflação brasileira foi de 4,31 % (IPCA).


Fonte:suapesquisa.com

domingo, 26 de dezembro de 2010

Um pouco de história

Quem foi Artur???

Ambrosius Aurelianos. Talvez esse seja a verdadeira identidade do rei predestinado por um mago, abençoado ou amaldiçoado por fadas e fiel a Jesus Cristo.

Para entender atributos tão excêntricos, é preciso recuar mais de dois mil anos no tempo e saber que as Ilhas Britânicas já foram muito disputadas por povos de diversas origens.

Quando Júlio César ali chegou, faltavam ainda 56 anos para o nascimento de Cristo. As legiões romanas comandadas por aquele grande general enfrentaram, além do mau tempo, habitantes orgulhosos de suas tradições – os bretões. Duzentos anos antes os bretões, um povo celta, haviam migrado do continente para aquelas ilhas inóspitas, onde se refugiaram do crescente domínio de Roma. Mas a expansão do Império Romano iria alcançá-los também ali.

De qualquer forma, as Ilhas Britânicas eram muito distantes da capital do Império, que, enfraquecido por problemas internos, preocupava-se agora com os povos germânicos que lhes invadiam as fronteiras. A Grã Bretanha ou Britannia, como a chamavam os latinos, foi então esquecida.

Não se pode dizer, entretanto, que os bretões foram deixados em paz. O domínio romano fora também a garantia contra invasores talvez mais inconvenientes. Valendo-se da agonia de Roma, ali desembarcaram hordas germânicas e escandinavas – saxões, anglos, frísios e jutos – numa verdadeira onda migratória que durou até o século VII.

E mais uma vez os bretões foram desapropriados. Empurrados para a Cornualha, para a região do País de Gales e para a Ilha de Eire (nome celta da Irlanda), tiveram poucas chances de resistir.

Alguns valentes, no entanto, levantaram-se contra os invasores. Vortigern, Hengist, Horsa, Port, Cerdic e “o último dos romanos”, Ambrosius Aurelianos, são alguns dos heróis da resistência aos anglos e saxões de que temos notícia. Foram todos derrotados. Mas sua atitude destemida diante de um inimigo muito superior tornou-os legendários.

Dentre todos, destacou-se Ambrosius Aurelianos, talvez descendente de uma família romana aristocrática, que lutou ao lado dos bretões. Seus feitos transmitidos oralmente de geração para geração, tomaram proporções fabulosas, dignas de um deus.

Muito tempo depois, quando a cultura celta passou a ser registrada por escrito, Ambrosius, o personagem histórico, já era mencionado sob o nome de Artor, e referido como entidade divina.

O cristianismo que desde de 312 era a religião oficial do Império Romano, foi introduzido na Inglaterra no século VI. Evangelizados pelos missionários, os bretões, a princípio, não abandonaram suas crenças, e , por algum tempo, os elementos da fé cristã e celta conviveram em seus espíritos.

É dessa forma, por exemplo, que o Caldeirão da Abundância, do deus druída Dagda, deu lugar ao cálice sagrado de Cristo – que têm, ambos, o poder de nutrir com as melhores iguarias e iluminar espiritualmente.

A partir da Idade Média, as versões sobre a origem de Artur apresentam-no como descendente de Constantino I, o soberano que converteu o Império Romano ao cristianismo.

A história de Artur, afinal, é a história de um povo subjugado e incorporado à cultura de civilizações materialmente superiores. Mas os celtas eram poetas e acreditavam na imortalidade da alma. Portanto, eles venceram: Artur sobrevive como um dos mais poéticos personagens da literatura de aventura de todos os tempos.

Fonte:www.cav-templarios.hpg.ig.com.br

sábado, 25 de dezembro de 2010

Provocação


Será que a sociedade precisa em primeiro lugar ser educada??? Ou seria domesticada,hein!!!
A matéria anterior foi retirada do blog ciclismocomopedalegal.blogspot.com,ok!!!

Um bom exemplo de ciclovia

É preciso entender o que é uma ciclovia e qual o seu papel num ambiente sustentável. As ciclovias, devem integrar a bicicleta como meio de transporte.
Qualquer percurso num raio de até 7 km deve ser feito de bicicleta, seja trabalho, lazer, escola, compras pequenas, etc.

CICLOVIA NA ALEMANHA


sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

FEUDALISMO ATUAL DESEJA A TODOS UM GRANDE NATAL!!!


O olho é a lâmpada do corpo. Se teu olho é bom, todo o teu corpo se encherá de luz. Mas se ele é mau, todo teu corpo se encherá de escuridão. Se a luz que há em ti está apagada, imensa é a escuridão.

Jesus Cristo

Natal é Natal...Que todos consigam entender o significado especial desse grande dia.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Antes da série C,por Milton Wendel

Antes de disputar a Cérie C do Brasileirão o JEC tem um compromisso com o campeonato catarinense, que este ano vai ser um dos mais espetaculares de toda a história: dois participantes estão na Série A do brasileirão (Avaí e Figueira), um está na série B (Criciúma) e dois da série C ( Chapecoense e o JEC, inclusive). Tem ainda um participante da Copa do Brasil (o Brusque, de maldita memória) e dois participantes de comunidades muito bem calçadas: Blumenau com o Metropolitano e Itajaí com o Marcílio Dias. Sem falar da corajosa camisa do Imbituba...
Vai ser o maior campeonato catarinense da história.
Na Divisão Especial o meu querido Caxias vai trabalhar para ser o MELHOR participante - e isso implica um grande trabalho.

Ainda sobre a Maria Fumaça

Eu amaria que os trilhos fossem ocupados com passeios de Maria Fumaça,desde que o preço fosse algo acessível,afinal de outra forma acabaria igual o jet bus,impossível para uma família com 5 pessoas.Ficarei na torcida.

Solange Baumer

Sobre a Maria Fumaça

Não sei se a Maria Fumaça ajudaria tanto no desenvolvimento do turismo, mas quem sabe fosse uma boa opção de lazer para os próprios joinvilenses que merecem ser mais valorizados pelo governo estadual e federal.

Rafael C.B

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Dê um livro neste Natal...Clique sobre a imagem


Colaboração:Marcello Dalla Vechia

Será que em 2011...


...Joinville terá a Maria Fumaça para o desenvolvimento do turismo???

FRASE


Cada vez que pensamos que o problema não é nosso, essa atitude é o problema.

Stephen R. Covey, escritor americano.

*Retirado do Blog do Prisco(22/12/2010)



Ponto positivo

A volta do carnaval,
A volta do Caxias F.C,
A reestruturação dos clubes,

O Aeroporto com mais movimento e
O Jec na Série C.

A volta dos clubes tradicionais de Joinville

Há algum tempo esquecidos,os tradicionais clubes de Joinville estão se reestruturando.É o caso do Clube 31 de Julho e agora a Liga de Sociedades.Essas sociedades fazem parte da história da cidade.A 1ª Fenatiro por exemplo foi realizada ali na Liga.

Jec terá apoio de Criciúma

Sim,o Joinville Esporte Clube poderá ter o patrocínio de uma empresa de Criciúma...Que bom né!!!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Não é o suficiente...


...Mas com certeza a Rodovia do Arroz(Estrada Anaburgo) é a obra mais importante do Governo do Estado dentro de Joinville.A nova rodovia está praticamente 100% concluída.Tomara que outras importantes obras sejam iniciadas em nossa cidade.Parabéns a todos que contribuíram para a conclusão dessa importante obra viária.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Pedalando até o trabalho

Vídeo gravado na cidade de Blumenau pelo estadunidense Ben Hilton.
O vídeo conta com a participação do presidente da ABC (Associação Blumenauense Pró-Ciclovias) sr. Eldon Jung e fala sobre bicicletas como meio de transportes para o trabalho.

Também pode ser assistido no Site da ABC:
http://www.abciclovias.com.br/content/view/146/63/

Colaboração:Marcello Dalla Vechia

Policiais destaques da 29.ª Delegacia Regional de Balneário Camboriú e da Sede da DPOL são homenageados pelos serviços prestados à Instituição


Policial Civil que morou e trabalhou em Joinville é premiado em Balneário Camboriú.

O agente da Polícia Civil, Paulo Curvello que já foi chefe da CIRETRAN de Joinville e Delegado em Barra do Sul , recebeu prêmio destaque administrativo.

Balneário Camboriú – Os Policiais Civis da 29.ª Delegacia Regional de Balneário Camboriú , que abrangem as cidades de Balneário Camboriú, Camboriú, Tijucas, Canelinha, Porto Belo, Itapema, Meia-praia e da Sede da Diretoria de Polícia do Litorial (DPOL) que se destacaram na Instituição foram homenageados em uma cerimônia no Clube do Cavalo, em Balneário Camboriú, às 20h, nesta sexta-feira (17).

Os membros da Instituição escolhidos como destaque foram eleitos pelos Policiais de todas as Delegacias da Regional de Balneário Camboriú e pelos Policiais das Sedes das Diretorias (DPOL, Diretoria de Polícia do Interior e Diretoria de Polícia da Grande Florianópolis). Esta eleição é tradição na corporação e refere-se ao destacado desempenho desses servidores durante o ano de 2008 e 2009.

O Troféu Destaque foi entregue para os seguintes Policias escolhidos dentro das categorias:



- Destaques 2009 da 29.ª Delegacia Regional de Balneário Camboriú:

Autoridade Policial: Delegada Magali Nunes Ignácio

Agente Policial na área Operacional: Júlio Manuel Urqueta Gomez
Agente Policial na área Administrativa: Paulo Curvello
Amigo da Polícia Civil: Prefeito de Balneário Camboriú, Edson Renato Dias
Colaborador: Marli Rochembach Silva

Na foto Paulo Curvello, ladeado pelo atual Delegado Geral da Polícia Civil, Dr. Ademir Serafim, pelo Deputado eleito e também delegado Maurício Eskudlark (PSDB) e pelo Prefeito de Balneário Camboriú, Edson Renato Dias.

domingo, 19 de dezembro de 2010

Kennedy Nunes garante recursos para elevados


Rogério Giessel
rogerio@gazetadejoinville.com.br

O deputado estadual Kennedy Nunes (PP), apesar de ter trabalhado intensamente em sua campanha a reeleição, deu provas que 2010 foi um ano bastante produtivo na Assembléia Legislativa de Santa Catarina. Sua mais recente conquista para os joinvilenses veio através de um destaque na emenda 76, que garante no Plano Plurianual (PPA), R$ 7 milhões para a construção de elevados na cidade.

A emenda, que inicialmente não havia sido aprovada pelo relator do orçamento, Marcos Vieira (PSDB), foi reapresentada através de um destaque por Kennedy, ou seja, o deputado pediu para que o assunto fosse votado de forma separada. O parlamentar obteve os 21 votos que necessitava para que a emenda fosse incluída no PPA. Confira a entrevista com Kennedy Nunes.


Depende de projeto

Joinville ainda tem uma cultura de lutar contra os elevados, eu não entendo isso. Percebe-se que em algumas cidades os problemas pontuais em relação ao fluxo do trânsito se definem e resolve através da construção de elevados. E nós, precisamos mudar essa mentalidade de governo que se manteve com o Luiz Henrique e Tebaldi, e agora, se mantém com Carlito Merss. Com essa garantia incluída no PPA, pelo menos Joinville pode pensar em fazer estudos e resolver esses problemas.

A emenda 76 irá para o PPA e basta a prefeitura de Joinville apresentar algum projeto para que o Governo do Estado coloque no orçamento e repasse a verba. Agora, só depende de a prefeitura apresentar o projeto.

Agora é só fazer

Entretanto é bom lembrar que de nada vai adiantar nós conseguirmos essa verba e a prefeitura continuar com o pensamento medíocre de não executar essas obras. Eu sempre defendi os elevados porque sei que resolvem perfeitamente o caos do trânsito. Mas, também acredito em outras soluções como os eixos e anéis viários poderão futuramente ajudar nesse sentido. A verba para a construção de mais elevados agora dependerá da Prefeitura. Eu fiz a minha parte que foi garantir isso no PPA. É uma rubrica especifica para estudos e execução de elevados para Joinville.

Hoje todo mundo observa e sente a falta de elevados em Joinville. Nós temos alguns pontos estrangulados, como por exemplo, no final da rua Dr. João Colin com a avenida Santos Dumont e rua Dona Francisca, naquele local, a construção de um elevado resolveria uma série de problemas. Construir a rotatória da Univille foi um erro, somente um elevado resolveria o engarrafamento. Rotatória serve apenas para organizar o trânsito e não para fazer fluí-lo. Na rotatória da Univille, todo o fluxo de trânsito que vem do Jardim Paraíso, Jardim Sofia e Jardim Kelly, têm que parar quando o trânsito de veículos que trafegam no sentido Centro/Univille se encontra naquele trecho. Nessa condição não existe fluxo.

"Acabou a desculpa"

Essa emenda não necessita de sansão do governador. A emenda prevê R$ 7 milhões e, por exemplo, se o projeto custar R$ 500 mil, nós garantimos o dinheiro para a construção. Isso não poderia ser feito se não estivesse incluído no PPA. Se um elevado custar R$ 9 milhões, o restante é a contrapartida da prefeitura, uma condição que toda obra requer.

Enfim, agora não existe mais a desculpa de a prefeitura, ou do prefeito, em dizer que não existe garantia de verba para construir elevados, porque o governo estadual está fazendo isso.

É bom frisar, que isso é o resultado de um trabalho meu, do Darci de Matos (DEM) e do Nilson Gonçalves (PSDB) na Assembléia. Foi um trabalho em conjunto para melhorar o trânsito em nossa cidade.

O calor e a sujeira no centro de Joinville


Caminhando ontem no centro de Joinville é visível a falta que faz a arborização nas ruas e praças.Não sei quem derrubou aquelas árvores ali da praça Nereu Ramos(aliás,lembrei agora).Um calor intenso e a fuga para os shoppings era a única alternativa.Uma cidade quente por natureza,com asfalto por tudo e sem árvores é um inferno.Outra coisa,como o terminal central de ônibus e o seu entorno estão abandonados.Sujeira de bala,jornais velhos,latinhas jogadas pelo chão.O que que está acontecendo??? Ou será que estão se acostumando com a sujeira???

sábado, 18 de dezembro de 2010

Univille e Acafe

O sistema ACAFE é engraçado. Quando as suas unidades funcionam bem e chegam a dar lucro, ninguém fala em ser do Estado ou da União. Quando as contas não fecham, e não sei por que não fecham, aí chamam o Estado e a União para salvar.

Roberto Ubertino Rosso Jr.

Ditabranda: Folha de São Paulo se livra de indenizar leitor

A 6ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo negou pedido de indenização do professor de Direito e advogado Fábio Konder Comparato contra o jornal Folha de S.Paulo. O advogado se indignou com o editorial “Limites a Chávez”, que dizia que a ditadura no Brasil foi uma “ditabranda”, e atacou o jornal. Em resposta, a Folha
também criticou Comparato.


“De joelhos”

Em carta publicada no Painel dos Leitores, o advogado dizia que o editorial era “vergonhoso” e o autor e o revisor do texto, publicado em 17 de fevereiro de 2009, “deveriam ser condenados a ficar de joelhos em praça pública e pedir perdão ao povo brasileiro”.

“Democrata de fachada”

Após a crítica, a Folha respondeu com uma nota da Redação, alegando que respeitava a opinião dos leitores, mas que Comparato não expressava repúdio a ditaduras de esquerda e por isso sua “indignação” era “cínica e mentirosa”. Em outros artigos, o veículo afirmou que o advogado era um “democrata de fachada”.

Ofendido com a acusação de cinismo e mentira, o advogado entrou na Justiça pedindo indenização por danos morais. Para Comparato, o jornal deveria ter acionado a Justiça e não usado o jornal para fazer acusações.

Justiça diz que troca de ofensas foi proporcional

Para a juíza Alessandra Laskowski, da 21ª Vara Cível de São Paulo, embora a Folha tenha usado termos pejorativos para responder o leitor, foi o advogado que deu início às agressões pessoais, ao discordar do editorial.

"É evidente o excesso do autor ao expressar sua discordância com o conteúdo do editorial. O autor não respeitou a liberdade de pensamento, sendo que em sua carta resposta não se limitou a expressar sua opinião sobre a ditadura, mas também apresentou sugestão de humilhação ao réu.

O desembargador Paulo Alcides Amaral Salles defendeu que a reação da Folha à crítica do advogado foi proporcional, por este motivo não há motivos para indenização.

Na época, o polêmico editorial foi fortemente criticado, tanto que um grupo de cerca de 300 pessoas chegou a fazer protesto em frente à sede do jornal.

Comunique-se

Colaboração: Rogério Giessel,responsável pelo blog
Joinville como ela é



Concordo em parte com o Dalla Vechia

Concordo em parte com o que escreveu o Marcello Dalla Vechia.Só discordo da ciclo-faixa naquela via,como também na Otto Boehm.Valorizar a utilização da bicicleta como meio de transporte com certeza deve ser prioridade da Prefeitura de Joinville.Mas existem outros locais da cidade mais importantes para a instalação desse tipo de equipamento.A nova calçada do Batalhão ficou muito bacana e a população apoiou essa melhoria por parte do Poder Público e da iniciativa privada.Mas forçar a instalação de uma ciclo-faixa ali junto a nova calçada é o que não concordo Marcello.

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Salve!

Parabenizo a Prefeitura Municipal pela implantação da ciclo-faixa e reforma da calçada em torno no Batalhão. Discordo com quem reclama, querendo os espaços públicos para uso exclusivo dos carros. O que queremos para nossa cidade? Qualidade de vida. Isso não combina com o uso de espaços públicos, cada vez mais escassos, destinados para áreas de estacionamento e circulação de veículos. Convenhamos: a maior parte de nossa cidade está destinada ao uso dos veículos automotores. O discurso de não poder usar outras modalidades de transporte também não convence. Neste último bimestre entraram em circulação no município de Joinville por volta de 3000 veículos novos. Não há espaço para tanto automóvel!!!! Detalhe, quem não tem carro, por falta de dinheiro ou por não querer utilizar este meio de transporte, está excluído em nossa sociedade. A grande maioria (82%), os jovens estudantes, empregados do comercio e industria entre outros não utiliza o automóvel e sim o transporte coletivo, a bicicleta (corresponde a 14% dos deslocamentos em Joinville) e o deslocamento a pé no seu dia-a-dia.
Vamos refletir e pensar de uma forma mais concreta e sustentável.

Marcello Dalla Vechia


Sem comentários

Estreitar ainda mais a rua Duque de Caxias em frente ao Batalhão não pode ser considerada uma boa idéia.A ciclo-faixa naquele local só difilculta ainda mais o complicado trânsito do centro de Joinville.Se a prefeitura não tem solução para melhorar,pelo menos não deveria piorar o tráfego naquela via.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

A vida do Apóstolo Paulo de Tarso

Era inicialmente chamado de Saulo, nascido na cidade de Tarso, capital da província romana da Cilícia, fabricante de tendas. Depois de Jesus, é considerado a figura mais importante do cristianismo.
Era um judeu da Diáspora (Dispersão), de uma importante e rica família. Começou a receber aos 14 anos a formação rabínica, sendo criado de uma forma rígida no cumprimento das rigorosas normas dos fariseus, classe religiosa dominante daquela época, e ensinado a ter o orgulho racial tão peculiar aos judeus da antiguidade.
Quando se mudou para Jerusalém, para se tornar um dos principais dos sacerdotes do Templo de Salomão, deparou-se com uma seita iniciante que tinha nascido dentro do judaísmo, mas que era contrária aos principais ensinos farisaicos.
Dentro da extrema honestidade para com a sua fé e sentindo-se profundamente ofendido com esta seita, que se chamava cristã, começou a persegui-la, culminando com a morte de Estêvão, diácono grego e grande pregador cristão, que foi o primeiro mártir do cristianismo.
No ano de 32 D.C., dois anos após a crucificação de Jesus, Saulo viajou para Damasco atrás de seguidores do cristianismo, principalmente de um, que se chamava Barnabé. Na entrada desta cidade, teve uma visão de Jesus, que em espírito lhe perguntava: "Saulo, Saulo, por que me persegues?". Ficou cego imediatamente. Foi então levado para a cidade. Depois de alguns dias, um discípulo de Jesus, chamado Ananias, foi incumbido de curá-lo. Após voltar a enxergar, converteu-se ao cristianismo, mudando o seu nome para Paulo.
Paulo, a partir de então, se tornaria o "Apóstolo dos Gentios", ou seja, aquele enviado para disseminar o Evangelho para o povo não judeu.
Em 34 D.C., foi a Jerusalém, levado por Barnabé, para se encontrar com Pedro e Tiago, líderes da principal comunidade cristã até então.
Durante 16 anos , após sua conversão, ele pregou no vale do Jordão, na Síria e na Cilícia. Foi especialmente perseguido pelos judeus, que o consideravam um grande traidor.
Fez quatro grandes viagens missionárias: 1ª Viagem (46-48 D.C.), 2ª Viagem (49-52 D.C.), 3ª Viagem (53-57 D.C.), 4ª Viagem (59-62 D.C.), sendo que na última foi à Roma como prisioneiro, para ser julgado, e nunca mais retornou para a Judéia.
Certamente escreveu inúmeras cartas, mas somente 14 destas chegaram até nós que são as famosas Epístolas Paulinas.

Fonte:www.espiritismo.org

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Darci de Matos apoia estatização da Univille


Univille estatal

Darci de Matos (DEM) diz que a tese da estatização da Univille, citada pelo reitor Paulo Ivo Koehntopp, é um reconhecimento a uma ideia levantada por ele, Darci, desde os anos 80. “Setores da própria universidade e do PT me criticaram por causa da federalização, que agora reaparece com outro nome”, diz o deputado.

Fonte:Jefferson Saavedra,Jornal A Notícia(14/12/2010)



Entrevista Coletiva - Sindicato dos Mecânicos - Crise Busscar

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Entrevista Coletiva – Crise Busscar – Sentença Judicial

quarta-feira, 15 de dezembro, 14 horas, no Sindicato dos Mecânicos

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias e Oficinas Mecânicas de Joinville e Região convoca entrevista coletiva para amanhã, quarta-feira (15/12), às 14 horas na sede central da entidade localizada na rua Luiz Niemeyer, 184 – Centro de Joinville (SC) – para falar das últimas notícias referentes à crise da Busscar, especialmente sobre a sentença da 4ª. Vara do Trabalho de Joinville que condena a empresa a pagar salários atrasados e não mais atrasar as próximas folhas de pagamento.

Como se trata de um caso único na história recente da economia local, catarinense e nacional, e que envolve milhares de pessoas, suas famílias, terceirizados e outros, afetando toda a cadeia produtiva e o futuro profissional de inúmeros profissionais, o Sindicato entende ser necessário dar essas últimas notícias e esclarecer os procedimentos a serem tomados a partir desta decisão. A entidade encerra atividades este ano no dia 22 de dezembro e só retorna as atividades no dia 10 de janeiro de 2011.

Para melhor atender os colegas da imprensa em geral, solicitamos o retorno deste email para confirmação da presença na coletiva.

Contamos mais uma vez com o apoio de todos.

Atenciosamente,

Sindicato dos Mecânicos de Joinville e Região

Site: www.sindmecanicos.org.br

Salvador Neto – Jornalista (MTb/SC 2535 JP)

Cel.: 47 – 8859.2204 - Convencional (47) 3027.1183

Emails: salvador_neto2@terra.com.br e imprensa@salvadorneto.com.br

MSN: salvadorneto9@hotmail.com

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Copa de 2014 favorece Aeroporto de Joinville


Como Curitiba será uma das sedes da próxima Copa do Mundo e como consequência terá um grande aumento de passageiros em seu aeroporto no período dos jogos, o aeroporto de Joinville será utilizado como segunda opção para quem quiser dirigir-se a capital paranaense.Não acreditam??? Esperem então chegar a Copa e vocês verão que o aeroporto daqui será super importante para justamente não sobrecarregar o aeroporto Afonso Pena em 2014.Com os investimentos que a Infraero e a Prefeitura farão agora, o aeroporto de Joinville será mais seguro além de ser estratégico.

Chuvas de verão em Joinville


Não é novidade pra ninguém.Todo verão é a mesma coisa.Chove pra caramba em Joinville.Isso significa prejuízo para os moradores e poder público.

Mensagem do amigo Salvador Neto

domingo, 12 de dezembro de 2010

Dias 18 e 19/12: O Consumo Consciente e a Mídia - EM FLORIANÓPOLIS

CURSO com certificação:

O Consumo Consciente e a Mídia


"Nossa visão de mundo e os modos usuais de usurpação da verdade por intermédio da mídia"

Foto Neuza Arbocz.JPG

"Vamos olhar para as mídias que nos cercam; perceber como elas influenciam nossa visão de mundo e a forma com que atuamos nele.

Vamos explorar como se ancoram sentimentos e pensamentos limitadores e estereotipados e praticar jogos e vivências para libertar nossa percepção e aprimorar nossa capacidade de escolha, abrindo espaço para construirmos a realidade que desejamos."


Docente: NEUZA ÁRBOCZ

Jornalista e Educadora Ambiental, com foco na Sustentabilidade
e Cultura de Paz.
Pós-graduada em Ciências da Comunicação e especializada em Design Sustentável pela Gaia Education - Unitar/ONU. Formada em Ensino Vivencial, pelo Instituto Romã – Sharing Nature.
Ministra cursos de Como Ser Sustentável, TransformAção para um Novo Mundo, Leitura Crítica da Mídia & Comunicação Efetiva e a oficina Ecovilas: Novo Paradigma para uma Vida Sustentável.
Coordenou o setor de Educação Ambiental do Núcleo Sul, da Secretaria do Verde e Meio Ambiente de São Paulo (SVMA) e integrou a CAV - Comissão de Avaliação do FEMA - Fundo Municipal do Meio Ambiente. Compõe a coordenação do curso Gaia Jovem; é palestrante do curso de Capacitação para Agenda 21, da SVMA-SP e editora responsável pela comunidadeBancodoPlaneta.com.br.

Data: 18 e 19 de dezembro de 2010

Investimento: R$ 350,00

Inscrições: 48- 9933-5833 ou elianapress@gmail.com

VAGAS LIMITADAS - RESERVE A SUA.


www.atitudeinstituto.com.br


Eliana Press

Diretora Pedagógica

http://www.atitudeinstituto.com.br

48 9933-5833 / 3204-8038

Florianópolis – SC – Brasil

sábado, 11 de dezembro de 2010

Merece o apoio da comunidade


Esse projeto do reitor Paulo Ivo Koehntopp é viável e merece o apoio de toda comunidade joinvilense.Muitas instituições de ensino superior foram estatizadas no Brasil nos últimos anos.A Univille não tem condições de manter-se sozinha.Mas precisamos cobrar dos nossos políticos para que não seja apenas mais um projeto para inglês...ou melhor,joinvilense ver.

REITOR QUER ESTATIZAÇÃO DA UNIVILLE

Parte da entrevista com o reitor Paulo Ivo Koehntopp que está publicada no Jornal A Notícia de hoje.

Estatização

O projeto de estatização da Univille continua, sim. Há estudos em andamento com a UFSC e uma comissão da Câmara de Vereadores de Joinville deve analisar o assunto. Esta é nossa prioridade número dois para 2011: definir o encaminhamento para a estatização. É um projeto viável. E só depende de vontade política. Pode ser implantado rapidamente. A UFSC já está instalada dentro da Univille e poderemos instalar o ensino federal em Joinville com baixo custo.



Movimento

Isso é possível se o ministro da Educação sentar com o prefeito Carlito Merss e baterem o martelo. Depende de acordo entre os nossos governantes. Para resolver a questão envolvendo o quadro de pessoal contratado pela Univille pelo sistema celetista, será necessário a publicação de um edital da União, específico para a região. E o aluno passaria a ser aluno de instituição federalizada. Vamos liderar um movimento popular e da sociedade de Joinville com a finalidade de debater a possível estatização da universidade. Vamos chamar publicamente a comunidade para esta discussão aberta no próximo ano.

Fonte:Jornal A Notícia,Coluna do Claudio Loetz(11/12/2010)

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Jaraguá do Sul e Guaramirim...


...Querendo o VLT...e aqui em Joinville continuamos dando milho aos pombos...É maravilhôôôso!!!

Jaraguá do Sul e Guaramirim unidas pelo VLT


VLT mais perto de Joinville


O anuncio que Jaraguá do Sul e Guaramirim estarão unidas pelo VLT, traz cada vez mais perto o VLT de Joinville http://tinyurl.com/338nzmu

Também as cidades de Crato e Juazeiro no Ceará contam com o serviço do VLT, neste caso desenvolvido com tecnologia nacional http://tinyurl.com/35xqz4j

Enquanto isto em Joinville…

Fonte:Jordi Castan,publicado em comentariosdejoinville.blogspot.com(10/12/2010)

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Secretaria da Educação continua com Joinville

Joinville tem tradição de emplacar o secretário da educação de Santa Catarina.Foi assim com Moacir Thomazi no primeiro Governo de Espiridião Amin,com Paulo Bauer na administração de Wilson Kleinubing e de Luiz Henrique da Silveira e agora com Marco Tebaldi no governo de Raimundo Colombo.

Grande notícia

O Curvello tem toda razão.Parabéns ao Joinville Esporte Clube...Agora sim a imprensa pode divulgar de fato a grande notícia do ano para os jequeanos.

Joinville Esporte Clube

Efusivos parabéns a diretoria do JEC e a todos os torcedores, por terem assegurada a participação na série C do Campeonato Brasileiro do ano que vem.
Já não era sem tempo de alguma coisa dar certo para o JEC.
Um time com tantas glórias e uma torcida apaixonada, não merecia aquele final trágico.
Agora é hora dos torcedores repetirem a lotação na Arena , incentivar os jogadores e cobrar da diretoria reforços.
Esse sem dúvida foi um grande presente de Natal para os "jequeanos".
Parabéns JEC.
Paulo Curvello
Balneário Camboriú

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Fiquem ligado

Os grandes clubes do Rio de Janeiro e São Paulo querem acabar com os campeonatos regionais.Isso é golpe!!! Fiquem ligados clubes considerados pequenos,principalmente aqueles que não possuem calendário nacional.

Desrespeito ao ciclista

Nem me lembre...ando muito de bike não por esporte,mas no dia a dia indo e vindo e dois olhos são poucos frente ao desrespeito e a insegurança de nossas ruas.Isso que eu ainda sou uma daquelas pessoas que atravessa na faixa,com sinal verde pra mim,etc.Ainda assim...está difícil...

Solange Baumer

Segurança para o ciclista

Joinville é a cidade das flores e não têm flores espalhadas pela cidade, cidade das bicicletas e não temos um Museu da Bicicleta e nem segurança.
Pedalo somente domingo com minha família, tenho medo de pedalar durante a semana pois é arriscar a vida. Quando será que o povo será respeitado nos seus direitos. Será que vamos precisar de décadas para mudar ???

Mariza Schiochet


segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Pensamento

Ninguém pode nem deve apagar o passado apenas porque ele não se ajusta ao presente

A bicicleta só será viável...


...Aqui em Joinville quando realmente houver segurança e não improvisos...É muito bonito falar que pedalar faz bem a saúde...Agora pergunto:Que saúde terá um ciclista que é atropelado por não existir a segurança de uma ciclovia??? Joinville contenta-se apenas em ser a cidade das idéias e das boas intenções.

Caxias está classificado na Havan/Sc Cup

Com uma campanha exemplar, o Caxias de Joinville é o primeiro time classificado para as quartas-de-final da Havan/Sc Cup. Neste domingo, dia 05, o time catarinense venceu o Flamengo por 3 x 1. Na rodada anterior, o Gualicho havia goleado o Gama por 8 x 0. Na primeira rodada, bateu os meninos da Vila, o Santos, por 3 x 1. Na próxima terça-feira, dia 07, o Caxias apenas cumpre tabela diante do Cuiabá, no Ernestao.

Colaboração:Milton Wendel

Manipulação midiática 2ª parte

5. Dirigir-se ao público como se fossem menores de idade. A maior parte da publicidade dirigida ao grande público utiliza discursos, argumentos, personagens e entonação particularmente infantis, muitas vezes próximos à debilidade mental, como se o espectador fosse uma pessoa menor de idade ou portador de distúrbios mentais. Quanto mais tentem enganar o espectador, mais tendem a adotar um tom infantilizante. Por quê? “Aí alguém se dirige a uma pessoa como se ela tivesse 12 anos ou menos, em razão da sugestionabilidade, então, provavelmente, ela terá uma resposta ou ração também desprovida de um sentido crítico (ver “Armas silenciosas para guerras tranqüilas”)”.

6. Utilizar o aspecto emocional mais do que a reflexão. Fazer uso do aspecto emocional é uma técnica clássica para causar um curto circuito na análise racional e, finalmente, ao sentido crítico dos indivíduos. Por outro lado, a utilização do registro emocional permite abrir a porta de acesso ao inconsciente para implantar ou enxertar idéias, desejos, medos e temores, compulsões ou induzir comportamentos…

7. Manter o público na ignorância e na mediocridade. Fazer com que o público seja incapaz de compreender as tecnologias e os métodos utilizados para seu controle e sua escravidão. “A qualidade da educação dada às classes sociais menos favorecidas deve ser a mais pobre e medíocre possível, de forma que a distância da ignorância que planeja entre as classes menos favorecidas e as classes mais favorecidas seja e permaneça impossível de alcançar (ver “Armas silenciosas para guerras tranqüilas”).

8. Estimular o público a ser complacente com a mediocridade. Levar o público a crer que é moda o fato de ser estúpido, vulgar e inculto.

9. Reforçar a autoculpabilidade. Fazer as pessoas acreditarem que são culpadas por sua própria desgraça, devido à pouca inteligência, por falta de capacidade ou de esforços. Assim, em vez de rebelar-se contra o sistema econômico, o indivíduo se autodesvalida e se culpa, o que gera um estado depressivo, cujo um dos efeitos é a inibição de sua ação. E sem ação, não há revolução!

10. Conhecer os indivíduos melhor do que eles mesmos se conhecem. No transcurso dos últimos 50 anos, os avanços acelerados da ciência gerou uma brecha crescente entre os conhecimentos do público e os possuídos e utilizados pelas elites dominantes. Graças à biologia, à neurobiologia e à psicologia aplicada, o “sistema” tem desfrutado de um conhecimento e avançado do ser humano, tanto no aspecto físico quanto no psicológico. O sistema conseguiu conhecer melhor o indivíduo comum do que ele a si mesmo. Isso significa que, na maioria dos casos, o sistema exerce um controle maior e um grande poder sobre os indivíduos, maior do que o dos indivíduos sobre si mesmos.

(*) Noam Chomsky é linguista, filósofo e ativista político estadunidense. Professor de Linguística no Instituto de Tecnologia de Massachusetts

As 10 estratégias de manipulação midiática, por Noam Chomsky*

1. A estratégia da distração. O elemento primordial do controle social é a estratégia da distração, que consiste em desviar a atenção do público dos problemas importantes e das mudanças decididas pelas elites políticas e econômicas, mediante a técnica do dilúvio ou inundação de contínuas distrações e de informações insignificantes. A estratégia da distração é igualmente indispensável para impedir que o público se interesse pelos conhecimentos essenciais, na área da ciência, da economia, da psicologia, da neurobiologia e da cibernética. “Manter a atenção do público distraída, longe dos verdadeiros problemas sociais, cativada por temas sem importância real. Manter o público ocupado, ocupado, ocupado; sem nenhum tempo para pensar; de volta à granja com outros animais (citação do texto “Armas silenciosas para guerras tranquilas”).

2. Criar problemas e depois oferecer soluções. Esse método também é denominado “problema-ração-solução”. Cria-se um problema, uma “situação” previsa para causar certa reação no público a fim de que este seja o mandante das medidas que desejam sejam aceitas. Por exemplo: deixar que se desenvolva ou intensifique a violência urbana, ou organizar atentados sangrentos, a fim de que o público seja o demandante de leis de segurança e políticas em prejuízo da liberdade. Ou também: criar uma crise econômica para forçar a aceitação, como um mal menor, do retrocesso dos direitos sociais e o desmantelamento dos serviços púbicos.

3. A estratégia da gradualidade. Para fazer com que uma medida inaceitável passe a ser aceita basta aplicá-la gradualmente, a conta-gotas, por anos consecutivos. Dessa maneira, condições socioeconômicas radicalmente novas (neoliberalismo) foram impostas durante as décadas de 1980 e 1990. Estado mínimo, privatizações, precariedade, flexibilidade, desemprego em massa, salários que já não asseguram ingressos decentes, tantas mudanças que teriam provocado uma revolução se tivessem sido aplicadas de uma só vez.

4. A estratégia de diferir. Outra maneira de forçar a aceitação de uma decisão impopular é a de apresentá-la como “dolorosa e desnecessária”, obtendo a aceitação pública, no momento, para uma aplicação futura. É mais fácil aceitar um sacrifício futuro do que um sacrifício imediato. Primeiro, porque o esforço não é empregado imediatamente. Logo, porque o público, a massa tem sempre a tendência a esperar ingenuamente que “tudo irá melhorar amanhã” e que o sacrifício exigido poderá ser evitado. Isso dá mais tempo ao público para acostumar-se à idéia de mudança e de aceitá-la com resignação quando chegue o momento.

Continua...

domingo, 5 de dezembro de 2010

Pedindo esmola

Não posso acreditar que aquela famosa escola de dança esteja pedindo esmola para manter-se aberta...Uma hora isso com certeza iria acontecer.Dinheiro para manter escola pública já não existe,imagine para pagar a franquia de uma escola de balé.

Que interessante


É bom pra estacionar...

Quem afundou o Jec???

Quem afundou o Jec infelizmente foi a administração Mauro Bartoli em 2004.A imprensa naquele ano avisou várias vezes o então presidente Bartoli da crítica situação do clube naquela Série B.Tinha tempo do Jec evitar um desastroso rebaixamento.Até hoje o clube sente as consequências daquele triste 2004.Os anos estão passando e hoje nem sequer na Série D estamos.

Vôo da galinha

Em 1991 o Criciúma conquista a Copa do Brasil e em 1998 o Avaí conquista a desprezada Série C...Só nos anos 2000 e 2001 o Jec consegue novamente um bi-campeonato.O sonho de um grande clube duraria pouco tempo.

Quem afundou o Jec???


A história do Jec é rica em conquistas e derrotas...Desde sua fundação em 1976 até 1987 o tricolor de Joinville era invejado por sua trajetória de vitórias.Com o apoio da empresa Tigre e do carnê JecOuro o clube conseguiu ser o mais vitorioso do estado no futebol profissional.Com a saída da Tigre e o fim do JecOuro as coisas mudaram.O clube conseguiu apenas sobreviver as duras penas com a ajuda de alguns abnegados.A década de 90 apesar do clube não conquistar nada dentro de campo foi importantíssima para o Jec manter-se vivo como instituição.Todo o apoio que o clube teve durante os anos 70 e 80 desapareceu nos últimos anos do século XX.O clube disputava as competições mas não conquistava títulos.Pelo menos tinha calendário pois disputava o campeonato estadual e a Série B.Em 1999 conversando com o radialista Wilson França ele declarou:"Agora que estamos criando uma mentalidade de por exemplo valorizar a Série B,se não cair já é lucro".Naquele tempo a torcida jequeana almejava disputar a Série A não se conformando em disputar uma divisão inferior.O Jec era competitivo e sonhava com um espaço na elite do futebol brasileiro em curto prazo.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Ponto de ônibus em Joinville


Joinville é uma das cidades brasileiras que mais chove...E ainda existe ponto de ônibus na cidade que não tem sequer um abrigo...É só gente entrando no ônibus toda molhada.

De 1987 a 2010...


...Ou seja,em 23 anos,o Jec conquistou apenas 3 títulos...É muito pouco.

De 1976 a 1986...


...Ou seja, em 10 anos,o Jec conquistou 9 títulos.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Graças aos caranguejos


Não sei se existem registros deste caso. Mas dizem que alguns meses depois da fundação de "Schroedersort", a Colônia Dona Francisca que mais tarde viria a se chamar Joinville, os cento e poucos colonos acampados na confluência do rio Matias com o Cachoeira, no atual espelho d'água, estavam desanimados e surgiu um movimento que queria ir embora para Curitiba ou Porto Alegre.
O proprietário das terras entre o atual Jarivatuba e as planícies de Araquari era um tal de Coronel Vieira, homem letrado que publicava artigos no "Jornal do Commércio" do Rio de Janeiro e que era grande entusiasta da colônia dos alemães. Ao ficar sabendo da possibilidade de os colonos irem embora, ele mandou seus empregados pegarem algumas dúzias de caranguejo, providenciou tomate, cebola e alguns temperos. No início da noite ele apareceu no acampamento e ofereceu uma caranguejada.
Depois de comerem a caranguejada, os colonos nunca mais falaram em ir embora.

Milton Wendel

Papai Noel feliz!!!,por Milton Wendel

ÔÔÔ

O GUALICHO VOLTÔÔÔ

O GUALICHO VOLTÔÔÔ

O GUALICHO VOLTÔÔÔ

Ô Ô!!!

Derrubaram o Reino...

Sim,derrubaram o prédio onde ficava o Reino dos Brinquedos ali na rua XV de Novembro...Infelizmente é mais um pedacinho da história de Joinville que desaparece.