.

Colabore com o Feudalismo Atual escrevendo para o e-mail: juliano.bueno1971@gmail.com

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Pode ser besteira...


...Mas alguma coisa está me dizendo que teremos boas surpresas domingo em Florianópolis.

Os 300 de Esparta ou os 11 do Jec!!!


Quem sabe... 11 contra 11 ,é bem mais fácil.

Jequeanos de parabéns


A torcida jequeana demonstrou o grande amor que sente pelo clube acompanhando o treino hoje a tarde na Arena...Nota 10 para a torcida que sempre está ao lado do tricolor.

A situação é grave

Os pais não percebem a mudança do comportamento nos filhos...Muitos acham que isso é normal entre os jovens...Mas os pais esquecem de um pequeno detalhe: a interferência das mídias(principalmente a internet) na atual juventude.A internet mudou os hábitos desta atual geração para pior.A família e as autoridades competentes precisam saber disso...A escola já sente essa mudança de comportamento faz algum tempo...Infelizmente,a sociedade deu as costas para o alerta vindo das escolas(principalmente da escola pública).

ISOLADOS DO MUNDO

É como se de repente a vida real perdesse todos os seus atrativos: adolescentes passam meses sem sair do quarto, dedicando-se a personagens de histórias em quadrinhos ou desenhos animados e rejeitam qualquer relação com o mundo exterior. Há alguns anos a mídia ocidental fala de estranhos comportamentos cada vez mais difusos entre os jovens japoneses, freqüentemente apresentando-os como exemplos de desvios exóticos. Estudos recentes sugerem, porém, que esse fenômeno não é exclusividade dos orientais.

Um desses exemplos extremos é Simon, 24 anos, que vive em Omã, país que faz fronteira com a Arábia Saudita. Há cinco anos ele não sai do quarto. A mãe deixa comida do lado de fora da porta, que está sempre trancada. Durante o dia Simon dorme e à noite assiste à TV ou joga videogame. Alguns psiquiatras diagnosticaram depressão e outros, esquizofrenia, mas o jovem não aceita os medicamentos que lhe foram prescritos. Não se considera doente – quer simplesmente ficar só. Desesperados, os pais buscaram até ajuda espiritual, sem sucesso. Segundo o psiquiatra Samir al-Adawi, da Universidade Sultan-Qaboos, em Maskat, trata-se da síndrome hikikomori, identificada originalmente no Japão.

ISOLADOS DO MUNDO

Em japonês hikikomori significa “isolar-se” e é um termo usado para indicar tanto o transtorno, quanto o sujeito. O Ministério da Saúde do Japão classifica como hikikomori um rapaz ou uma garota que não sai de casa – em momento algum - por pelo menos seis meses. O problema já ganhou proporções epidêmicas. Estima-se que cerca de 20% dos rapazes japoneses seja hikikomori, o que já preocupa as autoridades de saúde. Segundo o psicólogo Tamaki Saito, da Universidade de Tóquio, até 1,2 milhão de jovens vivem isolados em suas próprias casas – 25% deles há mais de cinco anos e 8% há mais de dez.

Os hikikomori não costumam procurar ajuda. As famílias japonesas freqüentemente consideram a reclusão do filho uma vergonha e não falam sobre isso, na esperança de que o problema se resolva, de alguma maneira, por si só. O primeiro levantamento japonês sobre a síndrome, realizado em 2001, identificou mais de seis mil casos, sendo que 40% dos jovens afetados tinham entre 16 e 25 anos, e um quinto, entre 25 e 30 anos. O estilo de vida desses adolescentes eremitas é característico: a maior parte do tempo ficam reclusos, dormem de dia e passam a noite em frente ao computador ou à televisão, quase sempre são obcecados por videogames, por meio dos quais constróem uma realidade alternativa.Não cultivam relações sociais que não sejam mediadas pela internet.

Fonte:www2.uol.com.br

Geração MANGÁ

O fenômeno surgiu no Japão, mas já se espalhou pelo Ocidente. Obcecados por quadrinhos, desenhos animados e games, uma legião de adolescentes inventa um mundo de fantasias que, em alguns casos, pode se tornar patológico

Depressão

Cresce o índice de suicídios entre jovens japoneses


Em 2008, o número pessoas com menos de 30 anos que se suicidaram no Japão chegou a 4.850, 1,7% a mais que no ano anterior.

Apenas os suicídios entre jovens tiveram alta em relação ao ano anterior. Os casos de suicídio entre menores de 20 anos subiram 11,5%, para 611 casos.

No total, 32.249 pessoas se mataram no Japão no ano passado, o que representa uma queda de 2,6% em relação ao ano anterior.

Fonte:opiniaoenoticia.com.br

Jovens japoneses + celular = macacos

Um professor do Instituto de Pesquisas sobre Primatas da Universidade de Kyoto, no Japão, acusa os adolescentes daquele país de se comportarem como verdadeiros macacos. E isso por causa do excessivo uso de seus celulares.

Segundo ele, os jovens não sabem mais discernir o espaço público do privado na hora de utilizar os aparelhos, não se alimentam adequadamente, perdem o contato com seus familiares e só andam em grupos, falando em seus telefones ininterruptamente e enviando mensagens. Para o pesquisador, tal comportamento se assemelha muito ao dos chimpanzés. Ele diz ainda que, em parte, a culpa de tudo isso é dos pais, que não limitam o uso dos telefones, pois preferem a comodidade de localizar seus filhos a qualquer hora do dia a conversar com eles com mais freqüência.

E aqui cabe a pergunta: o que Charles Darwin diria de tudo isso?

Fonte:msn.techguru.com.br

"Trabalhadores do Brasil"



A imagem é de Getúlio Vargas,o primeiro presidente a reconhecer a importância dos trabalhadores para o país.

O vereador Maurício Peixer convida

Dia do pedal!!!Clique na imagem para visualizar melhor,ok!!!

Boa noite...e aproveitem a leitura

DO MUNDO VIRTUAL AO ESPIRITUAL

Frei Betto

Ao viajar pelo Oriente, mantive contatos com monges do Tibete, da Mongólia, do Japão e da China. Eram homens serenos, comedidos, recolhidos em paz em seus mantos cor de açafrão.

Outro dia, eu observava o movimento do aeroporto de São Paulo: a sala de espera cheia de executivos com telefones celulares, preocupados, ansiosos, geralmente comendo mais do que deviam. Com certeza, já haviam tomado café da manhã em casa, mas como a companhia aérea oferecia um outro café, todos comiam vorazmente.

Aquilo me fez refletir: “Qual dos dois modelos produz felicidade?” Encontrei Daniela, 10 anos, no elevador, às nove da manhã, e perguntei: “Não foi à aula?” Ela respondeu: “Não, tenho aula à tarde”. Comemorei: “Que bom, então de manhã você pode brincar, dormir até mais tarde”. “Não”, retrucou ela, “tenho tanta coisa de manhã...” “Que tanta coisa?”, perguntei. “Aulas de inglês, de balé, de pintura, piscina”, e começou a elencar seu programa de garota robotizada.

Fiquei pensando: “Que pena, a Daniela não disse”: “Tenho aula de meditação!”

Estamos construindo super-homens e super-mulheres totalmente equipados, mas emocionalmente infantilizados. Por isso as empresas consideram agora que, mais importante que o QI, é a IE, a Inteligência Emocional. Não adianta ser um super-executivo se não se consegue se relacionar com as pessoas.

Ora, como seria importante os currículos escolares incluírem aulas de meditação! Uma progressista cidade do interior de São Paulo tinha, em 1960, seis livrarias e uma academia de ginástica; hoje, tem sessenta academias de ginástica e três livrarias! Não tenho nada contra malhar o corpo, mas me preocupo com a desproporção em relação à malhação do espírito. Acho ótimo, vamos todos morrer esbeltos: “Como estava o defunto?”. “Olha, uma maravilha, não tinha uma celulite!”

Mas como fica a questão da subjetividade? Da espiritualidade? Da ociosidade amorosa? Antes, falava-se em realidade: análise da realidade, inserir-se na realidade, conhecer a realidade. Hoje, a palavra é virtualidade.

Tudo é virtual. Pode-se fazer sexo virtual pela internet: não se pega aids, não há envolvimento emocional, controla-se no mouse.. Trancado em seu quarto, em Brasília, um homem pode ter uma amiga íntima em Tóquio, sem nenhuma preocupação de conhecer o seu vizinho de prédio ou de quadra! Tudo é virtual, entramos na virtualidade de todos os valores, não há compromisso com o real!

É muito grave esse processo de abstração da linguagem, de sentimentos: somos místicos virtuais, religiosos virtuais, cidadãos virtuais. Enquanto isso, a realidade vai por outro lado, pois somos também eticamente virtuais. A cultura começa onde a natureza termina. Cultura é o refinamento do espírito. Televisão, no Brasil - com raras e honrosas exceções -, é um problema: a cada semana que passa, temos a sensação de que ficamos um pouco menos cultos.

A palavra hoje é “entretenimento”; domingo, então, é o dia nacional da imbecilização coletiva. Imbecil o apresentador, imbecil quem vai lá e se apresenta no palco, imbecil quem perde a tarde diante da tela.

Como a publicidade não consegue vender felicidade, passa a ilusão de que felicidade é o resultado da soma de prazeres: “Se tomar este refrigerante, vestir este tênis,­ usar esta camisa, comprar este carro, você chega lá!” O problema é que, em geral, não se chega! Quem cede desenvolve de tal maneira o desejo, que acaba precisando de um analista. Ou de remédios. Quem resiste, aumenta a neurose.

Os psicanalistas tentam descobrir o que fazer com o desejo dos seus pacientes. Colocá-los onde? Eu, que não sou da área, posso me dar o direito de apresentar uma sugestão. Acho que só há uma saída: virar o desejo para dentro. Porque, para fora, ele não tem aonde ir! O grande desafio é virar o desejo para dentro, gostar de si mesmo, começar a ver o quanto é bom ser livre de todo esse condicionamento globalizante, neoliberal, consumista.

Assim, pode-se viver melhor. Aliás, para uma boa saúde mental três requisitos são indispensáveis: amizades, auto-estima, ausência de estresse.

Há uma lógica religiosa no consumismo pós-moderno. Se alguém vai à Europa e visita uma pequena cidade onde há uma catedral, deve procurar saber a história daquela cidade - a catedral é o sinal de que ela tem história. Na Idade Média, as cidades adquiriam status construindo uma catedral; hoje, no Brasil, constrói-se um shopping center. É curioso: a maioria dos shopping centers tem linhas arquitetônicas de catedrais estilizadas; neles não se pode ir de qualquer maneira, é preciso vestir roupa de missa de domingos. E ali dentro sente-se uma sensação paradisíaca: não há mendigos, crianças de rua, sujeira pelas calçadas... Entra-se naqueles claustros ao som do gregoriano pós-moderno, aquela musiquinha de esperar dentista.

Observam-se os vários nichos, todas aquelas capelas com os veneráveis objetos de consumo, acolitados por belas sacerdotisas. Quem pode comprar à vista, sente-se no reino dos céus. Se deve passar cheque pré-datado, pagar a crédito, entrar no cheque especial, sente-se no purgatório. Mas se não pode comprar, certamente vai se sentir no inferno... Felizmente, terminam todos na eucaristia pós-moderna, irmanados na mesma mesa, com o mesmo suco e o mesmo hambúrguer do McDonald's.

Costumo advertir os balconistas que me cercam à porta das lojas: “Estou apenas fazendo um passeio socrático.” Diante de seus olhares espantados, explico: “Sócrates, filósofo grego, também gostava de descansar a cabeça percorrendo o centro comercial de Atenas. Quando vendedores, como vocês, o assediavam, ele respondia”:

“Estou apenas observando quanta coisa existe de que não preciso para ser feliz..”

Autor: Frei Betto - escritor

Colaboração:Marcello Dalla Vechia

Planeta Bizarro - Buzina para Cadeirantes

É off, mas tb não é off, afinal é esse tipo de mentalidade do legislativo que busca legislar sobre questões secundárias ignorando a responsabilidade dos automobolistas... Retiro texto da reportagem inicial.

"Alguns motoristas desrespeitam as sinalizações de trânsito, bem como atingem velocidades acima do permitido nas vias públicas, vindo consequentemente a causar atropelamento ao cadeirante", diz justificativa do projeto.

"Não precisa ser buzina, pode ser apito"

29/04/2010 - 01:18

Autor: Nani Camargo


  • Projeto de Nilce Segalla gera críticas de cadeirantes
    Foto: Arquivo/Jornal de Limeira

Gera críticas projeto apresentado na Câmara de Limeira pela vereadora Nilce Segalla (PTB) - que prevê a colocação de buzina e iluminação em cadeiras de rodas de deficientes físicos.
Ontem, a Assessoria de Imprensa da Câmara procurou o Jornal de Limeira e disse que Nilce não gostou da forma como foi publicada ontem reportagem sobre o assunto. É que o texto do projeto de lei não aponta, especificamente, a buzina. Cita, de forma genérica, que as cadeiras de rodas deverão ter "sinalização sonora".

Em nota, a vereadora aponta que o cadeirante poderá escolher o acessório. "A sinalização sonora não precisa ser, necessariamente, uma buzina. Pode ser substituída por apito ou sirene", declarou Nilce. De acordo com a parlamentar, o projeto foi "sugestão de uma pessoa que presenciou no Centro uma cena que só não virou um acidente sério, com atropelamento e morte de um cadeirante, por ela ter gritado". "Que no lugar do grito, o cadeirante tenha autonomia para acionar o dispositivo sonoro ou luminoso para ser visto", completou Nilce.

Segundo a assessoria, Nilce também reclamou que não foi ouvida na reportagem de ontem. O JL esclarece que ligou em seu gabinete e uma pessoa chamada "Eliana" disse que a vereadora não estava "porque iria trabalhar à noite no Câmara Itinerante". Também foi feita uma ligação no celular dela. Um homem atendeu e falou que Nilce tinha ido a São Paulo.

CRÍTICAS

Vice-presidente da Associação Integrada de Deficientes e Amigos (Ainda), o cadeirante Joaquim Lázari considerou o projeto "sem sentido" e disse que a cadeira de rodas é utilizada em locais comuns aos pedestres.
Também cadeirante, José Cláudio Araújo dos Santos enviou e-mail ao JL e chamou o projeto de "indecente e constrangedor". "Logo mais vão nos cobrar IPVA, DPVAT e o emplacamento de nossa cadeira de rodas".

Leia mais assuntos relacionados

> Vereadora pede buzina em cadeiras de roda


João Guilherme Lacerda
http://blog.ta.org.br/

Colaboração:Marcello Dalla Vechia

quinta-feira, 29 de abril de 2010

A mesma foto em 2010...Que dureza!!!


Agora a imprensa esportiva de Joinville declara abertamente que o Avaí é o melhor clube de Santa Catarina...Alguém duvidava disso???

Esqueci...

Claro que os avaianos estão rindo a toa.

Final de campeonato sem graça

Qual a graça da final do Campeonato Catarinense já que sabemos quem será o campeão???

Novo asfalto no Costa e Silva

Algumas ruas estão recebendo nova pavimentação asfáltica no bairro Costa e Silva...ali a coisa estava feia...Mas o novo asfalto ficou muito bom.

Pedras soltas

Outro problema é a rua Prudente de Moraes no bairro Santo Antonio...a pavimentação ali está péssima.

Perto das 19 horas...

...é fila na certa para quem utiliza a Avenida Santos Dumont e a rua Tenente Antonio João,ali no Bom Retiro.

terça-feira, 27 de abril de 2010

Isso aí é uma Kombi...Maluca né!!!

VAGABUNDO E MERCENÁRIO...

...Essa foram as palavras do fanático jequeano Therence Garcia Del Mir a um certo "atleta" do Jec...É a revolta da torcida.

Crise da Busscar: Empresa tenta reaproximação com o sindicato

Ainda sem solução para a grave crise em que está mergulhada a Busscar Ônibus, através do seu Diretor Claudio Nielson, tenta agora uma reaproximação com o Sindicato dos Mecânicos. Em contato telefônico com o presidente João Bruggmann, o diretor informou que estão tentando marcar audiência em Brasília e que gostariam que o Sindicato acompanhasse a comitiva, caso a agenda seja marcada.…

Leia Mais

Fonte:www.sindmecanicos.org.br

Importante debate em Joinville


Colaboração: Marcello Dalla Vechia

Davi x Golias ou Jec x Avaí


O impossível poderá acontecer domingo quem vem???

A chance de entrar para a história

Domingo é o dia em que o Joinville Esporte Clube poderá entrar para a história conquistando um título que hoje pertence ao Avaí...Ganhar do Avaí lá já é difícil,imagine tendo que fazer três gols e sem poder tomar nenhum...90 minutos para entrar para história ou apenas para se confirmar o favoritismo do Avaí.

Uma lição para o Jec...


O Jec tem que se espelhar no exemplo da decisão da Copa Mercosul de 2000.O Palmeiras abriu três gols sobre o Vasco da Gama no primeiro tempo.Todo mundo achava que o clube paulistano já era o campeão.Começa o segundo tempo.O clube cruzmaltino faz quatro gols e o Palmeiras nenhum...A equipe carioca em menos de 45 minutos conquista a Copa Mercosul de 2000...Inacreditável.

Gangorra,também da coluna do Maceió

Nereu, Márcio e o próprio Irineu são vinho de outra pipa. Estão no futebol para somar e o fazem de cara limpa. O problema do JEC foi a má gestão dos que pegaram o clube no Brasileiro da Série B e, num lapso de três anos, o fizeram despencar.

Ao contrário, o Avaí que arrastava as sandálias na Série B (endividado) achou a fórmula redentora, há quatro ou cinco anos, com a eleição de João Nilson Zunino para a presidência administrativa.

Fonte:Jornal A Notícia(27/04/2010)

Sinal dos tempos,do colunista Maceió

O desapontamento da torcida do JEC, após a derrota de domingo para o Avaí, estava estampada na face de cada um: “De novo, vamos ter de aturar esses manés?”, ouvi de alguém, às 10 da noite, quando parei no sinaleiro da Getúlio Vargas com a Inácio Bastos.

Quer dizer, àquela hora, ainda tinha gente amargando o fel da derrota como se o nosso algoz fosse o próprio Avaí. Não, não é! Os culpados são aqueles que lá atrás, a partir de 2003, usaram o clube para satisfazer seu próprio ego, outros inviabilizando-o financeiramente, mais outro pedindo “compra de vaga no Brasileiro” e aí a coisa foi se deteriorando, a ponto de meses atrás o colunista ter ouvido de Nereu Martinelli o seguinte desabafo: “É minha última empreitada, se não conseguir o título, largo o futebol e vou cuidar da minha vida!”

Fonte:Jornal A Notícia(27/04/2010)

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Jec insiste com pipoqueiros...


...O Jec precisa contratar gente nova.Chega de contratar ex-jogadores.Agora está vindo por aí um cara que nunca ganhou nada e que é um baita pipoqueiro...Chega de jogador sem vontade.Quando o clube precisa do resultado,esses "atletas" tiram o pé.

O carteiraço da desembargadora

O carteiraço da desembargadora do TJ de SC, mostra a coragem e o profissionalismo de alguns de nossos policiais, além das dificuldades na execução do seu trabalho (como se não bastassem os problemas do cotidiano, seja na vida profissional e ou pessoal).
Ao mesmo tempo e talvez a maior lição que devemos tirar deste processo é a necessidade de se rever muitas coisas no tocante ao poder judiciário, haja visto que o corporativismo( constatado na nota da associação de magistrados de SC), além dos privilégios dos detentores de poder judicial, não se condunam com um Estado democrático e de direito em que o princípio da igualdade deve ser o alicerce principal.
Veja a matéria e tire você mesmo suas conclusões.

Sd Elisandro LOTIN de Souza

Vice Pres. da APRASC (Associação de Praças de SC)

domingo, 25 de abril de 2010

Imprensa esportiva de Joinville é a culpada


A imprensa esportiva de Joinville é a culpada pela derrocada do Jec...pois fizeram campanha para a saída do bom técnico Sérgio Ramirez.O correto seria a imprensa esportiva pedir apenas novas contratações de jogadores a diretoria do clube,o que não ocorreu.Agora é tarde.Ramirez fez um belo trabalho sendo campeão da Copinha 2009 e do primeiro turno em 2010.Aliás!!! Foi quem colocou o Jec na final do campeonato.

Elegância de Zunino


O presidente do Avaí não tem culpa nenhuma de seu clube conquistar o título ...Mas o cara tem uma educação,uma elegância nas entrevistas,que agora dá para entender perfeitamente o sucesso do clube da ilha.

Só se o Sargento Garcia...


...Só se o Sargento Garcia pegar o Zorro para o Jec conquistar esse título.

Avaí campeão catarinense de 2010


Parabéns ao Avaí que superou o Jec hoje a tarde na Arena...e acabou conquistando o campeonato catarinense de 2010...Cabe agora ao Jec se preparar para a série D.

POLÍCIA MULTA 100 MOTOCICLISTAS QUE VIAJAVAM EM COMBOIO

Cerca de 100 motociclistas foram multados na Rodovia dos Bandeirantes no domingo (18) quando seguiam para um evento de motos em Indaiatuba, a 98 km de São Paulo. O grupo desobedeceu uma ordem de parada da polícia rodoviária. O comboio era escoltado por militares do exército.

A confusão começou no pedágio de Campo Limpo Paulista, a 53 km de São Paulo. Segundo os rodoviários, o grupo não atendeu a ordem de parada para uma fiscalização. “As motos se deslocaram do km 39 até o km 62, onde foram abordadas para que a gente pudesse ter conhecimento do que estava sendo realizado”, explicou o tenente da polícia rodoviária Mário Cristiano Gomes.

Vários carros da polícia foram usados para fazer o bloqueio. A Rodovia dos Bandeirantes no sentido interior ficou fechada por mais de 20 minutos.

Os policiais contam que autuaram cerca de 100 motociclistas. Cada um levou quatro multas, totalizando 26 pontos na carteira de habilitação – por desobedecer sinal de parada, furar bloqueio policial, parar sobre a pista e participar de evento em rodovia.

VEJA O VÍDEO E A REPORTAGEM COMPLETA DO g1.

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2010/04/policia-multa-100-motociclistas-na-rodovia-dos-bandeirantes.html

Fonte:Diário Gazeta das Praias(21/04/2010)
Colaboração:Paulo Curvello

A Lenda do Graal

Conta uma lenda, que os Cavaleiros Templários, teriam encontrado no Templo de Salomão, documentos e tesouros que os tornaram poderosos. Segundo essa lenda, dentre os tesouros estaria o próprio "Santo Graal", o cálice onde fora recolhido o sangue de Jesus Cristo na cruz, e o mesmo que fora usado na última ceia.

Templários,um pouco de história


No final do século XI, a Europa, enfrentava uma profunda crise econômica e vivia um momento de estagnação sócio-cultural. O Cristianismo encontrava-se tumultuado e dividido; esse clima tenso era propício para guerras e disputas internas que só colaboravam para o agravamento da situação.

O novo Sumo Pontífice a ocupar o Trono de São Pedro, Urbano II, eleito papa em 1088, revelou-se, muito além daquelas qualidades e funções cabíveis ao suposto representante de Deus na terra, um notável político e excelente articulador.

Um dos sonhos da Igreja da época, e de Urbano II, era retomar a cidade de Jerusalém, cuja posse estava nas mãos dos "infiéis do islã" havia mais de quatro séculos, desde o ano 638 d.C., quando fora tomada pelo exército muçulmano. Além da importância histórica para os cristãos da própria cidade em si, os supostos tesouros ali encerrados, havia também por parte de toda a alta hierarquia do clero, o desejo de "unificar" cristãos ocidentais e orientais sob o jugo único do pontificado Papal. Esses eram motivos mais que suficientes para justificar uma empreitada a terra santa.

A habilidade política do Papa Urbano II conquistou a submissão espiritual de praticamente todos os cristãos ocidentais, fazendo com que parte da Europa entendesse que havia uma necessidade premente e divina de se recuperar aquilo que, por direito, pertencia aos cristãos. E desta forma foi articulada a Primeira Cruzada, cujo divino objetivo era "devolver a Deus o que era de Deus". Teve início a Primeira Cruzada, e assim Jerusalém viria a cair sob domíínio cristão ocidental. Estava inaugurada a era das "guerras santas".

As peregrinações, naquela época, eram costumeiras entre os europeus, principalmente entre os cristãos, sendo uma atividade abençoada e encorajada pela Igreja e pelo Papa. Um dos caminhos de maior importância, senão o mais importante, era justamente aquele que conduzia os peregrinos à Terra Santa, ou seja, Jerusalém. Esse caminho, contudo, não era seguro, deixando os que nele se aventurassem a toda sorte de bandidismo, assaltos, etc., e mesmo à morte.

Alguns anos após a queda de Jerusalém, em 1118, nove Cavaleiros então, liderados por Hughes de Payens, todos veteranos da Primeira Cruzada, se reuniam para prestar um nobre serviço ao reino cristão e fundaram a Ordem dos Cavaleiros de Cristo, tomando o tríplice voto de Castidade, Pobreza e Obediência, dedicando suas vidas, dali até a morte, à proteção dos peregrinos e à garantia do Reino de Cristo.

O então novo Rei de Jerusalém, Balduíno II, que sucedera seu primo Balduíno I, logo viu na atitude dos nobres e valorosos cavaleiros algo de grande valor e importância. A título de reconhecimento e confiança, cedeu-lhes terras e construções para que lhes servissem de acomodação e base. As terras eram situadas no local onde supostamente havia sido construído o famoso Templo de Salomão. Não tardou e os "Pobres Cavaleiros de Jesus Cristo" passaram a se denominar de "Cavaleiros do Templo de Salomão", ou simplesmente de "Cavaleiros Templários" e, assim nasceu a "Ordem do Templo", cuja denominação completa era: "Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão".

Fonte:www.magiadourada.com.br

Ganhar ou ganhar...Eis a questão

Uma coisa é certa...Se o Jec quer ganhar o título do estadual de 2010...precisa fazer no mínimo 4 gols sobre o Avaí e não tomar nenhum...Infelizmente está chovendo em Joinville,o que facilita bastante para quem jogará na defesa,caso do Avaí.A grande saída serão as bolas paradas...Um grande jogo hoje a tarde na Arena.Mas eu acredito na superação do Jec.

É muito perigoso a volta dela...


Todo cuidado é pouco...Mas com certeza o custo de vida subiu no Brasil nesse inicio de ano.

Contra inflação, Mantega ameaça facilitar importações

Diferente do que vinha dizendo recentemente, o ministro agora considerou que um aumento dos juros pode ser necessário O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta sexta-feira (16) que manter a inflação sob controle é "questão de honra" do governo, e que para isso pode facilitar as importações para impedir que setores da economia doméstica remarquem preços para recompor margens.

"Tem que medir bem como esses reajustes são feitos. Na prática ainda não houve (reajustes) mas, se houver, nós vamos tomar medidas", disse Mantega, após participar de evento da indústria do aço.

Diferente do que vinha dizendo recentemente, o ministro agora considerou que um aumento dos juros pode ser necessário, mas considerou que essa tática tem efeitos nocivos para a economia, como o aumento da dívida pública e o incentivo ao ingresso de recursos internacionais no país, movimento que valoriza a moeda e prejudica a competitividade da indústria.

"Outros mecanismos devem ser utilizados, como aproveitar a abertura da economia brasileira para elevar as importações; sei que o setor aqui não gosta disso, mas às vezes é necessário".

Mantega evitou fazer menção a um setor específico, mas usou como exemplo o setor de siderurgia, que poderia gerar um efeito em cascata em vários segmentos que tem o produto entre suas matérias-primas, entre eles a indústria automobilística.

Nesta semana, seguindo-se aos aumentos do preços anunciados para o minério de ferro pelas principais empresas mundiais do setor, entre elas a Vale, empresas nacionais como Usiminas e Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) anunciaram repasses no preço do aço.

"Por enquanto tem muitas declarações que ainda não chegaram aos preços; mas se houver, nós vamos tomar medidas", disse ele.

O ministro também considerou a redução de impostos como uma ferramenta que poderia ser utilizada para evitar a pressão sobre os preços. Foi este o argumento utilizado por ele na véspera para estender a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre materiais de construção, que valia até junho, para dezembro.

Dessa vez, contudo, Mantega mencionou a energia elétrica, que é cara devido a, entre outros fatores, impostos altos. Mas ele não adiantou se alguma medida neste sentido está em estudo pelo governo.

"Temos que olhar o assunto com carinho; o que não podemos é ficar com uma energia elétrica que está entre as mais caras do mundo", afirmou.

De todo modo, Mantega considerou que a inflação foi pressionada no início do ano por fatores excepcionais, como as chuvas que prejudicaram os preços dos alimentos. Por isso, afirmou, é equivocado projetar esse ritmo de inflação para todo o ano.

Nos últimos dias, a reboque de persistentes evidências de que a inflação segue em ritmo anual superior aos 4,5% do centro da meta fixada pelo Banco Central (BC), as taxas dos contratos de Depósito Interbancário (DI) passaram a embutir apostas de que o juro básico, hoje no piso histórico de 8,75% ao ano, pode subir no final do mês de forma mais forte, em até 1 ponto percentual.

O ministro reiterou também o compromisso do governo em cumprir com a meta de superávit primário de 2010, de 3,3% do Produto Interno Bruto (PIB), mas alertou contra eventuais aumentos do gasto público provocados por emendas parlamentares.

Nesta semana, uma comissão do Senado aprovou o projeto que isenta os aposentado que continua no mercado de trabalho da contribuição ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Além disso, os parlamentares aprovaram, com ajuda da base aliada, o reajuste de 7,71% das aposentadorias de valores acima de um salário mínimo pagas pela Previdência Social, acima dos 7% previstos pelo governo.

"Em ano eleitoral, o Parlamento que fazer bondades, dando um aumento desmesurado das aposentadorias", disse.


Fonte:Agencia Reuters(16/04/2010)

Foi sucateada,por Roberto Rosso

No governo FHC a nossa indústria naval foi sucateada em favor de contratos no exterior.
Lembro que a Indústria naval além de ser fortemente empregadora de mão de obra,
"puxa" uma cadeia de fornecedores grande e assim tem um poder multiplicador fantástico.
Além disso, no caso da naval para petróleo no Brasil, também ajuda a contratar várias pesquisas relevantes
que ajudam as nossas universidades a serem geradoras de conhecimento e de independência tecnológica.

Roberto S. U. Rosso Jr.
Secretário de Formação
PCdoB Joinville
SC - Brasil

Indústria naval brasileira lança 1º navio após 13 anos

Do Portal Luis Nassif

Embarcação tem 274 m de cumprimento e pode transportar 1 milhão de barrisA estatal brasileira Transpetro vai lançar ao mar o primeiro navio construído no Brasil nos últimos 13 anos. A embarcação, que tem 274 m de comprimento e capacidade para transportar 1 milhão de barris de petróleo, vai ao mar no dia 3 de maio no Estaleiro Atlântico Sul, em Pernambuco.

O navio marca o ressurgimento da indústria naval brasileira, já que o país já foi 2º colocado no ranking mundial de fabricantes na década de 1970. Atualmente, o país figura na 5ª posição mundial. O presidente da Transpetro, Sergio Machado, classificou o lançamento como um “fato histórico”.

- Atravessamos uma verdadeira epopeia para chegarmos a esse ponto. Quando iniciamos o programa, a desconfiança era enorme. Mas este ano, com os primeiros navios sendo lançados, veremos a prova real do acerto e da força do Promef [Programa de Modernização e Expansão da Frota da Transpetro], que entra agora em uma nova etapa, inclusive porque já estamos trabalhando para lançar a sua terceira fase.

Colaboração:Roberto Rosso

sábado, 24 de abril de 2010

Sobre eleições

Um conhecido me falou o seguinte:-Juliano,para mim qualquer um pode ganhar a eleição...Mas,sinceramente,serei o cara mais feliz do mundo ,se esse tal de $%&#$#$& perdê-la.Solto até foguete!!!Eita!!!

Vai para o sacrificio se for o caso

Uma das maiores lideranças políticas de Santa Catarina poderá ir para o sacrificio para atrair apoio ao(a) seu(sua) candidato(a) a governador(a)...É uma baita cartada.

Grande descoberta


...O que vemos é só improviso nas ruas de Joinville.Agora a novidade é o cone.Daqui uns dias vão colocar espantalho por aí.

Uma reflexão...

...Será que os prefeitos anteriores não perceberam a necessidade de novos investimentos no sistema viário de Joinville???

O lado positivo...

...Agora que ficou evidente que a Santos Dumont não comporta a grande quantidade de veículos(já não comportava antes do shopping imagine agora!!!) As autoridades terão que ir atrás de investimentos...nem que seja em Saturno...Do jeito que está não dá para continuar.

O lado negativo...

...A falta de infraestrutura na cidade...A avenida Santos Dumont é uma vergonha...Em frente do novo shopping deveria ter sido construído um elevado e o que se tem é aquela coisa horroroooosa de rotatória...coisa de cidade pequena,uma vergonha.

Ficou provado mais uma vez...

...Que o crescimento de Joinville se verifica apenas no setor privado...A tendência é a cidade receber mais investimentos na área comercial e de serviços...Joinville tem um grande mercado consumidor.

O novo shopping...

...A inauguração do Joinville Garten Shopping foi um sucesso...O público compareceu em massa mesmo com a chuva...Parabéns aos idealizadores do empreendimento por acreditarem no potencial da cidade e parabéns também aos joinvilenses que terão mais uma opção de lazer e compras.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Comunicado à Imprensa, Amigos e Colegas

Olá colegas, boa tarde!

Escrevo para comunicar a todos que após 15 meses à frente da Assessoria de Comunicação da Secretaria da Infraestrutura de Santa Catarina, estou deixando a função no final deste mês. No momento estou em meu período de férias, e logo que retornar deixo o cargo. Por outro lado, reassumo oficialmente a Assessoria de Imprensa e Comunicação do Deputado Federal Mauro Mariani - com quem trabalho desde a campanha à Prefeitura de Joinville em 2008 - para coordenar as ações de comunicação com apoio do gabinete em Brasília e do Escritório Regional em Joinville (SC).

A partir desta data deixo de utilizar o telefone celular 48 – 8843.0686. Provisoriamente vou utilizar o número 47 – 8859.2204, para atender a todos os colegas de imprensa, mídia em geral, amigos e colegas que reuni ao longo dos anos de atuação profissional. Desejo continuar com o apoio dos colegas e amigos, me colocando à disposição para eventuais dúvidas, notícias, pautas e tudo o mais.

Abraço a todos e bom final de semana

Assessoria de Comunicação - Deputado Federal Mauro Mariani (PMDB/SC)

Salvador Neto - Jornalista (MTb/SC 2535)

(47) 8859.2204 - (47) 3447.1570

imprensa@salvadorneto.com.br

salvador_neto2@terra.com.br

MSN: salvadorneto9@hotmail.com

Feudalismo Atual apoia:

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Dia 22 de abril !!!

Um dia inusitado. Nesse dia se comemora o Dia do descobrimento do Brasil.
Além de não ser feriado nacional, a data não é digna de destaque em nenhum jornal do Brasil.

Mais insólito ainda, foi o chaveiro e doublé de ladrão, que se arrependeu após ter roubado R$ 26 mil de um cofre e devolve o dinheiro ao proprietário em Nova Lima em Minas Gerais.
Se fosse Juiz , condenaria o meliante, a uma pesquisa científica que iria separar esse gene do arrependimento.
Uma vez descoberto , poderíamos injetar em políticos Brasil afora. Os que rejeitassem....

Já que o dia era singular , cinco assaltantes invadem um posto de distribuição e roubam 135 mil figurinhas do álbum oficial do Mundial 2010 em Santo André, no ABC Paulista.

Como o dia ainda não acabou, vou ligar agora para o pároco aqui do bairro e pedir que verifique se as hóstias estão no lugar.

Paulo Curvello
Balneário Camboriú
curvell@terra.com.br

Mais uma "imparcialidade" da Revista Veja (clique nas imagens para visualizar melhor)


Compare as duas capas da Revista Veja sobre temas semelhantes, as enchentes que ocorreram em São Paulo e no Rio de Janeiro, a única diferença o governador de São Paulo é o tucano José Serra já o governador carioca é Sérgio Cabral aliado da Dilma/Lula.

Mantendo sua "imparcialidade" tenta justificar cientificamente que em São Paulo apesar dos grandes esforços governamentais (??) a mãe natureza não ajudou, já no Rio de Janeiro a culpa é da política local que apenas faz palco para Dilma e Lula.

Fonte:Blog Fala Camarada(22/04/2010)

quarta-feira, 21 de abril de 2010

"Viver no buraco"




Alguém se lembrou de dar vida à célebre expressão de aflição: "Ai se eu tivesse um buraco, escondia-me"...

Isto é, literalmente, "viver num buraco" !!!

Colaboração:Nádia Borba,São Bento do Sul

Poluição luminosa, Belo Monte e grandes obras do governo. O que você tem a ver com isso?

O governo brasileiro está iniciando, neste ano eleitoral e via BNDES, a distribuição dos créditos relativos à construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu, estado do Pará, Amazônia brasileira. O total de créditos a serem consignados - ainda antes das eleições gerais de outubro! - orça em cerca de 16 bilhões de reais.

Há oposição à construção da usina. Os danos ambientais e ecológicos decorrentes de sua construção se estenderiam por dezenas de milhares de quilômetros de Floresta Amazônica. Só o lago da represa apodreceria quase mil quilômetros quadrados da floresta mais exuberante da Terra. Há comunidades indígenas vivendo na área a ser inundada. Os estudos e levantamentos apresentados para atender o processo de licenciamento ambiental não são suficientes e, em muitos pontos, incompletos e inconcludentes. Há também uma ausência de ações do governo brasileiro no sentido de uma política de utilização racional de energia elétrica.

A favor da construção da usina estão os argumentos clássicos apresentados nestes casos. A construção gerará empregos - que deixarão de existir ao final da obra, obrigando a liberação de novos créditos para uma obra seguinte. Quando a usina estiver funcionando, ela gerará empregos, embora poucos e não para os habitantes da área atingida. Os animais que vivem na área a ser inundada serão retirados, embora não se saiba exatamente o que será feito deles. A energia produzida possibilitará um aumento na produção de minérios no estado do Pará, minérios estes que são exportados e cuja extração representa, também, pesados danos aos ecossistemas amazônicos. A usina aumentará a oferta de energia elétrica para as cidades de todo o Brasil, energia esta que é bastante usada em iluminação pública externa sem nenhum critério, com grande percentual de desperdício, sem política de conservação por parte do mesmo governo que se mostra ansioso por liberar, em pleno período eleitoral, 16 bilhões de reais para uma obra duvidosa e NENHUM CENTAVO em programas de combate à POLUIÇÃO LUMINOSA.

O modelo desenvolvimentista "progressista" se baseia em MAIS, nunca MELHOR. As ocasiões forjam decisões sectárias e os projetos são impostos à sociedade, indiscutíveis. Para algo ser BOM, basta ser MAIS. Se um projeto possibilita MAIS, então ele é automaticamente recebido como BOM, sem estudo de alternativas.

O Brasil não investe 16 bilhões de reais em pesquisa de novas fontes de geração. Isso sim geraria empregos, em pesquisa, em desenvolvimento de tecnologia, em ciência. Mas destina 16 bilhões de reais a um dano ambiental de grandes proporções, que afetará uma região nobre do rio Xingú, em pleno coração da Amazônia.

Você se importa com a POLUIÇÃO LUMINOSA? Então você se importa com geração e uso responsáveis de energia. Ou você também acha que, quando se trata de energia, quanto mais melhor, sem se preocupar com as conseqüências ambientais da geração irresponsável?


Milton Wendel

Linhas de ônibus para o novo shopping

Será que as empresas de ônibus estão preparadas para a grande quantidade de pessoas que irão querer conhecer o novo shopping???

Novo shoping não pára com o feriado

É grande a movimentação de trabalhadores para deixar o novo shopping concluído...A quantidade de pessoas que chegam em frente ao empreendimento já é grande...Imagine no dia da abertura ao público.

Sem dramatização

No tele-jornal o importante é a informação...e não a dramatização do apresentador...Tem apresentador de tele-jornal em Joinville que está apelando...Será que a audiência anda caindo???

Jornal do Almoço reconquista audiência

Sem ser dramático e apelativo o Jornal do Almoço da RBS vai reconquistando a audiência do horário do meio-dia...Qual o segredo??? A diversidade de informações,matérias curtas e objetivas.Os apresentadores simplesmente passam a informação sem a necessidade da dramatização.

terça-feira, 20 de abril de 2010

Povo sem memória

Hoje a maioria esmagadora das pessoas só pensa em sobreviver...Passaram pela escola e desconhecem nossa história...Infelizmente a leitura e a cultura são desprezadas pela sociedade atual...Amanhã é dia de um herói brasileiro...Para a maioria do povo,mais um feriado apenas.

O mérito de Tiradentes

Tiradentes pode ser considerado um herói nacional. Lutou pela independência do Brasil, num período em que nosso país sofria o domínio e a exploração de Portugal. O Brasil não tinha uma constituição, direitos de desenvolver indústrias em seu território e o povo sofria com os altos impostos cobrados pela metrópole. Nas regiões mineradoras, o quinto (imposto pago sobre o ouro) e a derrama causavam revolta na população. O movimento da Inconfidência Mineira, liderado por Tiradentes, pretendia transformar o Brasil numa república independente de Portugal.Seu nome era Joaquim José da Silva Xavier. Nasceu na Vila de São Jose Del Rei, porém foi criado na cidade de Vila Rica (atual Ouro Preto).

Fonte:suapesquisa.com

O caos do futebol brasileiro,por Paulo Curvello

Dirigentes do futebol brasileiro estão em guerra. A briga é pelo poder. De um lado, o Clube dos 13, que abriga 20 dos principais clubes do País. Do outro, Ricardo Teixeira, presidente da CBF, e a Globo.

Só dirigentes de quinta categoria conseguem iniciar um jogo as 22:00hs.

Isso claro, porque antes tem que ser exibida a novela das 8 que começa as 9.

Cuca técnico do Fluminense salva o time do rebaixamento numa virada histórica, passados quatro meses do feito os dirigentes continuam lá e o técnico é demitido.

O Zico e Kleber Leite tentam peitar o todo poderoso Ricardo Teixeira. Em represália, o Flamengo é roubado do título de hexacampeão brasileiro.

O São Paulo Futebol Clube vai na mesma linha e está sendo metralhado e com grandes chances de não lograr êxito em sediar jogos da Copa do Mundo.

Isso que o Morumbi até então era considerado junto com a arena da baixada no Paraná como um dos melhore estádios de futebol do Brasil.

Imaginem o que não acontecerá antes e durante a copa do mundo então ?. A nossa “sorte” é que a Copa da África do Sul , será ainda pior, esperem para ver.

O nosso futebol só sobrevive graças a paixão do brasileiro pelo esporte e o surgimento de craques como é o caso de Paulo Henrique Ganso e Neymar do Santos.

E a “catrefa” não larga o osso, entra ano e sai ano e estão todos lá. Juntos em prol de seus bolsos e interesses próprios. E dane-se o futebol brasileiro e seus apaixonados torcedores.

Uma lástima.

Paulo Curvello

curvell@terra.com.br

segunda-feira, 19 de abril de 2010

...Se correr o bicho pega...

...Se ficar o bicho come.Ou seja: Agora estão criticando o prefeito Carlito Merss(PT)por cancelar o aumento da passagem do transporte coletivo.Se Carlito autorizasse,iam reclamar também...Pois é "pessoar" ninguém esperava esse não do prefeito ao aumento da passagem...Quem vai ganhar ou perder politicamente não vem ao caso agora...O que importa de fato,é que o povão que depende do ônibus está contente...E os críticos de plantão que andam reclamando de Carlito, vivem andando de carro oficial e viajando de avião por aí...Quando andam de ônibus é em outro país e ainda por cima fazendo turismo com o dinheiro do povão.

Moradores são responsáveis pelas calçadas


Lembro quando os moradores da rua XV de Outubro no distrito de Pirabeiraba reclamavam da poeira e da lama...Agora que a via está totalmente asfaltada...os mesmos moradores reclamam que a rua não tem segurança...Querem segurança para os pedestres???Então no mínimo os moradores devem construir as calçadas...Seus xaropões!!! Pedem e pedem o asfalto...quando conseguem não são capazes de construir uma simples calçada??? A ciclovia é responsabilidade da prefeitura,mas construam a calçada pelo menos(e plantem árvores também).

Por enquanto,eu digo não!!!


O prefeito Carlito Merss(PT) disse não...ao aumento da passagem do transporte coletivo de Joinville...Medida corretíssima...Mas a pressão pelo novo aumento é grande...Por enquanto o usuário será o grande beneficiado.

domingo, 18 de abril de 2010

Calçada ecológica


Entre o muro e a calçada,olha o verde que se pode ter...Muito bacana...Joinville precisa ter esse tipo de calçada.

Colaboração:Elias Esser,Colombo-Paraná

Quintal ecologicamente correto


Colaboração:Elias Esser,Colombo-Paraná

Parabéns, Botafogo campeão!!!

Depois de três anos de espera e decepção, o torcedor alvinegro pode soltar com toda a força o grito!
O Botafogo é o campeão do Campeonato Carioca de 2010!
Parabéns a todos os 45 torcedores da estrela solitária de Joinville.
Em especial ao Aires Zacarias e Marcos Oliveira.
Os demais 43 não conheço o nome kkkk.
Falando em futebol, vocês já notaram que o quadro Inacreditável Futebol Clube , apresentado
dentro do Globo Esporte, tem a logo idêntica a do time do JEC.
Podem notar , é igualzinho , só muda as iniciais.
Paulo Curvello curvell@terra.com.br

Clique sobre a imagem para visualizar melhor,ok!!!

Parabéns Botafogo!!!

Leia o texto abaixo...Vale a pena...Ok!!!

Menos caridade, mais educação*

Somos constantemente solicitados, como cidadãos, a fazer doações caritativas. Entretanto, poucas vezes se trata da opção mais acertada, pois é importante avaliar, em cada caso, até que ponto, realmente, estaremos prestando uma ajuda efetiva e duradoura em seus resultados. No caso de pessoas carentes, cujas condições físicas não mais podem fazer frente às exigências da vida, como os idosos e os doentes incapacitados, certamente há justificativas para tal auxílio. Contudo, na maior parte das vezes, somos demandados a fazer doações a pessoas e famílias que poderiam esforçar-se para ir ao encontro de prover seu sustento e progresso na vida. Mas, se nelas houver uma tendência a esperar que o Estado ou pessoas com mais posses as supram, estaremos concordando com este imaginário de incapacidade. Trata-se, muitas vezes, de uma suposição doentia, efeito de processos de exclusão, pelos quais, desde a infância, não há identificação a parâmetros valorativos de autonomia. Portanto, a exclusão econômica poderá ser uma decorrência desses fatores de ordem psíquica atrelados a auto e hetero segregação. Assim, deparamos com uma massa empobrecida que, em geral, também teve pouco acesso à educação formal, a valores éticos e a uma identificação com os pais em relação ao trabalho, com a consequente baixa de autoestima face à sua suposição de incapacidade. Nessas famílias, são comuns as atitudes condescendentes dos pais, que podem levar a sérios problemas comportamentais, que se estendem à escola. Deste modo, como haveria condições para a aprendizagem de conteúdos? O que a sociedade poderia efetivamente fazer, pública ou privadamente, para intervir nas situações de exclusão social e de adoecimento psíquico?

O que significa investir efetivamente em educação? Talvez o aspecto mais benéfico para estas escolas seria encontrar maneiras de conferir uma efetiva autoridade aos professores, para que eles pudessem ser respeitados. Enquanto a autoridade for considerada pelas famílias um aspecto quem sabe retrógrado, que o Estado não se autoriza a modificar, os fatos mostram não haver um apoio efetivo aos professores e, por esta razão, eles terão que continuar convivendo com sérios problemas de indisciplina, desrespeito, uso de drogas e ameaças. Quem pode transmitir conteúdos em situações de medo em relação a alunos desafiadores e agressivos?

Por outro lado, se o Estado insiste na política de conceder “bolsas” para todos os fins à classe pobre, será que efetivamente estará melhorando as condições de educação e dignidade das famílias? É fato que, a curto prazo, aumenta-se o consumo interno no país, mas, a médio e longo prazos, estaremos estimulando uma mentalidade infantilizada e credora. E, se as famílias carentes esperam que o Estado supra suas necessidades, ao mesmo tempo estar-se-ão sentindo subestimadas e tratadas como incapazes de buscar seus próprios meios para melhorar suas condições de vida. Não será este sentimento que transmitirão aos próprios filhos? Se pensarmos nos povos imigrantes, percebemos que sua cultura de trabalho os fez prosperar sem esperar donativos. Assim, por que será que o Estado não privilegia a educação, tanto no sentido formativo das famílias quanto no de aumentar a sua escolaridade? Da mesma forma, ele não deveria questionar seu modelo de investimento nas famílias de baixa renda? Por outro lado, mesmo que haja investimentos significativos em educação, se não forem dadas condições de segurança e autoridade efetivas aos professores, ela fica muito prejudicada. Será que não percebem que estes devem transmitir sua força psíquica e ética para, com firmeza, tranquilizar boa parte das crianças e adolescentes em suas demandas desafiadores? Assim, o Estado tem que dar condições às escolas de controlar a disciplina e suas transgressões. O efeito disso, certamente, seria elevar a autoestima desses jovens e, assim, limitar sua agressividade, que não é nada mais nada menos que uma reação à condescendência.

*RITA FRANCI MENDONÇA é psicanalista

Fonte:Jornal Zero Hora(18/04/2010)

Supremo pode extinguir 29 cidades do Rio Grande do Sul

GRACILIANO ROCHA
da Agência Folha, em Porto Alegre

Com menos moradores que o edifício Copan, em São Paulo, Mato Queimado (1.880 habitantes), Novo Xingu (1.926) e Quatro Irmãos (1.791) integram um clube de 29 municípios gaúchos ameaçados de extinção.

Contestados por uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no STF (Supremo Tribunal Federal), esses municípios situados na zona de rebaixamento guardam semelhanças entre si: foram originados por uma "gambiarra" legislativa em ano eleitoral, têm populações minúsculas e são cronicamente dependentes de dinheiro federal.

Pouco antes de a Emenda Constitucional nº 15 restringir a criação de municípios, transferindo dos Estados para o Congresso Nacional a competência sobre o tema em 1996, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou, em um único dia, as leis de emancipação de 30 distritos.

Na ação que tramita no Supremo há 13 anos, o governo gaúcho pede que esses novos municípios, que só foram efetivamente instalados em 2000, retornem à condição de distritos porque os deputados ignoraram requisitos legais como o número mínimo de eleitores (1.800).

Se essas localidades forem reincorporadas aos municípios de origem, prefeituras e Câmaras de vereadores serão dissolvidas, e seus servidores, demitidos.

As prefeituras ameaçadas de extinção tentam convencer o STF de que se enquadram nos requisitos da emenda constitucional nº 57/2008, que regularizou dezenas de municípios criados nos anos 90.

Emancipar cidadezinhas custa caro, mas o grosso da conta fica com a União, por meio do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), distribuído conforme a população de cada município.

Como cidades com menos de 10 mil habitantes têm direito ao piso de R$ 4 milhões/ano, o FPM acaba sendo a maior fonte de receita. Como se trata de um único bolo de recursos, cada nova emancipação torna mais exígua a fatia destinada a lugares onde vive mais gente.

Segundo a Secretaria do Tesouro Nacional, o fundo representa sete em cada dez reais que entram no caixa da Prefeitura de Mato Queimado. Esse repasse equivale a R$ 2.220 por habitante anualmente. Para efeito de comparação, o FPM per capita da cidade de São Paulo é de R$ 11.

A divisão de municípios multiplica a verba para regiões privilegiadas. Antes de Tio Hugo (2.730 habitantes) emancipar-se de Victor Graeff (3.120), o município-mãe tinha direito ao piso mínimo do fundo. Em 2008, os dois municípios receberam, cada um, R$ 4,1 milhões.

Uma outra conta ajuda a ilustrar a situação: juntas, as 29 cidades gaúchas ameaçadas de extinção têm pouco menos de 70 mil habitantes, o equivalente à população de Pirassununga (SP).

O município paulista recebeu R$ 17,8 milhões do Fundo de Participação dos Municípios em 2008. Para custear a estrutura de 29 prefeituras e dar conta de atender a mesma população, a União repassou R$ 117,5 milhões.

sábado, 17 de abril de 2010

Stammtisch de Pirabeiraba,por Paulo Curvello

Muito bom o encontro de amigos de Pirabeiraba no último sábado 17/04.

Convidado por amigos, fui à terra do Betão (dançando com as alemãs).

E ainda não foi dessa vez que vi de perto o robusto amigo, mas ocasiões não faltarão.

Tudo muito limpo e organizado, barracas alegres com gente bonita e receptiva.

Com a proximidade das eleições , políticos fizeram uma verdadeira via crucies, para afagos e apertos de mão. Só o Eni Voltoline apertou a minha, umas cinco vezes.

Foi visto, Darci de Matos, o gente boa Fabinho Dalonso, Delegado Marcucci que parece está cotado para retornar a Delegacia Regional de novo, em troca de não se candidatar a estadual.

Outro nome cotado é do experiente Delegado Hélcio Ferreira.

Também presente Sandro Silva , Raulino Roskampp, Cesar Mendes ex-seinfra, Mauricinho 100% aventureiro, Odir Nunes , Nilson Bender e por aí vai.

Falando em política, ouvi boatos de que o Moacir Tomazi será o nome do norte na chapa do PP para vice-governador. É esperar para ver.

Tudo isso claro especulações , pois a festa era regada a muito chopp.

Na barraca dos amigos do Haroldo Marinho a receptividade foi ainda melhor. O Marinho está um twiteiro de marca maior, apesar do dedo incompatível com o tamanho do celular, o cara está twitando a mil.

O doublé de galã, e DJ Rafael Ferreira ainda pegou no meu pé das vezes que emplaco algo na coluna. Fazer o que né?

O meu cicerone não poderia ser outro senão o meu amigo e advogado Nelson Grunner Filho que é mais conhecido que dinheiro.

Em fim, vários e vários amigos e uma festa show de bola.

Parabéns aos participantes e organizadores e até 2011.

Paulo Curvello

curvell@terra.com.br

28% dos alunos foram agredidos(matéria retirada do Jornal Diário Catarinense,18/04/2010)

Pesquisa nacional mostra que meninos sofrem mais agressões verbais ou físicas e que cresceu a frequência do ciberbullying

Ao menos 28% dos estudantes brasileiros entre as 5ª e 8ª séries do Ensino Fundamental já sofreram maus-tratos. Segundo uma pesquisa divulgada na última quarta-feira pela ONG Plan Brasil, 1.477 dos 5.168 estudantes entrevistados sofreram algum tipo de agressão em 2009.

Quando os maus-tratos ocorrem mais de três vezes no mesmo ano, está caracterizada a ocorrência do bullying, de acordo com a metodologia da pesquisa. O termo designa todo o tipo de atitudes agressivas, verbais ou físicas, praticadas repetidamente por um ou mais estudantes contra outro aluno. Estiveram envolvidos em bullying 17% dos estudantes, como agressores ou vítimas.

Os mais atingidos são os meninos. Segundo o estudo, 12,5% dos estudantes do sexo masculino foram vítimas desse tipo de agressão, número que cai para 7,6% entre as meninas. A sala de aula é apontada como o local preferencial das agressões, onde acontecem cerca de 50% dos casos.

A pesquisadora e educadora Cléo Fante diz ser importante que os pais e professores estejam atentos e saibam diferenciar o bullying de uma brincadeira entre os jovens.

– O bullying não é uma simples brincadeira de criança ou apelido que às vezes constrange. Tem casos que são gravíssimos, chegam a espancamentos. A criança não pode ir à escola porque sabe que vai apanhar.

Bullying pela internet é mais frequente

O ciberbullying, ou bullying virtual, está ocorrendo com maior frequência no Brasil, segundo a pesquisa.

Do universo de alunos entrevistados no Brasil, 16,8% disseram que são ou já foram vítimas de ciberbullying, enquanto 17,7% se declararam praticantes.

Geralmente, as agressões são feitas por e-mails e praticadas – assim como nas escolas – com maior frequência pelos alunos do sexo masculino.

Adolescentes na faixa etária entre 11 e 12 anos costumam usar ferramentas ou sites de relacionamento para agredir os colegas. Crianças de 10 anos invadem e-mails pessoais e se passam pela vítima.

Independentemente do ambiente, seja ele virtual ou escolar, as vítimas não costumam reagir às agressões e podem passar a apresentar sintomas como febre, dor de cabeça, diarreia, entre outros. Em casos mais graves, o sentimento de rejeição pode evoluir para algum tipo de transtorno ou chegar ao suicídio.

Como proteger seu filho
SINAIS DE QUE SEU FILHO PODE SER VÍTIMA
- Tem queda repentina nas notas
- Parece feliz nos fins de semana, mas fica infeliz e tenso na segunda-feira
- Exibe imagem corporal de vítima, como ombros encurvados, cabeça baixa, não olha as pessoas nos olhos e se afasta dos outros
- Volta para casa com ferimentos e hematomas inexplicáveis
- Tem doenças frequentes ou finge enfermidades
- Seus bens são constantemente “perdidos’’ ou danificados
- Tem alterações extremas de humor ou chora com facilidade
- Pensa em abandonar a escola
O QUE FAZER PARA
AJUDAR SEU FILHO
- Evite ser um pai impulsivo que procura imediatamente os pais do agressor
- Não diga a seu filho para se vingar
- Por menores que pareçam ser os eventos, considere-os com seriedade
- Faça perguntas para descobrir o que aconteceu
- Reúna-se com professores
- Denuncie os ataques físicos à polícia
O QUE É BULLYING
- É definido como atitudes agressivas de todas as formas, intencional e repetidamente, sem motivação
Fonte: “Proteja Seu Filho do Bullying’’,
de Allan Beane (editora Best Seller)

Verdades consolidadas, por Luiz Henrique da Silveira*

A crônica histórica consolidou a versão de que Cristóvão Colombo foi original na esperteza de pôr o ovo em pé, para convencer os monarcas espanhóis de que era possível chegar às Índias velejando na direção contrária das rotas conhecidas.

Na verdade, Colombo apenas copiou a esperteza de quebrar, levemente, a extremidade do ovo para afirmar que poderia colocá-lo de pé. Assim como não foi Graham Bell quem inventou o telefone, mas o coreógrafo italiano Antonio Meucci, também não foi o navegador genovês quem, por primeiro, fez aquela proeza.

A história do ovo em pé tem a ver com a construção de uma das maiores obras-primas da humanidade. Falo da Igreja Santa Maria Del Fiore, obra única, incomparável, da arquitetura renascentista. Ela é a joia arquitetônica que atrai milhares de turistas a Firenze, extasiados com a beleza marmórea de suas paredes externas, e com outra obra inexcedível: a bela cúpula, que, embora um pouco menor, é mais bela do que a que Michelangelo concebeu para a Basílica de São Pedro, no Vaticano.

Aliás, Michelangelo usou os acertos da Cúpula de Bruneleschi para construir a sua.

Arnolfo Di Cambio é uma grande personalidade florentina, cuja notável criatividade ficou esmaecida diante de tantos gênios contemporâneos que viveram em Firenze na sua época, como Petrarca, Bocaccio, Donatello, Paolo Uccello, Bramante, Michelangelo, Cellini, Maquiavel e tantos outros.

Foi ele quem fez o projeto da famosa igreja florentina. Mas não foi ele quem fez a inédita façanha de pôr o ovo em pé.

Quem a fez? Mais adiante eu esclareço.

Havia, naquela época, início dos anos 1400, dois famosos ourives e relojoeiros em Firenze: Lorenzo Ghiberti e Fillippo Brunelleschi. Ao primeiro, devemos as deslumbrantes portas de bronze do Batistério; ao segundo, a realização da famosa cúpula de pedra.

Bruneleschi, a quem se atribui a invenção do relógio-despertador, perdeu, em 1402, para Ghiberti, a execução dos altos-relevos brônzeos, pela decisão de 36 membros de uma comissão de notáveis florentinos. Dezesseis anos depois, enfrentou outra comissão, disputando, com o mesmo Ghiberti, a realização da cúpula.

Seu projeto era original: não utilizaria madeira. Toda a alta cúpula seria feita de pedras, que se elevariam para aquelas alturas por uma máquina espetacular, que ele próprio, engenhosamente, criara. Era um molinete gigantesco, acionado por muitas juntas de boi, que utilizava um fio de aço, com 182 metros de comprimento, para alçar pedras de mais de 700 toneladas.

Quando membros do júri disseram que isso seria impossível, ele entregou-lhes um ovo, pedindo que o pusessem de pé, exatamente como se atribui a Colombo. Os jurados tentaram, tentaram e não conseguiram. E disseram a Filippo Bruneleschi que seu projeto era tão inviável quanto colocar o ovo na vertical.

Espertamente, Bruneleschi o colocou, e ganhou a obra, que foi inaugurada 15 anos depois, no dia 30 de agosto de 1436.

Quando se fala no episódio do ovo em pé, fala-se no “ovo de Colombo”. Mas devia-se dizer: “O ovo de Bruneleschi”. O ineditismo do “ovo de Colombo” é uma “verdade” consolidada que precisa ser desmentida, recontada.

*Ex-governador do Estado

Fonte:Jornal A Notícia(18/04/2010)


Então,quem poderá salvar Joinville???

Anel viário...Previsão...


...É mais fácil os chineses chegarem aos anéis de Saturno...do que construirem esse tal de anel viário...Nem com a ajuda do National Kid.

Novo hospital em Joinville...Previsão...


Se os atuais estão capengas...imagine a construção de um novo??? Só com a ajuda dos super-gêmeos...Eita!!!

Elevados em Joinville...Previsão...


...Pela vontade política de nossas autoridades...só após 2025...mesmo com a ajuda do Superman.

BR 280...Previsão de duplicação...

...Só para depois de 2020...independente de Serra,Dilma ou do Superman

Foi arquivado,da coluna do Jefferson Saavedra

*Porque partidos políticos não teriam direito de apresentar ação civil pública, a Justiça arquivou na sexta, em Joinville, ação apresentada pelo PV contra o prefeito Carlito Merss (PT).

*A ação acusa Carlito de ter cometido ilegalidade ao aparecer em propaganda da Águas de Joinville.

Fonte:Jornal A Notícia(18/04/2010)

PDT de Joinville com prestígio

Da coluna do Prisco que é publicada no Jornal A Notícia...

O VICE DE ANGELA SAIRÁ DO NORTE

O PP (antigo PDS) não guarda boa recordação da coligação com o PDT. Em 1985, os dois partidos formalizaram a Aliança Social Trabalhista (AST), que foi atropelada nas urnas de Florianópolis pelo PMDB. Refrescando a memória: o então deputado estadual Chico Assis, com Manoel Dias de vice, foi atropelado pelo também deputado Edison Andrino, que tinha como companheiro o vereador Pedro Medeiros, já falecido. Era chapa pura.

Maneca continua cotado para formar dobradinha com Angela Amin para o governo, mas o nome dos sonhos dos pepistas é o ex-vice-prefeito de Joinville Rodrigo Bornholdt. Não apenas porque representa o Norte do Estado, mas também porque é afilhado de batismo e político de Luiz Henrique da Silveira, que o filiou no PMDB. Depois do episódio Aldo Hey Neto, que provocou o segundo turno da eleição de 2006 e por pouco não custou a reeleição de LHS, o padrinho deserdou o afilhado político.

Fonte:Jornal A Notícia(17/04/2010)

Time juvenil do Caxias em 2010

Caxias em 2003...Clique na imagem para ampliá-la


Esse time perdeu apenas uma partida no campeonato catarinense de 2003...Incrível né!!!

Ficou uma cáca...

...Aquela improvisação para entrar no novo shopping...Quero ver ali pelas 17,18,19:00 horas...Preparem-se para as filas,no sentido das universidades.

Uma pergunta:

Finalizaram as obras da Via Gastronômica???

Projeto arrecada medicamentos não vencidos

O Vereador Jaime Evaristo(PSDB) protocolou na Câmara de Vereadores o Projeto de
Lei 29/2010, que Institui no Município de Joinville a “SEMANA DE
ARRECADAÇÃO DE SOBRAS DE MEDICAMENTOS COM PRAZOS DE VALIDADE NÃO
VENCIDOS”.

Segundo o Projeto, o Município realizará no mês de março de cada ano shows
e eventos, cujo ingresso será um medicamento. Ficará a cargo da Secretaria
Municipal de Saúde a função de avaliar os medicamentos arrecadados nos
eventos e repassá-los ás pessoas mais carentes de nossa cidade.

“É para esta parcela de joinvilenses que fizemos este Projeto de Lei.
Remédios novos e em ótimo estado de conservação e que poderiam salvar
várias vidas ou amenizar a dor e o sofrimento de muitas pessoas muitas
vezes vão parar na lixeira. O ser humano peca ao desperdiçar os
medicamentos ”, destacou o Vereador Jaime Evaristo.

Clique na imagem para ampliá-la